Resumos de Mar Salgado SIC
Resumos de Mar Salgado SIC
Resumos de Novelas

“Mar Salgado”: resumo de 2 a 8 de Fevereiro

[tps_title]Ep. 121[/tps_title]

Destaque: Enquanto Leonor dá sua primeira aula de mergulho no mar a Martim e Carlota, Xavier aproxima-se do barco de apoio e deixa Jorge inconsciente, agredindo-o com um remo na cabeça. Depois, corta as ligações de segurança aos mergulhadores e vai embora com os dois barcos, deixando Leonor, Carlota e Martim entregues à sua sorte, na tentativa de evitar que Leonor testemunhe contra si em tribunal

Aurora esfrega tripas de peixe na cara e no cabelo de Patrícia, enquanto outras mulheres a agridem com estalos. Cremilde aparece nesse instante e evita que a filha seja linchada na rua, levando-a para dentro de casa. Vitória, Messias e Idalina ficam impressionados com a cena a que acabam de assistir.

Adelaide olha espantada para Patrícia e pergunta o que lhe aconteceu. A neta manda-a meter-se na sua vida e quando ela a acusa de ter matado um anjinho e a aconselha a pedir perdão a Deus, Patrícia chama-lhe beata, manda a avó calar-se e ir rezar. Cremilde também é rude para Adelaide quando é obrigada a exigir-lhe que a deixe falar com a filha a sós. Patrícia jura vingança contra as mulheres que a humilharam na rua, mas é apanhada de surpresa quando Cremilde afirma que ela teve o que mereceu. Patrícia insiste em levar Kika consigo, mas a mãe diz-lhe que a filha foi sair com uns amigos e que nem sequer a quer ver. Inconformada, diz que vai esperar que ela chegue mas Cremilde expulsa-a de casa, deixando Patrícia furiosa.

Enquanto Carlota arruma o seu equipamento de mergulho, Martim e Leonor conversam com grande cumplicidade, elogiando-se mutuamente pelo que papel que estão a desempenhar na vida dela. Nuno brinca com eles e faz notar que só agora é que Martim descobriu o gosto pelo mergulho. O director do hotel não perde tempo a reconhecer que a culpa é de Leonor, que lhe retribui o sorriso.

Sebastião tenta beber um copo de leite, mas acaba por deixá-lo cair no chão. Madalena tenta auxiliá-lo e fazer-lhe entender que será melhor arranjarem uma pessoa que tome conta dele. O escritor sabe que a namorada tem razão e condescende em pedir ajuda à irmã Antónia.

Adelaide conversa com Rogério na Lataria e confessa que a sua vontade era voltar para Odemira, depois do escândalo em que Patrícia se envolveu. O carteiro nem quer ouvir falar do assunto e repreende a mãe quando ela duvida que Patrícia seja filha de Ramiro. O padre Agostinho entra nesse instante e dirige-se à mesa onde eles estão. Adelaide fica desagradada e vai embora. O padre fica à conversa com Rogério e convence-o a voltar a cantar no coro da igreja.

Adelaide vai rezar para casa, cheia de calor pelo encontro com o padre Agostinho. Quando está a pedir a Deus que a ajude a resistir à tentação de se envolver de novo com o sacerdote, fica em sobressalto por ser surpreendida por Cremilde e Bento, que entram na sala. A forma que encontra para desviar as atenções é dizer à nora que estava a rezar por ela e pelas filhas, que entraram no mau caminho. Depois ataca Bento e o mínimo que lhe chama é preguiçoso. O peixeiro fica melindrado e Cremilde defende-o, dizendo que se não gosta do que vê, pode ir embora. Adelaide recorda o poema que Bento escreveu numa parede como prova de pecado e promete tomar uma atitude.

Patrícia regressa à casa dos sogros e vitimiza-se pelo ataque de que foi alvo no bairro onde nasceu. Frederico lembra que não a queria deixar ir sozinha e Amélia assegura que se Kika acreditar no que veio nos jornais, será difícil querer voltar para casa. Patrícia aproveita para culpar Leonor do que está a acontecer, acusando-a de se querer vingar dela e de Gonçalo. Frederico e Amélia continuam a achar que Patrícia lhes está a falar verdade e aceitam Leonor como responsável de tudo o que de mau tem acontecido à família.

André provoca a irritação de Leonor ao procurá-la no hotel mas à medida em que a conversa avança consegue obter a sua atenção. André pede desculpa por ter achado que tinha sido ela a ir para os jornais acusar Gonçalo e adianta que o irmão também lhe confessou que tinha matado o pai dela, lamentando que o crime tenha prescrito. No entanto, a maior surpresa para Leonor surge quando André lhe revela que Patrícia foi quem teve a ideia de se livrarem do corpo de Alberto, simulando um acidente com a explosão do seu barco.

Adelaide pinta a parede onde Bento escreveu o poema dedicado a Cremilde e obriga Rogério a acabar a obra quando ele acaba de almoçar com o padre Agostinho.

Henrique apanha Filipe e Laurinda a falarem sobre o jogo da bolha e fica furioso ao perceber que o dinheiro que emprestou ao filho, supostamente para a escritura do pomar, afinal foi gasto no jogo. Laurinda também não escapa à fúria do marido, que a obriga a confirmar que foi Bento quem os incentivou a entrarem no esquema. Sem se deter, o armador vai ter com Bento e diz-lhe que tem até ao dia seguinte para sair lá de casa. Bento fica em estado de choque, mas de nada lhe vale argumentar.

Hugo tenta animar Kika mas ela não consegue esquecer o escândalo em que os pais estão envolvidos. Rute aparece entretanto e trata de lhe fazer ver que o caso cairá rapidamente no esquecimento e que Patrícia voltará a ser capa de revistas quando quiser. Hugo reprova as teorias da irmã e ela murmura para si própria que devia também ter dado aquela notícia, pois conseguiria por certo mais uma mala de marca.

Júlia conversa tranquilamente com Nuno quando o seu GPS começa a apitar, sinalizando que Xavier está muito perto. Nuno sai do centro de mergulho para o localizar, enquanto Júlia conversa com a polícia. Nuno acaba por descobrir Xavier, que diz querer falar com Leonor e que não há motivos para alarme, pois também já foi contactado pela polícia. O pescador justifica que quer pedir desculpa a Leonor porque se excedeu com ela por estar nervoso com a proximidade do julgamento. Nuno não se comove e expulsa-o dali.

Sebastião aceita a oferta de Antónia para se mudar para casa dela enquanto está a convalescer das fracturas nos pulsos, reconhecendo que se não o fizer, arrisca uma zanga com Madalena.

Martim, Carlota e Leonor realizam o primeiro mergulho do curso, sob a vigilância de Jorge. Depois de entrarem na água, Xavier aproxima-se do barco e finge ter ficado sem combustível no seu bote. Jorge aceita ajudá-lo mas só percebe quem ele é tarde demais. Xavier bate com o remo na cabeça de Jorge e deixa-o inconsciente.

Catarina visita Amélia, que continua desconfortável com a sua presença e muito em baixo, pois cada vez está mais convencida de que perdeu Carlota para sempre. Catarina, por seu lado, queixa-se do facto de Tiago continuar a recusar-se a dar uma oportunidade de viverem juntos em casa de Joana. Gonçalo chega nesse momento e fica irritado com o facto de a irmã questionar a sua presença ali em casa. Sem paciência para Amélia, sobe ao quarto para ir buscar alguma roupa e falar com Patrícia. Esta fica surpreendida por vê-lo ali e perde a cabeça quando ele reconhece que divulgou aos jornais que ela foi sua cúmplice para fazer desaparecer um dos filhos de Leonor. Patrícia atira-lhe com um copo e jura vingar-se, tirando-lhe tudo o que tem, até a filha de ambos.

Martim, Carlota e Leonor voltam à superfície depois do primeiro mergulho no mar e percebem que estão longe da costa e sem o apoio do barco onde Jorge devia estar à espera deles, ignorando que Xavier é o responsável por estarem entregues a si próprios.

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários