Cinema

Fã prova que ‘O Hobbit’ podia ter sido só um filme

Um internauta que dá pelo nome de Tolkieneditor quis provar que era possível reduzir a duração da adaptação que Peter Jackson fez do livro O Hobbit para menos de metade do tempo que durou.

Com ajuda de um exemplar do livro, Tolkieneditor apenas deixou ficar aquilo que aparece ao longo das 300 páginas, fazendo os cortes e ajustes necessários para que a adaptação de mais de oito horas – mais uns minutos nas versões alargadas – se ficasse apenas pelas quatro horas. O resultado foi The Hobbit: The Tolkien Edit, uma tentativa de adaptar diretamente o livro.

Apesar de admitir que apreciou muitos aspetos da trilogia-prequela d’O Senhor dos Anéis, o editor diz que houve várias partes em que sentiu que a duração de algumas cenas, que nem apareciam no livro, estragavam a história.

O prelúdio com o Bilbo velho, o triângulo amoroso Tauriel-Legolas-Kili, e a investigação de Dol Godur são algumas das cenas que foram cortadas para não esticar a história como Jackson fez em três filmes em três anos.

Porém, em cenas como o encontro com Gollum, o diálogo com o dragão Smaug ou a luta com as aranhas gigantes, o internauta não tocou, já que “foram excelentes adaptações do livro (também muito por culpa da performance de Martin Freeman)”.

Essa adaptação completa está disponível para quem quiser fazer o download, pelo menos até a Warner Bros. pôr fim a isso.

Categorias
Cinema

Comentários