Lifestyle

Carnaval de Torres Vedras candidato a património imaterial

O Carnaval de Torres poderá entrar para a lista de património imaterial da UNESCO. A CM Torres Novas está já a ultimar a candidatura que será apresentada dentro de três meses.

O evento que anulamente satiriza o contexto político e social do país e do mundo vai concorrer ao título da UNESCO, uma candidatura promovida pela Câmara Municipal de Torres Vedras. A candidatura do carnaval que já existe desde os anos 30 do século XX está já praticamente finalizada, sendo que deverá ser consumada dentro de três meses.

Em declarações à Lusa fonte do município sublinha a importância deste reconhecimento para a cidade e pata os torrienses, com o objetivo de “preservar a tradição do Carnaval de Torres Vedras” e “promover o património imaterial da cidade”. A candidatura

Além da Câmara Municipal, a candidatura está a ser promovida pela Direção Geral do Património Cultural. A aposta turística é também uma estratégia do executivo com a construção do Centro de Artes do Carnaval, um investimento que ronda os 3,5 milhões de euros que deverá ter início no próximo ano.

O Carnaval de Torres este ano tem como tema o amor. O corso infantil já desfilou nas ruas da cidade dando início aos cinco dias de folia com previsão de 350 mil visitantes.

O desfile de carros alegóricos sai à rua em desfiles noturnos de sábado e segunda e desfiles diurnos de domingo e terça. Passos Coelho, Paulo Portas, António Costa, Angela Merkel, algumas figuras da banca nacional, Cristiana Ronaldo, e o eterno Zé Povinho são algumas das figuras que não vão faltar naquele que é considerado o Carnaval mais português de Portugal.

Categorias
LifestyleSocial

Estudante de Farmácia, amante das ciências e das artes. Gosto particular por entretenimento em diversas áreas: televisão, cinema, teatro, música.

Comentários