Resumos de Mar Salgado SIC
Resumos de Mar Salgado SIC
Resumos de Novelas

“Mar Salgado”: resumo de 8 a 14 de Dezembro

[tps_title]Ep. 75[/tps_title]

Destaque: Júlia conta a Xavier que decidiu voltar com a filha para casa, mas impõe-lhe condições para voltarem a ser uma família. Vera abre o jogo com Leonor e afirma que se for preciso lutará com ela para conquistar André.

Vanessa implora a Leonor que fique consigo no Dubai e quando ela lhe diz que não pode desistir de procurar a filha, pede para regressar com ela a Portugal. Leonor faz-lhe ver que ali ficará em segurança e fora do alcance de Gonçalo. A rapariga reconhece que está a exagerar na lamechice e despede-se emocionada de Leonor.

Vera visita Frederico e Antónia e leva-lhes o vinho da quinta dos pais onde foi com André. Antónia pergunta ao filho se já decidiu se aceita a proposta de trabalho que Vera lhe fez e ele afirma que não. Gonçalo aparece nesse momento e a mãe vê logo a oportunidade de juntar todos ao almoço. André esquiva-se, mas não consegue evitar uma conversa com o irmão, que lhe pede para falarem a sós.

Gonçalo tenta saber o que anda Leonor a fazer, já que nunca mais foi incomodado por ela. Como o irmão afirma com ironia que está afastado dela como ele desejava, Gonçalo provoca-o perguntando-lhe se tem visto a mulher dele. André discute com Gonçalo e só não o agride porque Vera aparece entretanto, acabando por refrear os ânimos.

Kika regressa ao hotel depois de ter ido ao cinema com Carlota, Amélia e Martim. Vai feliz e conversa afavelmente com a prima. Patrícia recomenda-lhe que agradeça aos tios por se terem lembrado de a convidar. Amélia confessa que todos lá em casa têm sentido a falta delas e que Gonçalo também não tem escondido as saudades que sente da filha. Kika corta a conversa e diz que a mãe não quer ouvir falar do pai. Depois de se despedir dos tios e da prima, Kika confessa que tem saudades das suas coisas, do seu quarto e dos avós. Patrícia responde que mais tarde podem voltar a falar do assunto.

Cremilde fica preocupada quando Tina lhe dá a novidade de que Patrícia se separou de Gonçalo e está a viver no Hotel Salinas com Kika. Rogério finge que está a dormir mas escuta a conversa toda. Adelaide, assim que sabe que a neta está a viver no hotel, afirma que a vai visitar, de nada valendo os esforços de Cremilde para o evitar.

Júlia vai a casa para falar com Xavier. Muito séria e determinada, diz que decidiu voltar para casa com a filha, mas impõe as suas condições. O marido não gosta que uma delas seja receber as amigas sempre que a forem visitar, mas esconde o seu desagrado só para ter a família de volta. Júlia acrescenta que é também proibido que lhe volte a bater ou à filha. Xavier confessa que ela acaba de fazer dele o homem mais feliz do mundo, abraçando-a e beijando-a.

Nuno, desiludido, conta a André que Júlia foi falar com Xavier e adivinha que ela se vai deixar convencer pelo marido e voltar para casa. O amigo faz-lhe ver que não pode fazer nada se essa for a vontade dela e Nuno afirma que não compreende as pessoas que têm atracção pelo abismo e só escolhem relações complicadas. André pergunta se a boca é para ele e Nuno diz que ele se apaixonou pela ex-namorada do irmão e que apesar de dizer que é impossível continuarem juntos, não a consegue esquecer. Nuno acha que Vera podia ajudar mas André nem quer considerar o regresso ao passado.

Gonçalo encontra-se com Vera e trata de a manipular, contando que André se deixou seduzir por Leonor e que isso será o fim dele, pois a primeira coisa que ela fez foi virar o irmão contra a família. Gonçalo destorce a verdade e faz de Leonor a vilã da história, ao ponto de ele próprio ter sido atacado com uma tesoura. Vera fica horrorizada e Gonçalo aproveita para a incentivar a não desistir de André e levá-lo consigo para São Paulo. Ela afirma que é isso que tenciona fazer.

Vitória vai ter com Mateus ao Hotel Salinas, na expectativa de irem jantar. Ele assume que se esqueceu do que tinham combinado e que está ainda a acabar um jogo que iniciou há horas no computador. Vitória fica desagradada mas, apesar disso, aceita dar-lhe alguns minutos para que acabe o jogo. Mateus fica alienado e acaba por demorar uma eternidade, Vitória farta-se de esperar e vai embora irritada, deixando-o a falar sozinho.

Leonor confessa a Diogo que nunca pensou ouvir da boca de Vanessa um pedido tão emocionado para que ficasse consigo, mas justifica que precisa agora de se concentrar nas batalhas que tem pela frente com Gonçalo. O irmão confirma que pode estar a caminho mais um problema mostrando-lhe a notificação que chegou do tribunal para ela. O irmão acrescenta que André perguntou por ela e Leonor preocupa-se em saber se ele voltou a estar com Vera. Diogo diz que acha que não e Leonor fica a pensar no assunto.

Carlota está em pulgas para conversar com Adélia, a irmã da funcionária da fábrica que julga ter sido intermediária na sua adopção. Martim refreia o entusiasmo, dizendo que o mais provável é que ela negue que tenha conhecido Dina, supostamente a sua mãe biológica. Carlota desvaloriza o que o pai diz e detém-se a conversar com Gonçalo, recomendando ao tio que tenha cuidado a andar de mota, pois não quer que ele volte a cair e se magoe. Ele oferece-se para a levar à escola mas Carlota informa que vai com o pai.

Martim conta a Gonçalo que levaram Kika ao cinema e que lhe pareceu que ela já começa a sentir a falta dele. O cunhado recomenda-lhe que fale ao coração da filha, pois só assim conseguirá o seu perdão.

Patrícia fica irritada quando recebe de surpresa a visita da avó, mas é obrigada a mostrar-se simpática e feliz com a sua presença. Adelaide começa por lhe dar um violento raspanete por renegar constantemente as suas origens e por desprezar a mãe e a irmã. Patrícia tem de aguentar a reprimenda e tenta mandar a avó embora a pretexto de ter uma reunião importante mas ela diz que não arreda pé sem saber o que se passa com o seu casamento, pois o lugar da mulher é em casa com o marido. A neta desespera e dispara que antes disso, Gonçalo tem de aprender a respeitar a família. Adelaide vai finalmente embora, mas avisa que está à espera que vá ao bairro visitar a mãe e a irmã, sob pena de voltar ao hotel para lhe dar umas palmadas.

Tina está furiosa com a avalanche de homens que vai à sua banca só para ver quem é a virgem do Sado, enquanto Joni saboreia à distância a sua vingança. Bento constata que a brincadeira está a sair cara, pois tinha e Cremilde, estão a vender peixe como nunca. O patrão afirma que o prejuízo é compensado pelo gosto que lhe está a proporcionar e quando Rogério pergunta o que é que ele tem contra a sobrinha, esclarece que também ela ajudou a espalhar que ele era o violador do mercado. Aurora aproxima-se da zona do peixe e Rogério aproveita para se insinuar, elogiando-lhe a forma física. Ela sente-se lisonjeada e convida-o a aparecer mais tarde na banca dos legumes.

Laurinda conta a Henrique que foi ao banco e cancelou a sua conta poupança, pois já lhe tinham levantado quatro mil e quinhentos euros. O marido é de opinião que tem de ir à polícia apresentar queixa, mas ela afirma que primeiro tem de se certificar se não foi alguém de casa a roubá-la. Filipe fica indignado com a desconfiança da mãe mas ela apressa-se a dizer que é de Mateus que suspeita, pois foi lá a casa pedir-lhe dinheiro. Henrique garante que, se foi o filho a roubar, vai arrepender-se amargamente.

Sílvia pede a Rute que ajude a pagar as aulas de vela a Hugo, mas a irmã recusa-se a fazê-lo. A sua grande preocupação é mostrar a Messias a tatuagem que fez com o seu nome. Idalina fica irritada quando vê o que ela fez e desengana-a se pensa que assim o vai ter de volta.

Leonor confessa a João que nunca pensou que Vanessa se afeiçoasse tanto a ela. O mestre reforça que a miúda percebeu que ela deve ter sido a única pessoa que se preocupou com ela na vida. Leonor conta que vai ter de comparecer em tribunal por causa de Gonçalo, insistindo que quer obrigá-lo a revelar onde está a sua filha. João aconselha-a a fazer as pazes com André para que ele a possa ajudar. Leonor mostra-se renitente, mas disposta a organizar as ideias.

André conversa com Diogo sobre a proposta que Vera lhe fez para lhe comprar a empresa e deslocalizá-la para o Brasil. Nisto recebe uma chamada de Leonor a pedir para se encontrarem no hotel, pois precisa de lhe falar pessoalmente.

Laurinda e Henrique confrontam Mateus com o roubo da caderneta da conta poupança da mãe. Ele mostra-se indignado com a desconfiança dos pais mas eles pressionam-no de tal forma que o obrigam a confessar. Para se justificar, lembra que o expulsaram de casa, que teve de dormir no carro, pois nem dinheiro tinha para pagar um quarto. Henrique exalta-se e diz que isso aconteceu por ele ser um mandrião irresponsável que nunca quis trabalhar. O filho queixa-se de ser descriminado em relação aos irmãos e comete o erro de dizer ao pai que ainda bem que Madalena se envolveu com um velho, para ele aprender. Henrique perde a cabeça e dá uma estalada a Mateus, que de raiva expulsa os pais so quarto. Laurinda, antes de sair, diz que tem vergonha de ser sua mãe.

Carlota e Martim, ficam desiludidos e também desconfiados, quando Adélia lhes mostra um papel que prova que a irmã esteve internada no hospital de Setúbal durante um mês e que, por isso, nunca poderia ter sido ela e entregar Carlota à sua família de adopção. A versão da mulher contraria as informações que Martim recebeu do detective.

Vera avista Leonor sentada à espera de André no restaurante do hotel e vai ter com ela. Sem perder tempo pergunta-lhe se ela ainda está interessada nele, pois por sua parte pretende conquistá-lo. Leonor, que já estava enervada quando Vera apareceu, ainda fica mais perturbada.

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários