Festival da Canção

Festival da Canção elege hoje representação portuguesa na Eurovisão

Por  | 

O Festival da Canção vai eleger este sábado a representação portuguesa para a Eurovisão em Viena. A final transmitida pela RTP conta com as 6 canções apuradas nas semi-finais de terça e quinta.

Leonor Andrade, Yola Dinis e Gonçalo Tavares foram os concorrentes apurados na primeira semi-final. Da segunda semi-final foram apuradas Teresa Radamanto, Simone de Oliveira e José Freitas. Os seis vão disputar o primeiro lugar no certame que dá o passaporte eurovisivo.

Leonor Andrade

“Há um Mar que nos Separa” é a proposta da concorrente para levar à Áustria. Senti uma alegria gigante, nem conseguia dizer nada”, foi a reação da intérprete à escolha do público do seu tema para a final. Sobre a final, Leonor mostrou-se confiante mas prefere não manter expectativas: “Eu prefiro ir sem expectativas, prefiro fazer outra vez o meu trabalho, divertir-me. entregar-me a 100%”.

Yola Dinis

“Uma Outra Primavera” é o tema da fadista Yola Dinis com música de Nuno Feist e letra de Nuno Marques da Silva. Yola confessou-se surpreendida com a escolha dos portugueses: “Eu fiquei com o coração gélido, não estava mesmo à espera desta passagem para a final”. Sobre a final, a cantora apenas refere: “Eu prefiro viver cada momento, cada dia e não pensar muito no amanhã”.

Gonçalo Tavares

“Tu Tens uma Mágica” é o tema defendido e composto pelo intérprete com letra em parceria com José Cid. Gonçalo é já um repetente e admite as diferenças: O Festival está muito mais sério, muito mais profissional”. Sobre o voto dos compositores no seu tema, o intérprete não quer avançar com explicações: “Estas coisas não têm grandes explicações. Ainda bem que aconteceu.

Teresa Radamanto

Teresa Radamanto vai defender o tema “Fado em Viena”. Escrito por Jorge Mangorrinha e composto por Fernando Abrantes, o tema surge de uma fusão entre valsa e fado. Teresa concorre ao Festival pela terceira vez e assume que a responsabilidade é acrescida até porque a maturidade agora é outra”. A intérprete mostra-se otimista para a final: “Eu estou muito contente e neste momento estou muito otimista e levo as melhores. O facto de estar na final é já para mim uma grande vitória”.

Simone de Oliveira

A veterana cantora regressa ao Festival 50 anos depois. Com “Há Espera das Canções” de Renato Jr e Tiago Torres da Silva não espera ir a Viena mas espera encantar os portugueses. Simone confessou que ficou muio agradada com a passagem à final: “Posso dizer que ficava triste se não tivesse passado. Acreditei que sim porque acho que a canção tem muito a ver comigo”. Simone admitiu ainda que os nervos serão maiores para a final mas que as canções do festival estão melhores: “É outra camada de nervos. Eu penso que este ano de facto as canções melhoraram muito em relação ao que aconteceu ao ano passado”.

José Freitas

“Mal Menor (ninguém me guia à razão)” foi o tema apresentado pelo intérprete com letra e musicado por Churky. O tema foi eleito pelos compositores na segunda semi-final o que não assusta José Freitas: “Ao ser os produtores a escolherem tem aquele sabor de que eles realmente acharam o tema um tema forte“.  O cantor promete uma interpretação diferente para a final deste sábado: “Eu vou interpretar o mesmo tema mas tentar-lhe dar uns contornos talvez diferentes.


Estudante de Farmácia, amante das ciências e das artes. Gosto particular por entretenimento em diversas áreas: televisão, cinema, teatro, música.