Resumos de Novelas

“A Única Mulher”: resumo de 13 a 18 de Abril

[tps_title]Ep. 26[/tps_title]

Mara vai até à aldeia onde foi encontrada, acompanhada por Neuza e questiona os habitantes, tentando obter informações sobre o seu pai biológico. Aproximam-se de uma mulher idosa, com quem Neuza fala na língua local, que Mara não percebe. Neuza diz-lhe que ela já nasceu órfã de pai. Uma menina aproxima-se de Mara e entrega-lhe uma foto antiga retratando dois homens negros e um branco.

Norberto insiste em saber quem revelou a Luena que Mara não era filha dele e telefona-lhe, mas ela recusa nomear alguém. Arsénio repreende o filho por ter traído o patrão, mas este desvaloriza.

Luena visita novamente a mãe no lar, que, para desespero da filha, continua a confundir o passado e o presente. Norberto telefona-lhe e ela ameaça-o, dizendo que ele poderá nunca mais ver o filho. Mais tarde, Luena confessa a Rafaela que pretende cumprir a promessa que fez ao seu pai antes de morrer de recuperar tudo o que perderem e levar a mãe de volta para África.

Yolanda estranha uma despesa no seu cartão de crédito da qual não se recorda, mas Kizua consegue desviar-lhe a atenção.

Na construtora, Luís Miguel confronta Diogo com as acusações de Saraiva, de que ele teria atrasado as ordens de pagamento do empreendimento de Tróia, mas este nega tudo. Quando revela ao pai as acusações, pedindo-lhe para afastar Diogo do cargo de diretor financeiro, Jorge recusa fazê-lo.

Por sugestão de Pilar, Jorge propõe a Norberto que se tornem sócios no empreendimento de Tróia. Quando anuncia ao filho a sua decisão, Jorge explica a Luís Miguel que terão de abandonar o projecto do túnel, que ele lidera. Luís Miguel compreende as prioridades do pai. Os pais valorizam a atitude madura do filho.

Norberto aceita a proposta de sociedade, porque sente que tem poucas opções viáveis, dado o rombo financeiro que sofreu com a falência do Banco Comercial de Lisboa.

Luís Miguel dá um tablet de presente a Joana, que fica radiante. Daniela sente-se excluída e acusa-o de lhe querer tirar Joana com o pedido de custódia. Ele argumenta que pretende apenas uma solução prática, mas acabam a discutir. Ele sai exasperado de casa dela, mas regressa, pouco depois, porque não encontra as chaves do carro. Quando volta ao carro, encontra as chaves na ignição e não repara que, escondida no banco de trás, está Joana.

Entretanto, Daniela dá conta da ausência da filha e telefona alarmada para Luís Miguel, mas ele não atende.

Na foto antiga que Mara mostra a Neuza, é visível que o homem branco é Bino. Mara decide ir perguntar-lhe quem são as pessoas da imagem. Sara conta ao noivo o plano do pai para resolver o negócio do empreendimento de Tróia com Norberto. Diogo fica satisfeito com as implicações da decisão no trabalho de Luís Miguel.

Concha está deprimida por causa do divórcio. Até um amaciador de cabelo a faz recordar tempos felizes com Henrique, quando ambos estavam apaixonados. Tenta escrever o seu currículo, desejosa de arranjar um meio de se sustentar. Pilar desvaloriza o esforço dela e garante que ela se vai ter de habituar a outro estilo de vida.

Henrique tenta também habituar-se à sua nova vida solitária. Mitó leva-lhe o pequeno-almoço ao quarto de hotel, para o tentar animar, mas ele pede-lhe para se verem no escritório.

Mitó faz planos para viver uma vida de luxo ao lado de Henrique e Bruno recorda-lhe logo a promessa que ela lhe fez de lhe comprar uma mesa de mistura.

Clara confronta o pai por causa da sua relação com Mitó, mas Henrique não sabe o que lhe dizer. Francisca convida a tia Concha para irem ao cinema, na tentativa de a animar.

Francisca leva a tia Concha ao cinema, para a tentar animar após o divórcio. Santiago está umas filas à frente dela e vira-se para a mandar calar, por estar a fazer barulho a comer pipocas, sem saber que se trata de Francisca. Quando se reconhecem, ambos ficam atrapalhados.

Diogo promete a Pedro um emprego a tempo inteiro na construtora, se ele lhe der o telemóvel do assaltante da joalharia. A alternativa é o desemprego, dado que o projeto do túnel será descontinuado para concentrar o esforço financeiro no empreendimento de Tróia. Pedro fica revoltado com a proposta, mas, já em casa, hesita na sua decisão. Recorda-se da conversa que teve com Sílvia: ela queria que Diogo pagasse pelo que fez. Pedro vai a casa de Diogo e garante-lhe que tem o telemóvel num local seguro.

Sebastião pressiona Pedro a pedir à esposa que regresse a Portugal, agora que está empregado. Teme que algo aconteça a Sílvia.

Isabel alerta a filha que ou muda de atitude ou ela a põe a fora de casa, para seu próprio bem.

Na construtora, Jorge cumprimenta Isabel, tentando saber como se está ela a adaptar ao novo emprego. As colegas dela ficam surpreendidas por ela conhecer o patrão, o que a deixa embaraçada.

Santiago tenta fazer ver a Orlando que Ana Maria é mal-intencionada e andou a espalhar boatos sobre ele na universidade.

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários