«Big Eyes»: Tim Burton aterra no mundo real
Cinema

«Big Eyes»: Tim Burton aterra no mundo real

Tim Burton apresenta-nos esta semana nos cinemas «Big Eyes», uma proposta diferente daquilo tem feito nos últimos anos.

Em «Big Eyes» a atriz Amy Adams interpreta a pintora Margaret Keane que trouxe à pintura retratos de crianças de olhos grandes. Christoph Waltz interpreta o marido da pintora Walter Keane que assume a autoria dos quadros. Walter monta uma máquina de marketing fazendo os quadros chegar às populações em massa. No entanto, em 1970, Margaret decide assumir a autoria dos quadros, iniciando-se uma disputa jurídica para descobrir o verdadeiro pintor dos retratos.

O realizador optou por uma história verídica para abandonar o mundo de fantasia ao qual tem estado dedicado ao longo dos últimos anos. É notório o recurso à cor, que é uma constante em todo o filme e contrasta com os últimos filmes. A fotografia e o trabalho da direção de arte passou por trazer muita cor à tela e o resultado não podia ser mais bem sucedido nesse aspeto.

Amy Adams consegue uma interpretação sólida e o mesmo se pode dizer de Christph Waltz. Os atores chegaram a ser nomeados para os Globos de Ouro, mas foram ignorados pela Academia que atribui os Óscares.

Trata-se do primeiro filme pós-separação do realizador com Helena Bonham Carter. É notoriamente o encerrar de um ciclo para Tim Burton. O balanço é positivo, Tim Burton é um realizador versátil e sabe o que faz com uma capacidade de reinvenção que ainda consegue surpreender.

Categorias
Cinema

Estudante de Farmácia, amante das ciências e das artes. Gosto particular por entretenimento em diversas áreas: televisão, cinema, teatro, música.

Comentários