Cinema

«Dentro da Tempestade»: crítica

«Dentro da Tempestade» chegou aos cinemas na passada quinta-feira com a premissa de nos trazer grandes momentos de tensão onde as forças da natureza se debatem contra o homem.

A história parece repetir a velha fórmula: um super-desastre, uma história de amor, um pai distante dos filhos e um desastre natural que servirá de catalizador para as diversas relações. Se em termos de história «Dentro da Tempestade» pouco inova, é nos efeitos visuais e no som que nos consegue captar mais atenção. A tempestade, com os gigantescos tornados surge no ecrã de forma assustadora e os impactantes efeitos sonos proporcionados pelo Dolby Atmos são talvez a sua grande mais-valia.

As interpretações dos atores são razoáveis, os personagens também não assumem o protagonismo inteiramente ocupado pela tempestade. A história poderia ter fugido um pouco ao cliché dos filmes de desastre mostrando-se um argumento pouco ambicioso e algo preguiçoso.

Fique com o trailer do filme:

 

Categorias
Cinema

Estudante de Farmácia, amante das ciências e das artes. Gosto particular por entretenimento em diversas áreas: televisão, cinema, teatro, música.

Comentários