Resumos de Mar Salgado SIC
Resumos de Mar Salgado SIC
Resumos de Novelas

“Mar Salgado”: resumo de 1 a 7 de Dezembro

[tps_title]Ep. 69[/tps_title]

Destaque: Leonor esfaqueia Gonçalo quando ele se recusa a dizer onde está a filha que ela procura.

Leonor aceita dar guarida a Vanessa, esperando que ela possa esclarecer todas as dúvidas que tem desde que desapareceu, quanto a quem é realmente a filha que procura. Diogo entra na sala nesse instante e fica surpreendido por ver a rapariga ali. Leonor diz ao irmão que ela vai responder a todas as perguntas, mas depois de fazer o curativo ao nariz e de tomar um banho retemperador.

Júlia e Elsa acompanham Xavier a casa e ele permite que a filha vá buscar as suas coisas ao quarto. Enquanto isso conversa um pouco com Júlia e quando a acaricia ela retrai-se. Ele pede desculpa e pergunta o que precisa de fazer para as ter de volta. A mulher responde que tem apenas de continuar a respeitar o seu espaço. Xavier aceita esperar o tempo que for preciso para que voltem a reunir-se como família.

Catarina agradece a Amélia por ter dado mais uma oportunidade a Tiago para namorar com Carlota, reconhecendo que ela lhe faz muito bem. A amiga também se mostra esperançada que a filha volte a ser a menina amorosa que sempre foi e muda de assunto perguntando a Catarina por Joana, que viu com ela durante o leilão. Catarina conta que a ex-companheira decidiu aceitar o trabalho no Hospital de Setúbal para tentar a reconciliação, mas assegura que isso só acontecerá se Tiago a perdoar, pois a sua prioridade é o filho e não a sua relação.

Na cozinha, Carlota conversa com André e confessa ter sentido muitas saudades dele. O tio assegura que as saudades foram recíprocas e dispõe-se a recompensá-la, convidando-a para jantar. Carlota diz que ele vai ter de convencer a mãe e comenta que ficou aliviada por ter sabido que Leonor se salvou, pois gosta muito dela. André fica constrangido mas disfarça. Amélia tenta entretanto arranjar uma desculpa para não ir jantar fora com o irmão mas Carlota suplica à mãe e André sugere que jantem no Hotel Salinas onde também está Martim. Amélia acaba por ceder. Tiago recusa o convite de Carlota para ir com eles, afirmando que aquele será um jantar de família.

Antónia dá conta de que já devia estar em casa a dar instruções para o jantar, mas perde-se a trocar carinhos e piropos com o amante. Samuel lembra que a família dela foi muito afável durante o leilão das suas obras e ela conta de Frederico até sugeriu que comprassem algumas. Samuel reconhece que ela já lhe deu muito e Antónia afirma que a casa que lhe ofereceu é muito menos do que aquilo que ele lhe dá e faz sentir.

Leonor conta a Vanessa que descobriu que ela não é a sua filha porque leu todas as mensagens que ela trocou com Gonçalo. A rapariga fica surpreendida com a revelação mas também deixa Leonor perplexa ao revelar que não se chama Vanessa mas sim Mónica, confirmando que aceitou passar-se por sua filha, a troco de muito dinheiro que Gonçalo lhe ofereceu para isso. De surpresa em surpresa, Leonor fica a saber que os cotonetes que enviou para fazer o teste de ADN foram trocados por outros que Gonçalo lhe entregou. Leonor conclui com estupefacção que Gonçalo sabe onde está a sua filha verdadeira e tem evitado a todo o custo que ela descubra quem é. Vanessa conta que Gonçalo a raptou e tentou fazer desaparecer e Leonor defende que têm de apresentar queixa, propondo-se recorrer à ajuda de Tomás. Vanessa, que agora se revelou como Mónica diz recear o que Gonçalo lhe possa fazer e fica destroçada ao saber que Simão e a irmã morreram num desastre de automóvel, culpando-se por isso.

Amélia protesta porque Martim resolveu atender um cliente do hotel antes do jantar deixando-a com Carlota e André à espera. Carlota faz conversa e conta ao tio que o pai contratou um detective para localizar os seus pais biológicos e que ele descobriu que a mãe morreu num desastre e que o pai era um marinheiro espanhol que desapareceu. André fica atónito a olhar para Amélia, que pede a Carlota para ir buscar o pai. Quando a miúda os deixa a sós, André censura a irmã por estar a alimentar mais uma mentira. Ela demarca-se da situação e conta que esta versão foi arquitectada por Gonçalo, que subornou o detective que Martim contratou, pois o homem descobriu tudo e preparava-se para contar a verdade. Amélia justifica a sua atitude com o facto de querer proteger a filha e o seu casamento com Martim. A conversa deixa-a à beira de outro ataque de ansiedade e para o evitar, toma um comprimido.

Kika escolhe um barco na internet e indica-o ao pai. Frederico opina que é melhor comprar um em segunda mão mas Gonçalo defende que a filha não pode velejar num barco qualquer. Patrícia ouve a conversa e quando fica a sós com o marido diz esperar que ele não esteja a incentivar a filha a continuar na vela para depois faltar às provas. Gonçalo defende-se e lembra-lhe que está a tentar ser melhor marido e pai e que ela é que o está a rejeitar. Patrícia justifica que já não acredita nas suas intenções e nas suas promessas.

Laurinda reconhece que gostou muito que Filipe e Sara tivessem ido jantar lá a casa. Bento confessa que também adorou e pede a Henrique um digestivo, pois ficou enfartado. O cunhado olha-o de lado e ele retrai-se. Filipe tenta convencer o pai a investir o dinheiro do seguro que vão receber pelo barco que perderam a readaptarem a frota para outro tipo de pescas. Henrique continua a recusar as ideias do filho, embora reprovado por Laurinda, que gostava que ele levasse as suas propostas em consideração. Filipe fica ofendido com o pai, que argumenta que o que dá dinheiro são os barcos e que será neles que devem investir. Bento engasga-se com o café que está a beber quando Henrique diz que cada barco novo custa dois milhões de euros.

Eva conta a Sara que Daniel se declarou mas que não quer alimentar-lhe a paixão porque se sente bem como está e nunca poderia namorar com um colega. Sara, por seu turno, diz que lhe agrada a reaproximação a Laurinda, mas que não quer voltar a viver com os sogros. Nem de propósito, Bento aparece nesse instante e Sara pede que lhe pague o dinheiro que lhe emprestou, pois está a poupar com o marido para alugarem uma casa. Bento ainda tenta adiar o pagamento mas acaba por ir buscar o dinheiro.

Adelaide e Rogério criticam o desplante de Bento por oferecer a Cremilde uma jaqueta de fraca qualidade, ainda por cima branca. Ela desvaloriza a situação mas acaba por decidir que o vai repreender assim que o encontrar. Ingenuamente, pergunta à sogra se já foi visitar o padre Agostinho. Adelaide fica muito constrangida mas disfarça o incómodo.

Rute oferece um amuleto a Messias e diz que não consegue viver sem ele e que sofreu muito com o seu desaparecimento no mar. Ele esconde que ainda não a esqueceu mas mantém-se firme e diz que não lhe perdoa por tê-lo traído com o peixeiro, insistindo que não quer mais nada com ela. Rute vai-se embora e ensaia uma saída dramática.

Mateus instala-se numa suite do Hotel das Salinas e Vitória, que foi lá ter, estranha que ele tenha tanto dinheiro. Mateus mente e justifica as suas posses por ter vendido uma aplicação que lhe rendeu bastante. Vitória acredita e aceita ficar um pouco mais a desfrutar daquele ninho de amor.

André fala com uma ex-namorada que lhe pede para se encontrarem. Nuno percebe que se trata de Vera e acha que ela quer reviver o passado. André garante que não está disponível e Nuno acha que isso se deve ao facto de gostar de Leonor. Ele contrapõe que Leonor foi muito clara quando disse que não confia em si.

Leonor conta a Diogo a conversa que teve com Vanessa, que afinal se chama Mónica e mostra-se convicta de que Gonçalo sabe onde está a sua filha verdadeira, pois manipulou o teste de ADN que ela fez com a rapariga que ele contratou. Diogo acha a história confusa e recomenda-lhe que se aconselhe com Tomás sobre o que deve fazer.

Gonçalo ralha com Amélia por ela ter contado a André sobre o detective que ele subornou e de mais uma mentira que inventaram para afastarem Carlota de Leonor. Apesar das diferenças de opinião, Gonçalo acaba por achar que a única solução é que o irmão continue de boca fechada. Amélia acha que ninguém o pode censurar se ele contar a verdade e Gonçalo assume que também lhe custa assistir ao sofrimento da filha. Amélia fica furiosa e proíbe-o de tratar Carlota por sua filha. Gonçalo pede desculpa e promete que não voltará a repetir.

Leonor incita Vanessa a tomar o pequeno-almoço mas ela diz que não consegue comer, preocupada com o facto de Gonçalo ou a polícia a descobrirem. Leonor confia em Diogo para tomar conta dela e afirma que vai sair para se aconselhar com Tomás sobre o que fazer em relação a Gonçalo.

Patrícia leva croissants a André e diz que já não consegue tomar o pequeno-almoço com a família, pois todos fingem que nada se passa. O cunhado relembra que já a aconselhou vezes sem conta a separar-se de Gonçalo mas ela não quer equacionar. Patrícia reafirma que está a proteger Kika e também Carlota, que não vai reagir bem quando souber que o tio é o seu pai. André é de opinião que, com tanta preocupação, vão perder Carlota e Kika.

Leonor invade o gabinete de Gonçalo na fábrica e acusa-o de ter andado durante todo este tempo a enganá-la, pois já sabe que Vanessa se chama Mónica, que foi contratada por ele para se passar por sua filha e que ele até os testes de ADN falsificou. Gonçalo defende-se de tudo com o argumento de que a rapariga mentiu, gritando já irritado que ela deve perceber que jamais encontrará a filha. Leonor perde a cabeça e espeta-lhe uma tesoura na mão e intima-o a revelar quem é a sua filha. Gonçalo solta um grito de dor, sem conseguir abrir a boca.

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários