Resumos de Novelas

“Jardins Proibidos”: resumo de 6 a 11 de Outubro

[tps_title]Ep. 27[/tps_title]

Rita, absolutamente arrasada, ouve dois médicos do hospital a perguntarem-lhe se pode dar autorização para que os órgãos de Pedrinho sejam doados para transplante. Indignada com a conversa, Rita grita com os médicos recusando-se a abdicar da única coisa que lhe resta, o seu filho.

Chico chega ao hospital e abraça Rita, que se culpa por Pedrinho estar em estado tão grave. Chico, ainda sem conhecer a gravidada da situação, tenta acalmar a amiga e garante-lhe que Pedrinho vai sobreviver.

Teresa e Vasco não percebem o motivo de mais espera e pressionam Eduardo para que lhe diga o que aconteceu. O médico não pode contar, mas pede que confiem nele.

Rita explica o estado de Pedrinho a Chico, que fica perplexo ao perceber que Pedrinho pode ser a salvação de Clarinha. Rita, cada vez mais desesperada, vinca não pretender desistir do seu filho.

O ambiente entre Vasco, Teresa e Eduardo é tenso e o médico acaba por contar que pode ter surgido um coração para Clarinha.

Filipe e Isabel Herédia estão à porta do hotel e preparam-se para regressar a Madrid, esperando ansiosamente que Alfonso chegue para embarcar com eles. Quando veem o filho ficam aliviados, mas Alfonso recusa-se a viajar, afirmando que a sua felicidade está em Portugal. Isabel vira-lhe as costas, desiludida, e diz ao marido que Alfonso deixou de ser filho deles.

Eduardo recusa-se a dar mais pormenores sobre o coração que pode ter surgido para Clarinha. Vasco e Eduardo começam a discutir e Teresa acaba por ter uma contração.

Clarinha acorda, ficando espantada por ainda não ter sido operada. Vasco e Eduardo explicam-lhe que a operação foi adiada por ainda haver esperança que ela não tenha de ficar ligada a uma máquina. Clarinha diz a Eduardo que confia muito nele, tal como Teresa está sempre a dizer e Vasco tenta disfarçar o desagrado.

Rui explica a Rita que Pedrinho não tem a mínima hipótese de viver muito mais tempo naquela condição, reforçando que está nas suas mãos permitir que outra criança sobreviva. Mas ela continua em negação e mantém-se irredutível na sua decisão de não doar os órgãos.

Entretanto, junto ao liceu, Zeca vai fazendo hambúrgueres para os vários alunos que ali param. Inesperadamente, Lurdes aparece para falar com o neto e diz-lhe que ele e Célia foram feitos para ficar juntos e que ele deve seguir o seu coração. Zeca aceita o conselho da avó e vai até à papelaria falar com Célia, insistindo que assim que ela tiver um tempo livre, vá conversar com ele.

Rui comenta com Mónica sentir-se impotente por não conseguir convencer Rita a doar o coração do filho que pode salvar Clarinha. Mónica fica surpresa por perceber que o irmão está a falar de Teresa, saindo apressada da cafetaria do hospital.

Zeca espera ansiosamente por Célia, mas quem chega é Sofia e ele diz-lhe de imediato que precisam de falar. Mas ao ver a professora tão abalada, Zeca abraça-a e perde a coragem de falar. Nesse exato momento, Célia sai e vê Sofia e Zeca abraçados, voltando a entrar na papelaria.

Mónica corre para os cuidados intensivos, mas é abordada por Vanda que a impede de entrar. Mónica insiste que precisa de falar com Teresa urgentemente e acaba por escrever um bilhete que deixa nas mãos da enfermeira. Mas Vanda não tem qualquer intenção de entregar o bilhete e lê o papel, onde diz que a mãe do menino que pode salvar Clarinha está no hospital. Vanda sorri maquiavélica e faz uma chamada. Logo em seguida, Mónica é agarrada por dois seguranças que a arrastam dali para fora.

Rita continua a não aceitar a ideia que Pedrinho está em morte cerebral, apesar de Chico lhe garantir que em poucas horas os médicos vão pedir autorização para desligar o ventilador e apenas está a adiar o inevitável. Rita permanece, no entanto, estática, enquanto chora abalada a pensar em que decisão tomar.

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários