Destaques

Editora defende investigação jornalística em Angola

Bárbara Bulhosa, editora da Tinta da China, disponibilizou o formato digital da obra “Diamantes de Sangue – Corrupção e Tortura em Angola”, uma investigação do jornalista Rafael Marques, para promover a liberdade da investigação jornalística em qualquer parte do mundo.

A editora considera a obra, publicada em 2011, “um dos mais importantes trabalhos para denunciar flagrantes crimes de violação dos direitos humanos nos nossos dias”. Dois anos volvidos o trabalho gerou vários processos em tribunal, desde generais angolanos a empresas visadas na investigação que descreve a violência quotidiana nas zonas de exploração diamantífera em Angola. Perante uma medida de coação de termo de identidade e residência, Bárbara Bulhosa responde que é trabalho de um editor  “dar voz a quem ousa dizer a verdade em circunstâncias absolutamente adversas”.

Enquanto responsável pela editora, a melhor forma que encontro para apoiar Rafael Marques na sua luta é disponibilizar, a partir de hoje, o livro em formato digital, para que todos possam lê-lo e perceber o que está na base de um processo que pode vir a colocar o autor atrás das grades. Bárbara Bulhosa

A obra de Rafael Marques pode ser descarregada em versão PDF clicando aqui.

Categorias
DestaquesPalcos & Letras

Se o Jornalismo não se pode considerar uma ciência temos certamente de olhá-lo como uma arte. A arte de saber contar estórias e marcar a história. Estudante de Jornalismo (ESCS-IPL)

Comentários