Resumos de Mar Salgado SIC
Resumos de Mar Salgado SIC
Resumos de Novelas

“Mar Salgado”: resumo de 22 a 28 de Setembro

[tps_title]Ep. 10[/tps_title]

André digere a informação que Leonor acaba de lhe dar sobre a relação que teve com Gonçalo. André esconde que Patrícia lhe contou uma versão diferente da dela, mas confessa que agora entende os motivos que a levaram a querer falar desesperadamente com o irmão, reconhecendo que ele nunca se responsabiliza por nada. Leonor afirma que agora só está empenhada em encontrar a filha e André não esconde o seu desapontamento. Entretanto, o desconforto entre ambos instala-se e André acaba por se ir embora. Diogo cruza-se com ele e vai ter com a irmã. Leonor conta que André já sabe o que a trouxa a Portugal e que Gonçalo deve ser o responsável pelo desaparecimento dos filhos. No entanto, afirma que ainda não sabe bem se pode confiar em André, já que ele é irmão de Gonçalo. Diogo faz notar que ele se tem esforçado por ajudá-la e revela depois que localizou o médico que dirigia o serviço de pediatria onde o bebé abandonado foi internado. Leonor fica entusiasmada e diz que vai marcar encontro com o médico. Ao mesmo tempo, diz ao irmão que se podem mudar para a casa nova no dia seguinte.

Frederico dá conselhos a Amélia e Carlota sobre o que devem visitar em Praga. A neta recusa passar o tempo todo em museus e vai imprimir um roteiro que descobriu para a viagem. Kika fica enciumada e desabafa que gostava de ir a Londres fazer compras, mas sabe que a mãe teria um ataque se ela perdesse as aulas. Kika decide ir para o seu quarto e a conversa passa a ser sobre Sebastião. Amélia pergunta à mãe porque é que o tio não esteve no aniversário se Carlota. Antónia esclarece que ele se esqueceu e acrescenta que o irmão deve estar a atravessar uma crise de idade, pois apanhou-o com uma miúda que pode ser sua filha. Frederico faz piadas sucessivas sobre o cunhado e consegue arrancar um sorriso à mulher. André entra em casa nesse momento e causa estranheza a Amélia, quando pergunta por Gonçalo e sai disparado ao seu encontro, depois de a mãe contar que ele está no jardim de inverno.

André conta a Gonçalo que esteve a falar com Leonor e que ela lhe disse que ele fez desaparecer os filhos de ambos. O irmão nega tudo mas André desenvolve o seu raciocínio para concluir que Carlota é filha dele e que Gonçalo a entregou a Amélia, pois a irmã não conseguia engravidar. Gonçalo fica gelado e nega ainda com mais veemência que a sobrinha seja, afinal, sua filha e quase suplica ao irmão que se cale e não desestabilize a família. André faz-lhe um ultimato e diz que se não contar toda a verdade sobre a relação que teve com Leonor, ele próprio se encarregará disso. Amélia ouve a conversa, escondida. Quando André volta para o interior da casa, vai ter com Gonçalo e, completamente transtornada, bate-lhe no peito e grita que ele fez o pior que alguém podia fazer ao roubar a filha de outra mulher para lha entregar. Gonçalo tem dificuldade para controlar a irmã, que chora em desespero, temendo que se saiba que Carlota é a filha que ele teve com Leonor e nunca quis assumir.

Carlota encontra André no jardim e pergunta-lhe porque é que está tão em baixo. O tio confessa que tem de tomar uma decisão que pode afectar muita gente e que está sem saber o que fazer. Ela confessa que não gosta de o ver triste e combina fazer-lhe companhia a nadar na manhã seguinte para o animar. André abraça a sobrinha e retribui-lhe os mimos.

Na estufa, Amélia acusa Gonçalo de ser um monstro, enojada por ele ter engravidado uma miúda de dezasseis anos, roubando-lhe depois os filhos, acabando por provocar a morte de um deles. Gonçalo rejeita responsabilidades e argumenta que foi enganado por Leonor. Amélia persiste em censurá-lo e Gonçalo joga com a instabilidade emocional da irmã, sugerindo que entregam Carlota à sua mãe biológica. Amélia fica ainda mais fragilizada e grita que não quer perder a filha. Gonçalo dispara então que ela deve manter-se calada e tentar calar André, para que ele não revele o seu segredo.

Depois de subir ao quarto, Gonçalo conta a Patrícia que André e Amélia já sabem que Carlota é sua filha e mulher fica arrasada com a notícia, tomada pelo pânico de poder vir a serem presos se alguém descobrir que fizeram desaparecer os gémeos. Gonçalo tenta acalmá-la e diz que a defendeu e que ninguém sabe que ela esteve envolvida. Ao mesmo tempo pede-lhe que convença André a ficar calado, para não prejudicar a família e antes que Martim ou Leonor saibam da verdade.

Na manhã seguinte, tal como haviam combinado, Carlota e André nadam ao desafio na piscina. Amélia observa-os com ternura e ajuda a filha a secar-se quando ela sai da água, perguntando com humor se está a treinar com o tio para as Olimpíadas. Carlota alinha na brincadeira e diz que já formaram uma equipa para o efeito. André fica embevecido com a empatia entre a mãe e a filha. Martim junta-se-lhes e Amélia aproveita para lhe pedir para anteciparem a viagem a Praga numa semana, argumentando que está muito cansada e precisa de deixar a fábrica. O marido contrapõe que não vai alterar tudo o que tinha estabelecido e aconselha-a a tirar uma semana de férias. Ela fica sem argumentos e é forçada a resignar-se.

Depois de várias tentativas frustradas, Leonor lá consegue falar para a clínica onde o pediatra que procura dá consultas e é informada que ele só lá vai à tarde. Com esta informação, pede a Diogo que lhe marque uma consulta. O irmão brinca ao dizer que ela já está crescida demais, questionando como é que ela vai conseguir que ele a tenda.

Idalina recomenda a Pedro que se porte bem na escola e o filho segue para lá acompanhado por Hugo. O amigo decreta que o dia é para dar conversa às raparigas mas Pedro assume que não está para aí virado, pois está apaixonado por Elsa. Hugo arrisca que ela está a fazer-se difícil.

Sílvia chega à fábrica e pede desculpa pelo atraso, justificando que lá em casa são muitos a tomarem banho ao mesmo tempo. Idalina comenta que Rute deve ser a pior e suspira dizendo que Sílvia é que dava um belo partido para o seu Messias. Sílvia assume que gosta muito dele mas apenas como amigo.

Rute aparece no restaurante e finge que acabou de ser assaltada. Messias não suporta vê-la a chorar e oferece-lhe trezentos euros que levantou. Assim que se apanha com o dinheiro, Rute vai para a fábrica, radiante por estar a manipular os sentimentos dele. Vitória não gosta de ver Rute a sair do restaurante e volta a insinuar ao irmão que ela só se interessa por ele, enquanto houver dinheiro, lembrando que a mãe não gostou nada que ele lhe tivesse oferecido um perfume.

Elsa confessa a Júlia a sua tristeza pelo facto de o pai nunca a deixar sair com os amigos. A mãe propõe-se falar com ele mas Elsa prefere que ela não se arrisque a apanhar mais uma tareia de Xavier. Júlia diz que sempre podem ir as duas ao cinema, mas a filha não se entusiasma e vai embora, contendo as lágrimas.

Laurinda critica Sara pela forma como lava a salada e incita-a a arranjar um emprego, para ajudar o marido. A nora não gosta das insinuações mas exibe apenas um sorriso a cada investida dela. Madalena aparece naquele momento e anuncia que vai ao Porto em trabalho. A mãe aproveita para tentar saber onde e com quem dormiu na noite anterior mas Madalena não conta nada.

Bento vai conversar com Cremilde e insinua o seu interesse por ela. No entanto, regressa rapidamente à sua banca quando ela ameaça fazer-lhe a barba com a faca do peixe. Nesse instante, aparece um rapaz que diz a Bento que Joni o mandou chamar, pois precisa da sua ajuda na lota. Assim que Bento se afasta, Tina aparece com um escadote, paga ao rapaz por tê-la ajudado a afastar Bento da banca e pendura um cartaz que anuncia que o preço do peixe de Joni está em saldo. Cremilde pergunta à filha como é que ainda tem disposição de perder tempo com eles.

Patrícia tenta disfarçar o desagrado quando Nuno confirma que contratou Leonor para o centro de mergulho e que informou Martim da situação. Nesse instante, Leonor entra para concluir o processo de admissão e Patrícia finge-se simpática, propondo inclusivamente que possam fazer um jantar. Leonor esquiva-se e responde que depois falam melhor sobre o assunto, já que ainda se está a instalar. Depois de Patrícia ir embora, Leonor recebe uma chamada de André que pede para se encontrar com ela. O amigo tem um semblante carregado.

Gonçalo insiste com Amélia para que fale com André, convencendo-o de que Carlota é sua filha e não dele. A irmã continua muito nervosa e responde que falar não vai adiantar grande coisa, já que ele será sempre o insensível que abandonou os filhos e ela a mulher que ficou calada e não denunciou a situação. Gonçalo atemoriza-a e diz que se sujeita a perder a filha em tribunal e a irem para à prisão. Amélia parece começar a ceder à ideia de convencer o irmão mais novo a ficar calado.

Leonor prepara-se para sair e diz a Diogo que vai falar com o médico pediatra para tentar perceber o que se passou com o bebé abandonado, reafirmando o desejo de encontrar a filha. Leonor acrescenta que depois vai ao encontro de André, que pediu para lhe falar.

Patrícia tenta arranjar um emprego para Diogo no Dubai, na tentativa de desestabilizar Leonor. Martim acaba por ajudá-la sem perceber que o está a fazer.

Amélia vai conversar com André e tenta convencer o irmão de que Carlota não é filha de Gonçalo. André diz-lhe que não vale a pena mentir e a irmã desata a chorar, passando a fazer chantagem emocional, fazendo-lhe ver que se contar a verdade vai destruir a vida dela, de Gonçalo, mas sobretudo de Carlota. André fica pensativo, cada vez mais a sentir duvidas sobre a decisão a tomar.

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários