Televisão

Governo demite Conselho de Administração da RTP

Depois de toda a polémica que envolveu a RTP com a compra dos direitos de transmissão dos jogos da Liga dos Campeões, o Governo acabou mesmo por demitir o Conselho de Administração da empresa de que o Estado é accionista, como propôs o Conselho Geral Independente (CGI) entidade criada pela tutela.

Como razão da sua tomada de posição, o CGI considera que administração liderada por Alberto da Ponte violou o “dever de colaboração e o princípio de lealdade institucional” quanto à compra da Liga dos Campeões. E acabando por apoiar a consideração dada pelo Conselho, o ministro Poiares Maduro comunicou que “o Governo enquanto titular da posição accionista do Estado actuará em conformidade com a proposta do Conselho Geral Independente (CGI) em cumprimento da lei”.

Vale lembrar que a Entidade para a Comunicação Social (ERC) já se pronunciou sobre o assunto, considera que a administração da RTP “não tinha o dever de comunicar” a compra dos direitos da Liga dos Campeões pois “não lhe cabe” definir os conteúdos das grelhas de programas, lê-se no Público. Porém, a própria administração recusa demitir-se.

Categorias
Televisão

Comentários