Resumos de Mar Salgado SIC
Resumos de Mar Salgado SIC
Resumos de Novelas

Mar Salgado: resumo de 13 a 19 de Abril

Episódio 198

Destaque: Amélia diz a Carlota que não a quer ver sofrer e que não se vai opor mais ao relacionamento dela com Leonor e pede-lhe que não se esqueça de si. André fica desiludido por Maria Rita estar a enviar currículos como se estivesse desempregada. Antónia percebe que Vicente lhe mente e fica desconfiada.

Amélia vai dizer a Leonor que esta ganhou, que lhe destruiu a vida e que conseguiu roubar-lhe Carlota. Leonor explica-lhe que não quer afastá-la de Carlota e só quer que ambas façam parte da vida da filha.

Diogo está entusiasmado com o briefing novo do Hotel Salinas. André fala com o advogado sobre o processo com a vítima da aplicação da Happy e convence Diogo a falar com Sílvia e Daniel para chegar a acordo com a família da vítima fora dos tribunais. Diogo fica constrangido por ter de falar com Sílvia.

Antónia visita a galeria de Vicente. Elogia as suas obras e este acaba por convencê-la a ir ao cinema consigo.

Gonçalo, aproveitando a ausência de Antónia em casa, vai buscar Kika para assistir à chegada de uma regata. Kika entusiasmada aceita.

No gabinete de Martim, Amélia, Martim e Leonor aguardam por Carlota. Quando esta chega fica surpreendida por ver Amélia e fica muito tensa. Leonor pede a Carlota que oiça Amélia. A mãe quer dizer-lhe que não a quer ver sofrer e que não se vai opor mais ao relacionamento dela com Leonor e pede-lhe que não se esqueça de si. Carlota garante à mãe que nunca se esquecerá dela e Amélia fica aliviada.

Amélia, nervosa, conta a Catarina que lhe custou muito deixar Leonor fazer parte da vida de Carlota. A amiga tranquiliza-a e Amélia agradece-lhe toda a ajuda e apoio que  esta lhe tem dado. Catarina pede-lhe que se trate e que volte a ser feliz.

Na Happy, André recebe um telefonema de uma diretora de recursos humanos a pedir referências de Maria Rita. André fica desiludido por Maria Rita ter enviado o currículo como se estivesse desempregada. Diogo garante-lhe que fará tudo o que estiver ao seu alcance para levantar a Happy novamente.

Patrícia irrita-se por saber que Kika foi assistir a uma regata com Gonçalo. Tina acha que Bocage é antigo mas tinha bom gosto. Patricia desdenha de Tina. Cremilde pede para pararem de discutir.

Em casa de Nuno, Tiago alegra-se com Catarina por ter levado Amélia ao hotel. Bento pede-lhes que lhe deem privacidade porque vai ter um jantar romântico lá em casa com Cremilde. Catarina e Tiago concordam em ir jantar fora.

Mateus, Laurinda e Henrique discutem porque Laurinda e Henrique querem obrigar Mateus a voltar a trabalhar com a mãe. Querem que seja responsável e estão muito desagradados com a entrevista que Mateus deu.

Cremilde e Bento jantam à luz das velas. Cremilde prova a comida gourmet sem grande entusiasmo e acha que é pouca comida. Bento acaba por pôr uma lasanha no forno para remediar a nouvelle cuisine e pede-lhe perdão por tudo o que fez de errado. Bento quer levar Cremilde numa excursão para poderem fazer amor e Cremilde sai porta fora incomodada com a conversa.

Sílvia fala com Daniel sobre a conversa que terão com André acerca do pedido de indemnização. Daniel está irredutível. Daniel conta à irmã que recebeu uma chamada do banco a alertar que Rute ultrapassou o plafond do cartão de crédito da família que só deveria ser utilizado em emergências. Sílvia quer expulsar Rute de casa.

Diogo confronta Maria Rita pelo envio de currículos. Esta diz-lhe que está a jogar pelo seguro. Diogo fica desiludido com a namorada e com peso na consciência por ter cometido um erro que causou a morte de uma pessoa e que está a prejudicar a empresa.

Leonor vai a casa de Cremilde e fica tensa ao ver Patrícia ali. Esta mostra-se arrependida por todo o mal que lhe fez e tenta redimir-se. Leonor manda-a calar e não acredita numa palavra. Patrícia tenta convencer Leonor a não testemunhar contra ela no processo relacionado com o rapto do Xavier mas Leonor garante-lhe que ela vai pagar por tudo o que fez.

Antónia chega a casa com Vicente e fica furiosa por Gonçalo a ter desautorizado e ter levado Kika a regata. Vicente sai para ir buscar gelo e o seu telefone toca e Antónia vê que é Gonçalo. Quando Vicente regressa, Antónia percebe que Vicente lhe mente em relação ao autor da chamada e fica desconfiada.

No mercado, Bento conta a Tina que Joni está a fazer desconto no peixe a quem votar nele. Bento desculpa-se a Cremilde e garante à sua menina pescadinha que não tem más intenções e que nunca lhe quis faltar ao respeito.

No bairro dos pescadores, Joni faz campanha com megafone e entrega panfletos a quem passa. Tenta convencer Vanda e Nucha dando-lhes desconto no peixe se votarem nele mas elas não se deixam convencer. Preferem Tina por ser do bairro.

André e Diogo vão falar com Sílvia e Daniel e André mostra vontade em resolver a situação rapidamente e propõe um valor para a indemnização. Diogo explica que o valor pedido pela tia dos dois irmãos é demasiado elevado e que, ao levarem o caso a tribunal, este pode levar anos a ser resolvido. Sílvia e Daniel prometem falar com a tia.

No centro de mergulho, Antónia procura Leonor para se certificar que o verdadeiro nome de Vicente é Alberto. Leonor garante-lhe que o mesmo homem fez um curso de mergulho com ela, há anos, no Dubai e que não tem dúvidas do nome. Antónia pede-lhe uma prova disso e Leonor pede ajuda a Miguel, no Dubai.

Antónia aproveita para mostrar a Leonor que está satisfeita com a decisão de Amélia. Sente-se esperançosa que a filha se consiga tratar. Leonor deseja o mesmo.

Leonor recebe um email de Miguel e mostra a Antónia a ficha de Alberto Silveira com a fotografia de Vicente. Antónia fica em choque.

Episódio 199

Destaque: Antónia descobre que Vicente é um acompanhante de luxo que Gonçalo contratou para a distrair e assim permitir que ele gira a fábrica sem oposição. Furiosa, a mãe interrompe e cancela a entrevista, comunicando ao jornalista que a partir de agora, Gonçalo já não está à frente da empresa. O filho fica em choque e o jornalista sem saber o que dizer.

Leonor entrega a Antónia as provas de que Vicente é afinal um gigolô que se chama Alberto e ela vai-se embora, agradecida pela ajuda. Júlia estranha a presença de Antónia no centro de mergulho e Leonor adianta que esteve apenas a ajudá-la num assunto. A amiga muda de assunto e pergunta como é que Leonor se sente. Ela conta que já não tem enjoos e confessa que ainda não acredita que vai ser mãe de novo.

Carlota toma o pequeno-almoço com Martim e confessa que não está completamente certa de que Amélia permita que ela volte a dar-se com Leonor, apesar de ter prometido fazê-lo. O pai também lamenta ter apoiado a pretensão de Amélia em afastá-la da mãe biológica. Carlota conta que ela e Tiago já receberam as notificações do tribunal, para responderem pela falsificação de documentos que fizeram para casarem. Martim afirma que vão ter de assumir as responsabilidades do que fizeram e Carlota promete nunca mais fazer uma coisa daquelas.

Catarina convence Tiago a deixá-la ver os seus desenhos e fica espantada com a qualidade do trabalho do filho. Ele desvaloriza-se e diz que ela só está deslumbrada por ele ser seu filho. Catarina mantém que ele deve mostrar os desenhos a alguém entendido na matéria.

Para ganhar a presidência da associação cultural, Joni começa a fazer descontos na venda do peixe. Cremilde avisa a filha que assim vai perder as eleições e ela fica furiosa depois de Joni anunciar que se vencer fará descontos no ginásio. Tina decide agir e pede à mãe que tome conta da banca sem a sua ajuda, pois vai tratar de assuntos relacionados com a campanha.

Messias leva alguns livros de banda desenhada para promover as trocas que tinham combinado no âmbito da associação cultural, mas ela lembra que o projecto só vai para a frente se a lista de Tina ganhar. Madalena estranha quando Messias reconhece que nunca leu um livro que não fosse de banda desenhada e ela compromete-se a pô-lo a ler, quanto mais não seja para o ajudar a esquecer Rute.

Laurinda insiste com Mateus para que ele volte a trabalhar com ela na empresa de aquacultura mas o filho consegue convencê-la a dar-lhe tempo para conquistar um cliente informático importante, pedindo que não conte ao pai, pois está certo de vir a ter um grande sucesso. Laurinda fica apreensiva mas acaba por confiar nele.

Luís e Diogo concordam que só deixam de trabalhar com André se a empresa deixar de pagar os ordenados. Entretanto, Maria Rita conta a Diogo que pode vir a aceitar um convite para trabalhar no Porto e ele fica desiludido, deixando escapar que afinal ela não falou verdade quando disse que queria ter uma relação estável. Maria Rita corta a conversa e diz que ainda nada está assente, logo é prematuro falar do assunto.

Idalina queixa-se de que apesar de ter vendido o carro que tinha comprado a Rute, Messias continua apagar as muitas dívidas que ela contraiu por causa do casamento. Sílvia revela que a irmã também roubou o cartão de crédito da família e ainda não lhes pagou o que gastou, colocando em causa até a sua continuidade nos estudos. Idalina nem quer ouvir falar de tal coisa e oferece-se para pagar, com a ajuda de João, o curso em que ela se inscreveu.

Natália informa Gonçalo de que um jornalista pretende marcar uma entrevista para essa tarde, com ele ou com a mãe. Gonçalo trata logo de dizer que será ele o entrevistado e liga para Vicente a perguntar por Antónia. O cúmplice diz que Antónia combinou que se encontrava com ele na galeria de arte e Gonçalo pede-lhe que mantenha a mãe entretida para ele ficar à-vontade.

Entretanto, Antónia vasculha a vida de Vicente na internet, com a ajuda do boletim de inscrição que Leonor lhe facultou.

Frederico vai ter com Filipe e Henrique ao cais. O armador fica espantado quando ele diz que foi por eles convocado, desejando agora saber porquê. Filipe esclarece que foi quem o chamou para pedir ajuda, já que Gonçalo rescindiu o contrato de fornecimento que tinha com eles. Frederico esclarece que já está afastado da fábrica e que Gonçalo cometeu um erro grave ao preferir o fornecedor galego, uma vez que se trata de um vigarista. Os Pelicano agradecem a Frederico a preocupação, apesar de nada poder fazer. Henrique elogia a iniciativa do filho para tentar recuperar o cliente.

Joni fica em choque quando se apercebe que Tina sabotou a sua campanha para presidente da associação cultural, virando as mulheres contra ele, pois pensam que ele quer criar actividades exclusivas para homens. Tina ainda o irrita mais quando, depois de ele jurar que aquilo não fica assim, ela o convida para contarem os votos em conjunto.

Elsa e Pedro namoram no sofá e ela decide convidá-lo para irem acampar juntos, dando a entender que está pronta para se lhe entregar pela primeira vez. Pedro lembra à namorada que a mãe a pôs de castigo mas ela desvaloriza o problema e ele fica radiante e assume que gostava muito de estar com ela, beijando-a, apaixonado.

João pergunta a Messias se Bento já pagou o dinheiro que lhe deve e como o filho responde que não, decreta que antes de irem para o mar, irão cobra-lhe a dívida. João fica mais satisfeito quando Messias lhe conta que está a tentar esquecer Rute, concentrando-se na leitura e no trabalho da campanha de Tina para as eleições da associação.

Bento serve-se indevidamente do jantar que Catarina tinha preparado e ela obriga-o a ir ao supermercado para comprar e repor o que gastou, pois tem de contribuir para a dispensa da casa como toda a gente. Bento esquiva-se como sempre a gastar dinheiro mas Catarina não lhe dá qualquer hipótese de fugir às suas responsabilidades.

Frederico vai a casa de Cremilde exigir a Patrícia que lhe devolva o dinheiro que lhe roubou, dividindo o pecúlio a meias. Em contrapartida diz que aceita declarar que lhe doou o dinheiro, se ela retirar as queixas que fez contra ele e lhe der os testes de ADN que provam que a agrediu. Patrícia esconde atrás das costas uma faca, temendo que o sogro volte a atacá-la e elogia o facto de ele ter decidido ser razoável. Já quanto a devolver o dinheiro é que a conversa é outra, pois Patrícia diz que o não vai fazer. Ele irrita-se e ameaça matá-la. A nora diz então que vai pensar no assunto. Frederico decide ir embora assim que Adelaide aparece e questiona a neta sobre o que ele foi ali fazer, se foi buscar o dinheiro. Patrícia reafirma que não sabe de dinheiro algum e sai para beber um café.

Antónia confronta Vicente com o seu verdadeiro nome, tratando-o por Alberto e levando-o a confessar que é um acompanhante de luxo que Gonçalo contratou para a manter entretida enquanto ele gere sem oposição os negócios da família. Depois de saber toda a verdade, Antónia diz que lhe vai pagar para que não diga a Gonçalo, pois quer confrontá-lo de surpresa com o que fez.

Mateus conta a Vitória que a mãe aceitou deixá-lo trabalhar mais uns dias na programação informática, acreditando que ele vai conseguir trabalhar para um cliente importante. Vitória lamenta que Laurinda caia sempre na conversa dele mas Mateus reafirma que o descalabro da hAPPy se deu depois de ele sair e que o mais engraçado é estar a ficar com os clientes que eram de André. Vitória insiste que não acredita que ele seja capaz de ter sucesso e afasta-se. Patrícia aproxima-se de Mateus e diz que não pôde deixar de ouvir a conversa, lembrando-se bem de quando o seu cunhado o despediu. Ardilosa, Patrícia conta que conhece muita gente e que pode vir a arranjar-lhe algumas empresas que o queiram contratar.

Daniel procura André e informa-o de que a tia aceita a indemnização de 100 mil euros que ele ofereceu pela responsabilidade na morte do filho. Diogo lembra que o que era bom era que a senhora falasse com os amigos de César para pararem de atacar a empresa na internet mas Daniela confidencia que os amigos do primo estão muito revoltados com e morte dele.

Leonor confessa a Martim que lhe custa estar afastada do mar por causa da gravidez e ele faz-lhe ver que agora não pode abusar dos esforços. Leonor conta que combinou com Carlota jantarem juntas e Martim auto-convida-se para lhes fazer companhia. Leonor aceita o jantar em família.

Gonçalo prepara-se para dar a entrevista na fábrica quando Antónia irrompe pelo gabinete e cancela tudo, pedindo ao jornalista que remarque o dia e a hora, avisando de que será ela a entrevistada e não o filho. Gonçalo indigna-se mas a mãe não se impressiona e vai mais longe ao afirmar que ele já não está à frente da empresa e que a partir daquela altura, ela tratará de todos os assuntos da fábrica. Gonçalo fica chocado e o jornalista fica a olhar para ele e para a mãe, alternadamente, sem saber o que dizer.

Episódio 200

Destaque: Os amigos de César invadem a empresa de André e começam a partir tudo o que encontram. Diogo que está sozinho na hAPPy tenta acalmar os ânimos e cai na asneira de dizer que foi ele o responsável pela morte do rapaz. Os amigos do primo de Sílvia não perdem tempo e começam a agredir Diogo com grande violência.

Antónia confronta Gonçalo com o facto de ter contratado um gigolô para a seduzir, desviando-a das decisões da fábrica. O filho nega tudo e reafirma que sem ele ao leme, os negócios vão correr mal. Antónia ordena-lhe que arrume as suas coisas, pois no dia seguinte não quer encontrá-lo na fábrica. Gonçalo diz que à mãe não está a pensar bem e ela afirma que ele, ao contratar um prostituto para a seduzir, ultrapassou todos os limites. O filho responde que, tanto quanto sabe, ela tem andado muito contente com Vicente e Antónia perde a paciência e desfere-lhe um estalo, mandando-o desaparecer da fábrica.

André conta a Diogo que os amigos de César continuam a insultá-los, defendendo que são uns assassinos que deviam ir presos. Entretanto, André recebe uma chamada de Antónia e diz a Diogo que tem de ir visitá-la. O amigo conta que vai fazer serão na empresa e que assim dá mais espaço a Leonor para jantar com Carlota.

Frederico conta ao advogado que se encontrou com Patrícia e que tudo se encaminha para recuperar metade do dinheiro que ela roubou. O doutor Pinto fica perplexo quando Frederico assegura que ainda não desistiu de recuperar a totalidade do dinheiro, insinuando que a forma que tem de o fazer é esperar que a nora deixe de ter guarda-costas, para a matar quando isso acontecer.

Patrícia abraça Kika quando ela chega da escola, mas fica preocupada por vê-la mais próxima de Gonçalo, que a começou a reconquistar desde que a inscreveu numa regata em Miami. Cremilde troca um olhar preocupado com Patrícia mas também nada diz. Kika responde depois à avó que Hugo não é seu namorado e que até o acha parvo. Patrícia convida a filha para a ajudar a escolher uma casa para morar e confessa que já se sente bem melhor, graças à forma como tem sido tratada pela sua avó. Cremilde emociona-se com as palavras da filha e diz que não deve ter pressa de se ir embora.

Hugo diz que Pedro é um sortudo por Elsa querer envolver-se intimamente com ele pela primeira vez, criticando Kika por não querer ir mais além com ele. O amigo faz-lhe ver que receia não estar à altura na sua primeira vez e diz que ele deve ter paciência e esperar, mas Hugo não está para seguir o seu conselho, pois está convencido de que vai conquistar Tina, agora que se transformou no seu admirador secreto. Farto de escrever cartas anónimas, Hugo decide enviar uma mensagem à peixeira.

Tina conversa com Vitória na Lataria e mente quando diz à amiga que não sabotou a campanha de Joni e que ele tratou sozinho de arruinar a sua candidatura à presidência da associação cultural, com as propostas machistas que fez. Tina sugere a Vitória que organizem uma noite de fados no bar e ela mostra-se pronta para organizar o espectáculo. Entretanto, Tina recebe a mensagem romântica do admirador secreto e fica tão curiosa como Vitória para saber quem ele é. Assim, pergunta-lhe na resposta quem ele é. Hugo fica atrapalhado e Pedro tem a certeza de que ainda vai ficar pior quando Tina lhe puser as mãos na cara. Ele, destemido, responde ainda com mais romantismo e Tina fica a pensar que o admirador é um rapaz muito bem parecido que esteve no mercado e fica entusiasmada.

Tiago aconselha Carlota a não dizer a Amélia que vai jantar com Leonor e Martim mas a namorada conta que a mãe adoptiva prometeu deixá-las em paz, embora ainda não saiba que Leonor está à espera de bebé. Carlota confessa que está entusiasmada com a ideia de vir a ter um irmão e pergunta a Tiago se não tem curiosidade em saber da sua família biológica. Ele responde que não vale a pena, pois foi abandonado. Carlota fica a saber que Tiago não contou a Catarina que já foram notificados para irem responder em tribunal pela falsificação de documentos e garante que ela vai ficar zangada com ele. Tiago diz que depois conta à mãe.

Sebastião recebe a visita de Martim que lhe chama a atenção para o facto de se ter isolado do mundo depois se ter zangado com Madalena. O escritor reafirma a sua mágoa mas acaba por reconhecer que a ama, que não consegue escrever sem a sua inspiração, mas que também não sabe como é que pode recuperar a confiança nela. Martim insiste que ele deve ir procurá-la.

André fica muito chocado quando a mãe lhe conta que Gonçalo contratou um prostituto para a seduzir, com o intuito de a manter longe da fábrica para a poder gerir como queria. As lágrimas percorrem a cara de Antónia, esmagada pela vergonha que sente. André aceita ajudá-la a gerir a fábrica e deseja não encontrar o irmão quando lá for com ela.

Gonçalo discute com Vicente, agastado por ele ter confessado o seu plano à mãe. O gigolô justifica que foi traído pelas informações que Leonor forneceu a Antónia e que a partir daí não podia continuar a mentir. Gonçalo diz que não lhe vai pagar a totalidade do dinheiro que tinham combinado e, em tom ameaçador, ordena-lhe que nunca mais lhe apareça à frente.

Amélia ajuda Catarina a ultimar o jantar e agradece por tê-la convidado. Ao mesmo tempo, confessa que fica com o coração apertado só de imaginar Carlota sentada à mesa com Leonor e Martim. Catarina confia que ela vai ultrapassar gradualmente aquela ansiedade e acredita igualmente que ainda vai ser muito feliz, sugerindo que façam juntas uma viagem, quando Amélia já estiver curada.

Carlota janta com Leonor e Martim e confessa-se muito feliz pelo bebé que a mãe espera e deseja que seja um menino, já que Kika afinal é sua irmã e o seu irmão gémeo morreu. Martim tenta não criar tensão em Leonor e tenta desviar o rumo da conversa.

Maria Rita e Diogo voltam a desentender-se porque ela se mostra determinada em ir trabalhar para o Porto e ele recusa-se a deixar André na empresa, bem como a deixar de viver com a irmã. Depois de a secretária sair, Diogo telefona a Sílvia e pede para falar com ela sobre os amigos do primo que morreu, pois não os deixam em paz por causa da morte de César. Sílvia diz que agora não pode e que a conversa terá de ficar para o dia seguinte.

Depois de desligar o telefone, Sílvia conversa com Daniel e ele conta que o quarto de Rute está cheio de roupa e sapatos, ainda com as etiquetas das lojas. Os irmãos combinam devolver às lojas o que puderem para atenuar o prejuízo que ela lhes deu com o cartão de crédito. Hugo fica interessado na conversa e começa a pensar para os seus botões que um daqueles vestidos vai servir a Tina na perfeição.

Laurinda é forçada a contar a Eva que Mateus não voltou a trabalhar com ela, porque lhe pediu para tentar trabalhar como programador, que é a sua área e do que gosta de fazer. A filha acha que o pai não vai gostar nada quando souber e Laurinda pede-lhe por tudo que não conte nada a Henrique.

Joni jura vingar-se de Tina por ela lhe ter sabotado a campanha mas Carla descobre a solução para ele recuperar os votos que perdeu, sugerindo-lhe que proponha iniciativas exclusivas para mulheres. Joni fica radiante e cobre a namorada de beijos.

João espera com Messias por Bento na Lataria e exige-lhe que pague o dinheiro que deve ao filho pelo prémio que ele ganhou no jogo do peixe. Adelaide, que também estava à espera de Bento numa mesa, fica cada vez mais nervosa. João ameaça denunciar Bento à polícia e ele entrega Adelaide como a cabecilha do jogo ilegal. Ela nega tudo e finge-se indignada, mas Bento rouba-lhe a Bíblia que leva debaixo do braço e tira lá de dentro o livro das apostas, deixando-a desarmada.

Elsa esforça-se para que Júlia levante o castigo que lhe deu, mentindo ao dizer que quer ir dormir a casa de uma amiga, quando na realidade quer é ir dormir com Pedro. A mãe mantém-se irredutível e diz que ela só deixará de estar de castigo na semana seguinte.

Patrícia pede a Cremilde que interceda a seu favor junto de Leonor, convencendo-a a retirar as queixas que fez contra si, desistindo de dizer que foi ela quem a entregou a Xavier. Cremilde diz que não se quer envolver naquela história mas Patrícia faz chantagem emocional com a mãe, chamando Kika para a conversa, dizendo que a filha vai sofrer muito se ela for presa.

Os amigos de César invadem a empresa de André e começam a partir tudo o que encontram. Diogo que está sozinho na hAPPy tenta acalmar os ânimos e cai na asneira de dizer que foi ele o responsável pela morte do rapaz. Os amigos do primo de Sílvia não perdem tempo e começam a agredir Diogo com grande violência.

Episódio 201

Destaque: Carlota fica chocada ao ouvir André a conversar com Leonor, reconhecendo que a ama e certo de que esse sentimento é recíproco. Carlota fica estarrecida ao ouvir o tio dizer à mãe que ela não ama Martim, que está a enganar toda a gente e a mentir á filha e ao namorado.

Sílvia entra de surpresa na hAPPy e salva Diogo, que continua a ser espancado pelos amigos de César. Os agressores reconhecem-na como prima do amigo que morreu e acabam por se ir embora quando ela ameaça chamar a polícia. Diogo agradece-lhe a ajuda e apoia-se nela enquanto telefona a André para lhe contar o sucedido.

Antes de regressar à clínica com Catarina, Amélia não se contem e liga do telemóvel da amiga para Carlota. Ao ouvir os risos de Martim e Leonor enquanto conversa com a filha adoptiva, Amélia fica perturbada e tem uma pequena recaída, mostrando-se irritada quando a convida a visitá-la e ela responde que não sabe se pode ir. Amélia dispara que se ela tem tempo para estar com Leonor, também terá para estar consigo. Carlota lembra-lhe que ela prometeu acabar com as cobranças e Amélia cai em si e pede desculpa, despedindo-se rapidamente de Carlota. Catarina consola Amélia e transmite-lhe a confiança de que pouco a pouco irá aceitar sem problemas a relação de Carlota com Leonor e Martim.

Entretanto, Carlota mostra-se desgostosa com a reacção de Amélia e temerosa com a que ela irá ter quando souber que Leonor está grávida. A mãe e Martim lembram que podem guardar o segredo durante mais algum tempo, esperando que Amélia fique melhor. Carlota pergunta ao pai se avisou o tio Rodrigo que vai ser pai e Martim disfarça o incómodo com a conversa. A sós com Leonor, acaba por confessar a Leonor que não tem uma boa relação com o irmão, que considera um irresponsável que esbanjou a parte que lhe coube na herança dos pais.

Frederico tenta uma reaproximação a Antónia, oferecendo-se para a ajudar nos assuntos da fábrica, pois considera um erro grave terem rescindido o contrato de fornecimento de peixe com a família Pelicano, optando por um fornecedor espanhol que ele sabe ser um aldrabão. Antónia agradece-lhe a informação mas diz que Gonçalo já está fora das decisões na empresa e que se for preciso contrata um gestor fora. Frederico insiste em que ela lhe dê uma oportunidade de corrigir alguns erros que cometeu mas Antónia mantém-se inflexível e recorda-lhe que um dos erros imperdoáveis que cometeu, para além de a ter enganado nos negócios da fundação, foi ter-se envolvido com a mãe da neta. Frederico percebe que nada mais tem a fazer e sai cabisbaixo.

Sílvia faz o curativo às feridas de Diogo quando André chega à empresa e começa a avaliar os estragos que os amigos de César fizeram, depois de se inteirar de como o amigo está. André está desolado e garante que vai fazer queixa à polícia. Sílvia dispõe-se a ajudar no que for preciso, pois conhece bem os agressores.

Daniel intima Adelaide a pagar o dinheiro de jogo que deve a Messias e a acabar com as suas actividades com o jogo ilegal, sob pena de ter de prestar contas à justiça. A beata fica em silêncio, vendo João e Daniel saírem de casa. Cremilde dá um raspanete à sogra e ela tenta justificar o seu envolvimento no jogo, comparando-se à Santa Casa da Misericórdia, pois parte do dinheiro que angaria entrega à paróquia. Cremilde está furiosa com ela e não engole as suas justificações. Patrícia lembra que já o pai também era viciado no jogo. Cremilde pensa na vergonha que vai passar no bairro, mas Patrícia reconforta-a, lembrando que ela não tem qualquer culpa.

Vitória e Tina comentam o escândalo que atingiu Adelaide e o padre Agostinho fica curioso para saber o que se passou. As amigas contam-lhe que Adelaide é a cabecilha do jogo ilegal deixando-o em choque com a notícia.

Madalena entrega o livro que prometeu a Messias e ele fica ansioso para começar a leitura, uma vez que tem a ver com o mar. Vitória fica surpreendida quando Madalena conta que emprestou a Messias o “Velho e o Mar” de Hemingway. Tina também fica impressionada e começa a pensar se não será ele o admirador secreto que lhe anda a mandar mensagens.

Sílvia conta a Daniel que André vai apresentar queixa dos rapazes que agrediram Diogo e destruíram a empresa. O irmão concorda que eles devem ser castigados. Rute regressa do cruzeiro a desfazer da viagem e os irmãos confrontam-na com os gastos excessivos que fez com o cartão de crédito que têm guardado para alguma emergência. Depois de embirrar com Hugo, não se mostra arrependida do esbanjamento que fez e reafirma que não vai devolver dinheiro nem presentes, apesar de não ter casado com Messias, alegando que ele a traiu. Daniel e Sílvia contam que devolveram a Messias o descapotável que ela lhe tinha arrancado e que ele já o vendeu. Rute fica furiosa e acusa os irmãos de a apunhalarem pelas costas.

Carlota pede finalmente a Leonor para dormir em casa dela. No entanto, André chega a amparar Diogo, levando-o a casa e explicando que ele foi agredido pelos amigos do falecido César. Leonor fica constrangida por ter de olhar para André, tal como Martim. Ao perceber que Leonor vai cuidar do irmão, Carlota diz que afinal será melhor ficar ali a dormir noutra ocasião.

Joni recomeça a campanha eleitoral seguindo os conselhos de Clara e fica com as mulheres do mercado a seus pés. Irritada, Tina recebe um presente do seu admirador secreto e exibe o vestido ousado que ele lhe ofereceu, para fazer pirraça a Joni.

Bento tenta abeira-se de Cremilde mas ela ameaça afogá-lo em vísceras de peixe, por ele lhe ter escondido que trabalhava para Adelaide no jogo ilegal. Bento afasta-se, atemorizado.

Rute regressa ao trabalho na fábrica e Idalina lamenta que ela não tenha ficado para sempre no cruzeiro. Rute finge-se destroçada por não ter casado com Messias e culpa a ex-sogra por ter rezado muito para que a boda não acontecesse. Entretanto, Antónia chega acompanhada por André e pergunta se Gonçalo está no gabinete. Como a resposta é afirmativa, segue para lá. Rute percebe que algo não está bem e decide ir escutar a conversa dos patrões.

Antónia é forçada a dizer aos filhos para falarem baixo, para que o tom da discussão que estão a ter não seja escutada pelos funcionários. Gonçalo nega até ao fim que tenha contratado um gigolô para entreter a mãe e chega mesmo a ofendê-la, dizendo que ela estava apaixonada por Vicente e que não ligou aos avisos que ele lhe fez. André agarra Gonçalo pelos colarinhos e depois de o conseguir expulsar da fábrica, ampara Antónia que chora nos seus braços. Rute foge quando Gonçalo sai do gabinete.

Maria Rita diz a Diogo que aceitou ir trabalhar para o Porto e critica-o por não querer ir com ela. Ele fica magoado com o egoísmo da namorada.

Messias aproveita o facto de ter de ir ao Hotel Salinas para pagar uma divida e vai contar a Madalena que já começou a ler o livro que ela lhe emprestou, confessando que sentiu algum sono. Ela afiança que com a continuação o sono vai desaparecer. Messias despede-se de Madalena com um beijo na cara, no momento em que Sebastião entra no restaurante do hotel e vê a cena. O escritor sente ciumes e avança mesmo assim para lhe pedir um café e lembrar que ela ainda tem coisas suas na sua casa. Madalena não facilita a conversa e ambos acabam por deixar que o ressentimento continue a vingar.

Carlota conta a Martim que ligou para a clínica e que confirmou que Amélia está bem e passou bem a noite. O pai aproveita para lhe pedir o número de Catarina para falar sobre a ida a tribunal por causa da falsificação de documentos que ela e Tiago fizeram. Carlota inventa que não tem o número consigo, pois sabe que o namorado não contou à mãe que foi notificado.

Eva fica curiosa com os desenhos de Tiago mas ele recusa-se a mostrar os seus trabalhos e sai para o quarto irritado, depois de receber uma mensagem no telemóvel. Catarina conta a Eva que os desenhos do filho são fantásticos e Eva é de opinião de que deviam ser vistos por alguém entendido na matéria.

Frederico vai a casa de Cremilde para falar com Patrícia mas é Adelaide que abre a porta, dizendo que por acaso também precisava de lhe dar uma palavrinha, pois tem umas verdades para lhe dizer. Patrícia consegue que a avó a deixe a sós com o sogro e diz que já tomou a decisão de o denunciar à polícia por ter tentado matá-la e que não lhe vai dar qualquer dinheiro. Frederico saca de um revolver e ameaça matá-la, já que nada tem a perder, depois de ter ficado com a vida destruída. Patrícia fica em pânico e diz que fará o que ele quer. O sogro dá-lhe três dias para que faça a transferência bancária. Depois de Frederico sair, Patrícia respira de alívio, embora furiosa com a ameaça que sofreu.

André cruza-se com Leonor no centro de mergulho e insiste em dizer que a ama, que não a consegue esquecer e que o filho que ela espera, bem podia ser seu. Carlota que se preparava para ir falar com a mãe, não revela a sua presença e fica em choque ao perceber que Leonor vai casar com Martim por sua causa, por querer dar-lhe uma família, disposta a sacrificar o seu amor por André.

Episódio 202

Destaque: Rute quase é linchada pelas mulheres do bairro dos pescadores por não ter devolvido os presentes de casamento que afinal não se realizou. Carlota convence-se de que Leonor está a fingir que gosta de Martim, depois de a ouvir a conversar com André e que só vai casar com o pai adoptivo por estar grávida dele.

André lembra a Leonor que ia ficar com ele e que só mudou de ideias por causa do bebé que espera. Ela argumenta que quer ficar com a filha e com aquele bebé, reforçando que um filho muda tudo. Carlota continua a ouvir a conversa, cada vez mais angustiada, até que não aguenta mais e foge dali. Júlia chega entretanto e precipita o fim da conversa. André vai embora e ela pede desculpa a Leonor por os ter interrompido. Leonor tenta desvalorizar o assunto mas fica mais preocupada quando a amiga refere que quase esbarrou com Carlota, que saiu do centro a fugir. Leonor teme que ela tenha ouvido a sua conversa com André e vai falar com ela.

Chegada ao quarto da filha percebe que ela está a abrir a porta e dirige-se a ela. Carlota recusa ouvir explicações e acusa-a de estar a enganar o pai, quando não o ama, censurando-a por estar a traí-lo com o tio André. Leonor pede-lhe para conversarem com calma mas Carlota fecha-se no quarto sem querer ouvir mais nada.

Sebastião fica chocado depois de Antónia lhe contar que Gonçalo contratou um prostituto para a seduzir e manter ocupada enquanto ele geria a fábrica, acrescentando que o filho deve andar metido em negociatas paralelas, pois rescindiu o contrato com os Pelicano e substitui-os por um fornecedor de qualidade duvidosa. O escritor esforça-se por animar a irmã mas ele próprio também não consegue ultrapassar a ruptura com Madalena. Antónia olha em redor e diz ao irmão que eles não estão bem.

Idalina mostra-se preocupada com o seu futuro na fábrica, temendo que as brigas da família Queirós a atirem para o desemprego. Rute provoca Idalina e trata Messias por palerma, levando a que a chefe se atire a ela com a intenção de a agredir. Sílvia impede o pior e diz a Idalina para não se enervar que a irmã há-de ter o que merece.

Vitória diz a Mateus para desaparecer do bar porque se o pai dele entra ali e o vê vai perceber que ele não foi trabalhar com a mãe e vai zangar-se. Mateus justifica que foi só ver como é que ela e o bebé estão e conta que vai ter em Lisboa uma reunião com um ex-cliente da hAPPy. Patrícia entra e vê o informático preparando-se para conversar com ele um pouco. Mateus diz que vai ter uma reunião e conta que se trata de um ex-cliente de André, acrescentando que a empresa foi vandalizada por amigos do rapaz que morreu. Patrícia fica pensativa com o que ouve.

André fica irritado com a decisão de Maria Rita de ir trabalhar para o Porto de um dia para o outro, mas acaba por a libertar, pois não quer ninguém contrariado a trabalhar consigo.

Menos tolerante é Diogo que acaba o namoro com ela por não suportar o seu egoísmo. Ela acusa-o de ainda gostar de Sílvia mas Diogo não espera para ouvir mais nada e deixa a secretária a falar sozinha.

Cremilde critica Rute, porque não casou mas também não devolveu os presentes que lhe deram. Joni provoca Tina, certo de que a eleição para presidente da associação recreativa já está garantida e que o único voto que ela vai ter, deve ser o do admirador secreto.

Bento aproveita a discussão entre Joni e Tina para se aproximar de Cremilde, dizendo que votava nela de olhos fechados se fosse ela a candidata. A peixeira não se deixa impressionar e responde-lhe que não se esqueceu que ele escondeu que era sócio da sogra no jogo ilegal.

Entretanto, Hugo vai ao mercado para ver Tina, a pretexto de que o irmão o mandou comprar peixe e afirma que ela só pode ganhar a eleição porque é a mais gira. Tina agradece o elogio e trata-o por puto. Hugo prefere ficar à espera de que ela lhe arranje o peixe, observando-a completamente apaixonado.

Elsa arranja uma tenda emprestada para ir passar o fim-de-semana fora com Pedro. Ele trava o entusiasmo da namorada e diz que é melhor esperar que o castigo que a mãe lhe deu acabe, para não arranjar mais problemas. Elsa quer desobedecer à mãe mas o namorado consegue convencê-la de que para estarem na intimidade pela primeira vez, deverão escolher a melhor ocasião, sem pressões nem stress. Elsa confessa estar ansiosa para que isso aconteça e beija Pedro com paixão.

Martim pergunta a Leonor se já falou com Carlota porque até ao momento não o conseguiu fazer e que lhe ligaram da escola a dizer que ela faltou. Leonor fica constrangida e diz que vai tentar ligar-lhe, fingindo não saber o que se passou. Martim vai para a sua reunião e Leonor desabafa com Júlia que perdeu outra vez a filha, porque ela acha que a enganou e lhe mentiu.

Carlota está aninhada em Tiago e não atende o telemóvel, confessando-se desiludida com toda a gente e agora em especial com a mãe, que vai casar com o pai Martim, quando o anda a trair com o tio André. Tiago tenta fazer com que ela entenda que os relacionamentos às vezes não são tão fáceis como podem parecer. Carlota assume que vai ter de contar ao pai a conversa que ouviu entre Leonor e André.

Kika fica surpreendida por encontrar a avó Antónia em casa e convida-a para ir com ela e com o pai ao treino de vela. Antónia reafirma que está com uma grande dor de cabeça. Conceição anuncia a chegada de Gonçalo e, enquanto Kika vai buscar as suas coisas, Antónia diz ao filho que nunca mais o quer ver. Ele pretende entrar e sair com total liberdade de movimentos porque diz ter direito a estar com a filha, mas a mãe ainda reforça que quando a quiser levar a algum lado, terá de a informar. Gonçalo critica a mãe por estar a gerir a fábrica à distancia e ela assegura que está a lidar muito bem com a situação, anunciando que vai voltar a contar com os fornecimentos dos Pelicano e que vai rescindir com o galego que ele contratou, acusando-o de estar a receber comissões por fora. Gonçalo é apanhado de surpresa, mas disfarça.

Madalena vai a casa de Sebastião buscar as ultima coisas que lá deixou. Ele continua a culpá-la pelo final da relação mas Madalena compra a discussão dizendo que se ele a amasse tanto quanto ela o amou, estavam juntos. Madalena contém-se para não corar e Sebastião fica em casa, destroçado com este reencontro.

Agostinho censura Adelaide por ser a cabecilha do jogo clandestino e ela defende-se, dizendo que boa parte do dinheiro entregava à paróquia. O padre afirma que esses jogos só dão para perder dinheiro e aconselha-a a pagar a Messias, antes de haver problemas. Ela, por seu lado, diz-se preocupada com Rogério e pede a Agostinho para o descobrir.

Rute caminha para casa pelo bairro dos pescadores. As mulheres acabam por cercá-la, furiosas por terem sido enganadas por ela, que não devolveu os presentes por ocasião do casamento que não houve. As mulheres atiram-lhe um bolo à cara e lixo para cima. Messias tenta ir em seu auxilio mas João não deixa. Rute quase é linchada, valendo a intervenção do padre Agostinho, que acaba por sair de casa de Cremilde onde a rapariga se refugia, para ir acalmar.

Idalina e Sílvia nada fazem, pois acham muito bem o que lhe aconteceu. Adelaide impõe a Rute que assistam juntas à última missa da tarde e ela aceita, embora sem vontade.

Depois de regressar a casa, Rute recrimina Sílvia por não a ter ajudado com as vizinhas mas a irmã diz logo que pelo que ela fez mereceu o castigo.

Madalena conta a Sara que está a pensar mudar-se para o Dubai mas a cunhada avisa-a de que tem de habituar primeiro os pais a essa ideia. Madalena acaba por confessar que a sua decisão acontece pelo facto de não conseguir esquecer Sebastião.

Messias confessa a Vitória que lhe apetecia ir dizer umas verdades a Rute mas a irmã acha que ele lhe perdoaria e espera que ele tenha percebido que ela nunca gostou dele.

Mateus chega entretanto e conta com orgulho a Vitória que conseguiu o tal cliente com quem reuniu. Ela continua a achar a esmola demasiado grande.

Patrícia vai à hAPPy oferecer o seu apoio a André mas ele recusa delicadamente.

Leonor conversa com Gonçalo e Kika quando Martim lhe telefona a dizer que vai falar com Carlota, pois ela pediu para o fazer pessoalmente. Leonor “despacha” Kika e Gonçalo para Júlia e corre ao encontro da filha. Martim acaba por chegar primeiro e Carlota deixa-o preocupado quando lhe segura nas mãos e diz que precisa de ter com ele uma conversa, pois é melhor saber por ela do que se passa, do que por outra pessoa. O pai fica ansioso para saber do que se trata.

Episódio 203

Destaque: Rodrigo, irmão de Martim, regressa a Portugal para desagrado deste. Quando se encontra com Gonçalo, de quem é muito amigo, diz-lhe que Helena Amaral entrou em contacto com ele e pediu para que o avisasse que se não lhe pagar o que quer, o acusa de violação.

Leonor consegue impedir que Carlota diga a Martim que a ouviu a conversar com André e que ela tem um caso com o tio, apesar de ir casar com ele. Martim tem de ausentar-se por instantes, porque Teresa o chama à recepção do hotel para falar com um homem. A sós com a filha, Leonor consegue convencê-la que é com Martim que quer ficar e que ele sabe de tudo o que se passou entre ela e André. Carlota acalma progressivamente e obriga Leonor a prometer que não vai magoar o pai e que não vai voltar para o tio André. Leonor faz a promessa muito a custo.

Entretanto, Martim encaminha Rodrigo para o seu gabinete, desagradado pelo regresso do irmão a Portugal, adivinhando que ele apareceu para lhe pedir dinheiro como é hábito. Carlota aparece entretanto e fica radiante ao ver o tio de quem tanto fala.

Rute conta a Patrícia que André e Antónia expulsaram Gonçalo da fábrica porque ele contratou um acompanhante de luxo para “entreter” a mãe. Patrícia fica pensativa, a digerir a informação.

Messias repreende Hugo, que chama estúpida a Rute e lembra-lhe que ela foi muito maltratada pelas mulheres do bairro. Vitória desabafa que o irmão não aprende.

Tina chega à Lataria e quando Vitória lhe pergunta se recebeu mais mensagens do seu admirador, ela confessa que está desejosa de o conhecer, mas afirma que não dará o primeiro passo. Hugo ouve a conversa com muita atenção.

Madalena fica surpreendida por Messias lhe dizer que já terminou o livro que ela lhe emprestou mas o pescador esclarece que só leu as primeiras folhas, saltando de imediato para o final. Madalena concorda em emprestar-lhe mais livros desde que os leia todos. Vitória estranha que o irmão tenha decidido começar a ler. Tina inicia a reunião da sua lista candidata à liderança da associação e comunica que para além da noite de fados que já está organizada, teve uma ideia de última hora.

Idalina fica entusiasmada quando João lhe conta que reparou que Messias está cada vez mais próximo de Madalena e que até anda a ler os livros que ela lhe empresta.

Tina implora a Cremilde que aceite cantar na noite de fados. Muito a custo e estimulada por Adelaide e Patrícia, a mãe aceita ajudá-la, desde que seja só para cantar uma vez. Patrícia pede desculpa à mãe por não poder assistir mas justifica que vai visitar Kika, de quem está a morrer de saudades. A mãe aceita a justificação e diz que também tem de sair para tratar de um assunto.

Frederico propõe a Gonçalo uma aliança para recuperarem a administração da fábrica, dizendo que lhe dará dinheiro para que ele compre as acções que André e Amélia têm. Gonçalo recusa, justificando que os irmãos não lhe vão vender seja o que for e que não precisa dele para voltar à fábrica. Frederico fica irritado com o filho.

Martim permite que Rodrigo fique no hotel durante o tempo que precisar mas avisa-o de que escusa de pedir dinheiro, pois não lhe dará um tostão que seja.

Cremilde vai pedir a Leonor que retire as acusações contra Patrícia, temendo que ela acabe por ir presa, provocando um enorme desgosto a Kika. Leonor recusa e lembra tudo o que Patrícia lhe fez, acrescentando que ainda por cima trocou a insulina de Diogo por um sedativo e ele quase morreu. Apesar de chocada, Cremilde tenta que Leonor retire a queixa mas ela revela que não o pode fazer por se tratar de um crime público.

Carlota desabafa com Tiago e diz que espera não se arrepender de ter confiado em Leonor, por acreditar que ela quer mesmo casar com o pai dela. O namorado acha que ela fez bem em não contar a Martim a conversa que ouviu entre Leonor e André. Entretanto, Martim aparece com Rodrigo e Carlota apresenta o tio a Tiago, que não gosta dele.

Pedro confessa a sua impaciência por não ter mensagens de Elsa no telemóvel e Hugo, que troça do amigo, fica desapontado por ver que Tina não vestiu o vestido que anonimamente lhe enviou.

Cremilde confessa que está nervosa por ir cantar o fado e Bento confessa a Joni que está muito orgulhoso dela. João vai direito a ele e volta a exigir-lhe que pague o que deve a Messias. O peixeiro garante que o fará no dia seguinte e vai ter com Cremilde para a elogiar. Ela diz com maus modos que ainda não esqueceu que ela a enganou, quando escondeu ser sócio de Adelaide no jogo do peixe. A sessão de fados começa e Joni não consegue disfarçar a irritação.

Sara e Filipe preparam-se para fazer amor na cozinha, pensando que ninguém está em casa, mas ficam atrapalhados quando Mateus entra se surpresa, à procura de comida.

Terminada a actuação de Cremilde, Tina prepara-se para apresentar as propostas da sua lista para a associação. Joni exige fazer o mesmo e Vitória combina um debate entre ambos para o dia seguinte. Bento tenta elogiar a voz de Cremilde mas só a irrita mais por ser desastrado. Hugo fica desagradado por Tina passar a vida a tratá-lo por puto. Pedro incita-o a abrir o jogo com ela de vez, mas o amigo responde que ela ainda não está no ponto.

Catarina dá um valente raspanete a Tiago por lhe ter escondido que foi notificado para ir a tribunal por causa da falsificação de documentos. O filho pede desculpa e aceita a reprimenda.

Leonor conta a Diogo que voltou a perder a confiança de Carlota que ouviu a sua conversa com André. O irmão acha que era melhor não contrariar os sentimentos que tem por ele, mas Leonor reafirma que quer ter uma família com os filhos e o pai deles. Sílvia chega entretanto para saber se Diogo está melhor, levando-lhe doces. Ele repara que ela tem cadernos na mão e pergunta-lhe se voltou a estudar. Sílvia mente e diz que são de Hugo, tratando de se ir embora.

Patrícia agradece a Antónia por tê-la deixado ver a filha e tenta mostrar-se solidária com ela, depois de dizer que sabe que Gonçalo contratou um prostituto para a manter afastada da fábrica. Antónia não se comove e trata a nora com frieza. No entanto, tem de disfarçar a sua preocupação quando ela diz que está a ser ameaçada de morte por Frederico.

Gonçalo reencontra Rodrigo, que lhe conta ser portador de um recado de uma antiga namorada. O irmão de Martim diz que se ele não lhe pagar, o acusará de a ter violado. Gonçalo fica furioso com o ultimato que acaba de receber.

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários