Televisão

A Única Mulher: resumo de 27 de Abril a 2 de Maio

Episódio 38

Norberto insiste em saber de onde Luena conhece Américo. Ela diz-lhe que Américo é o pai de Mara e que lhe vai contar tudo se ele não perfilhar Júnior. De cabeça perdida, ele dá-lhe um estalo e nesse momento Mara chega com Luís Miguel e assiste a tudo.

Luena tenta justificar-se, dizendo que Norberto estava convencido de que ela se tinha aliado a Bino para os separar. Mara pede para não se meterem na vida dela. Luís Miguel faz ver a Mara como o pai dela é manipulador.

Norberto aceita a condição de Luena para manter o silêncio e promete reconhecer o filho. Norberto admite a Arsénio que Luena vai ter o que pretende, mas pode não gostar das consequências.

No Estúdio 7, Mara conhece Júnior e é informada por Patrícia de que ele é filho de Luena. Quando confronta a amiga, Luena argumenta que o pai de Júnior é um homem horrível, drogado e ex-presidiário, que conheceu numa fase má da sua vida. Mara fica surpresa e percebe que Luena lhe está a esconder algo.

Bino e Américo conversam sem notar que são seguidos. Américo confessa a Bino estar preocupado com o que Lurdes possa contar a Luena, se se recordar do que aconteceu há 25 anos. Ambos recordam como os três se aproximaram de um grupo de raparigas adolescentes que lavavam roupa no rio. Sentem-se culpados com o que aconteceu.

Pilar informa Norberto de que mandou publicar uma notícia falsa sobre a paragem da obra para assustar os accionistas da empresa e abrir caminho à proposta do angolano. Norberto promete compensá-la pelo que fez.

Artur fica surpreendido ao saber que a intenção de Norberto é comprar a construtora. Norberto quer tê-lo do lado dele quando Mara descobrir. Artur fica desagradado com a ideia, mas garante-lhe que pode contar com ele.

Diogo comenta com Luís Miguel que existem rumores de que Norberto vai saltar fora do empreendimento de Tróia e os sindicatos estão a pensar convocar uma greve. Luís Miguel garante ao encarregado da obra de Tróia que a parceria com Norberto Venâncio vai avançar e os postos de trabalho não estão em risco.

Quando sabem da notícia que saiu na imprensa a anunciar a falência iminente da empresa, Diogo diz-lhe que o desmentido terá de vir do próprio Norberto para ser credível. Luís Miguel vai ao hotel dele, mas dizem-lhe que Norberto está indisponível. Ao avistar Artur, Luís Miguel confronta-o exigindo um desmentido. Artur diz-lhe que o negócio fica sem efeito e ordena-lhe que se mantenha afastado de Mara.

Na construtora, os trabalhadores planeiam uma manifestação para o dia seguinte. A família Sacramento fica alarmada. Jorge garante que é preciso travar a manifestação.

Um grupo de manifestantes, encabeçados por Luís Miguel e Pedro, dirige-se ao hotel de Norberto. Este vem a sair com a filha e Artur e, ao avistar os manifestantes, dirige-se a eles, com ar determinado. Por entre os manifestantes, um homem de cara tapada atira uma pedra na direcção de Mara e Norberto.

Aborrecida por não lhe terem ligado por causa do colar, Yolanda vai à joalharia. Ao ver Sara, recorda-se de a ter visto com o colar no restaurante e ameaça deixar de ser cliente da loja. Concha intervém e desvia a atenção dela para o colar que veio vender. Consegue vender-lho e Sara agradece-lhe por a ter ajudado a manter uma cliente. Concha sugere que a contrate como vendedora. Sara promete pensar no assunto.

Jorge e Henrique chegam entretanto e sentam-se ao lado delas. Concha garante a Henrique que vai vender jóias para poder sair de casa dele e arrendar um apartamento. Ele pede-lhe desculpa pelos métodos que tem usado e confessa que ainda gosta dela. Ela admite que está infeliz, mas não consegue esquecer a traição e vai embora. Ele insiste numa segunda oportunidade e Concha pede-lhe tempo para pensar. Mitó assiste a tudo à beira de um ataque de nervos e garante a Isabel que vai tomar medidas para reconquistar Henrique.

Henrique está revoltado por a ex-mulher andar a vender as jóias que ele lhe ofereceu, mas Jorge acha que a irmã irá acabar por ceder.

Pedro é chamado para identificar o homem que o agrediu. Mafalda ajuda a tratar a ferida dele e comentam que o passou entre ambos terá se manter segredo. Pedro pede ajuda a Mafalda para convencer a Sílvia a ficar em Portugal. Sebastião chega entretanto, escuta a conversa e confirma a suspeita da traição de Pedro. Sem revelar o que sabe, Sebastião garante a Pedro que vai contar a verdade à filha quando for altura.

Pedro é abordado em casa pelo amigo do homem que o atacou. Este ameaça fazer mal a Mafalda se Pedro não mentir à polícia para libertar o amigo da cadeia. Depois de ele se ir embora, Pedro, fora de si, pega numa arma que tem em casa e guarda-a nas calças.

Pedro fica preocupado ao ler a notícia da falência iminente da construtora. Queria pedir à esposa para ficar em Portugal.

Mafalda promete a Luena nunca mais olhar para Pedro, se ela não contar nada a Sílvia.

Em Angola, Sílvia diz a Ramiro que sabe que Lígia não é sua irmã. Ele tenta seduzi-la, confessando os seus sentimentos por ela. Ela liberta-se dele com uma joelhada, lembrando que é casada. Ele insinua que o marido dela não lhe é fiel e ela vai-se embora perturbada. Lígia sai do interior da cubata de Ramiro, elogiando o seu comportamento. Angustiado, ele dá-lhe um estalo e arranca o jipe bruscamente.

Jorge encontra Isabel e convida-a para tomar café. Ela está incomodada com a atenção dele. Ele sente-se sozinho e à vontade para desabafar com ela, mas ela mantém a distância.

Episódio 39

A pedra acerta em Norberto. O homem que a atirou é um skinhead que vem atrás de Luís Miguel na manifestação. Norberto é transportado para as urgências do hospital e fica em coma induzido. Norberto corre risco de vida e Mara está desolada com a perspetiva de perder o pai.

Luís Miguel é questionado pela polícia. Os inspetores chamam a atenção para os problemas pessoais dele com Norberto. Ele admite o que se passou em Angola, mas clama a sua inocência. Henrique aparece e tenta saber do que Luís Miguel é acusado.

Ao sair do edifício da PJ, Luís Miguel acusa Artur de o ter incriminado injustamente. Este garante que contou apenas o que sabia, desconfiando das suas intenções. Henrique separa-os, mas Luís Miguel garante a Artur que ele vai pagar pelo que fez.

Yolanda e Artur tentam fazer ver a Mara que Luís Miguel instigou a multidão contra Norberto. Ela defende-o perante os inspetores. Yolanda promete dar informações valiosas para ajudar a investigação.

Na construtora, Jorge tenta acalmar os administradores e Diogo atira as culpas para cima de Luís Miguel por ter liderado a manifestação.

Luís Miguel e Pilar vão ao hospital e são acossados por jornalistas por causa dos seus problemas pessoais com Norberto. Ele fica surpreendido ao saber que a empresa emitiu um comunicado a desmarcar-se da manifestação. Pilar critica Jorge pela sua atitude, dizendo-lhe que o filho pode ficar envolvido num caso de homicídio se Norberto não sobreviver.

Luís Miguel tenta explicar a Mara que estava apenas a defender os trabalhadores. Mara pede a Luís Miguel que se vá embora do hospital. Artur conforta-a, mas fica revoltado por ela não acreditar que Luís Miguel fizesse mal ao pai.

Yolanda receia que Norberto morra e a deixe sem nada.

Luena anuncia à mãe, fervorosa, que conseguiu o que pretendia e vão recuperar o que lhes roubaram. Lurdes recorda como foram expulsos da própria casa apenas com a roupa que tinham vestida. A filha garante-lhe que ela será rica e poderá voltar a Angola.

Luena diz a Bino que Norberto vai reconhecer Júnior, porque ela descobriu que o pai biológico de Mara é Américo. Bino tenta negar tudo.

Quando descobre que Norberto foi apedrejado, Luena corre para o hospital e perde o controlo quando o vê em coma. Cruza-se com Mara à saída que a trata com frieza. Manipuladora, Luena argumenta que quando está em causa a vida de alguém, os conflitos não têm importância. Mara confessa como o pai é importante para ela e reconcilia-se com Luena.

Bino fica atordoado ao cruzar-se com Neuza no hospital, que lhe lança um olhar de ódio. Ele promete-lhe que não vai revelar a ninguém quem é o pai de Mara.

Joana está preocupada que o pai seja preso e é confortada por Isabel e Daniela. Daniela está furiosa por achar que Luís Miguel só se importa com a preta e merece o que lhe acontecer. Joana ouve tudo. Mais tarde, Daniela diz à filha que Mara lhe quer roubar o pai e levá-lo para Angola. Diz-lhe para pedir a Luís Miguel que fique em Portugal.

Francisca, Clara e Patrícia vêm as fotos da manifestação tiradas por um fotógrafo amigo de Patrícia e encontram uma imagem que prova que não foi Luís Miguel a atirar a pedra.

Kandimba prepara-se para viajar para Portugal e faz planos de seguir para a Holanda à procura da mãe. Laranjinha aparece no aeroporto, triste por o irmão se ir embora. Este garante-lhe que mal encontre a mãe a manda buscar para viverem todos juntos.

Luís Miguel está com receio da reação de Joana à chegada de Kandimba. Bino aconselha-o a falar com a filha antes de o miúdo chegar a Portugal.

Pilar vai até a um jardim e deixa um envelope recheado de notas num caixote de lixo. Quando começa a afastar-se estaca, alarmada, com quem vê à sua frente.

Diogo atira as culpas do que sucedeu na manifestação para cima de Luís Miguel e consegue convencer Jorge a emitir um comunicado a demarcar a empresa do sucedido.

Santiago confessa a Orlando estar preocupado com Francisca por causa do que aconteceu ao irmão.

Francisca aparece entretanto e Santiago aproxima-se dela oferecendo-se para ajudar como amigo. Ela acusa-o de a ter traído e afasta-se furiosa.

Questionado pela polícia, Pedro confessa que transportava uma arma para defesa pessoal depois de ter sido agredido umas noites antes e ameaçado na sua própria casa. O inspetor alerta-o que ele está num grande sarilho.

Sebastião repreende Pedro pelo que se passou na manifestação. Diz-lhe que ele pode ser acusado de ser cúmplice num crime se Norberto morrer. Mafalda tenta acalmá-los e Sebastião expulsa-a de casa. Ele garante a Pedro que pode fazer as malas porque vai contar à filha, quando ela voltar, o que tem sido a vida dele durante a ausência dela.

Pedro tenta explicar aos filhos o que se passou na manifestação e pede-lhes para não contarem nada à mãe para ela não ficar preocupada.

Tomás e Matilde preparam uma festa de boas-vindas a Sílvia, mas estranham a atitude de Sebastião. Mafalda hesita em ir à festa de Sílvia, pois receia não conseguir disfarçar o que se passou entre ela e Pedro.

Em Angola, Sílvia planeia a viagem para Lisboa com Kandimba a seu cuidado.

Episódio 40

Berta acusa Pilar de ter contratado o rufia para atirar pedras na manifestação. Ela confessa que queria apenas que houvesse imprensa negativa sobre o caso para as ações da construtora baixarem. Berta ameaça contar tudo à família se Norberto morrer.

Na construtora, Luís Miguel e Jorge discutem sobre o impacto na empresa da atitude dele. Ele quer remediar a situação e, por sugestão de Henrique, vai pedir a Mara que faça uma declaração em nome de Norberto assegurando que o pai pretendia cumprir o que prometeu. Ela fica indignidade e garante que não vai substituir o pai enquanto ele estiver vivo.

Mara fica com dúvidas sobre as intenções de Norberto prosseguir com a obra. Artur defende que a construtora era mal gerida e admite-lhe que Norberto pretendia comprar a empresa.

Luís Miguel vai a casa de Joana e é acusado por Daniela de se preocupar mais com Mara do que com própria a filha. Joana está triste por nunca ver o pai. Ele conta-lhe que adotou Kandimba e ela fecha-se no quarto a chorar, dizendo ao pai que já não gosta dele.

Sara revela aos pais que Luís Miguel adotou um miúdo angolano. Jorge fica exasperado.

Rafaela informa Luena de que ela pode pedir o teste de paternidade se Norberto morrer e tornar Júnior herdeiro da sua fortuna. Ela decide contatar Henrique para seu advogado. Luena explica a Henrique a situação de Júnior e ele fica atónito ao perceber que Norberto é o pai.

Pedro e Luís Miguel são chamados à PJ para identificar o agressor na foto que Clara, Patrícia e Francisca conseguiram. Garantem que o homem da fotografia não trabalha na empresa.

Luís Miguel informa os pais de que a polícia tem provas da sua inocência na agressão a Norberto. Pilar fica muito alarmada ao saber que o homem da foto poderá ser identificado pela polícia por causa de uma tatuagem na cabeça.

Entretanto, Sílvia e Kandimba chegam a Portugal, quando Pedro e Luís Miguel estão na judiciária. Bino fica preso no trânsito e Mafalda decide não ir ao aeroporto apanhar a amiga. Sílvia telefona ao marido para saber o que se passa e quando desliga já não encontra Kandimba.

Em Lisboa, Kandimba caminha, com frio, por uma rua movimentada de Lisboa e monta uma tenda de cartão para dormir na rua.

Norberto é submetido a uma operação, enquanto Artur conforta Mara, que está com medo de perder o pai. Yolanda fica esperançada ao vê-los juntos, pois, mesmo que Norberto morra, há outra rota de acesso à fortuna dele. A operação de Norberto corre bem e Mara pede para ver o pai.

Em casa dos Sacramento, todos ficam preocupados com o desaparecimento de Kandimba. Luís Miguel sente-se desapoiado pela família e telefona a Mara. Esta rejeita a chamada porque o pai acabou de despertar após a operação. Ele fica revoltado com a atitude dela.

Quando os inspetores da PJ abordam Norberto para saber se ele reconhece o agressor a partir da foto da manifestação, este afirma que viu o skinhead a falar com Luís Miguel momentos antes de ter sido agredido. Mara fica em choque.

Henrique tenta convencer Concha a não sair de casa. Convida-a para jantar, para conversarem sobre o assunto.

Clara está confiante de que os pais se vão entender. Patrícia comenta como Mitó se tem andado a gabar que vai enriquecer. Ela pensa que ela se refere a Bruno e fala dele com raiva.

Mitó está revoltada por Henrique ter ido jantar com Concha. Decide ir ter com eles para defender o que é dela. Isabel tenta demovê-la, mas sem sucesso.

Henrique chega atrasado ao jantar e tenta levar Concha a um local romântico, recordando outros tempos, mas ela não aceita. Ele promete-lhe que não a vai pressionar a sair de casa, só quer que ela se sinta bem. Ela sente-se invadida por velhas emoções e decide ir à casa de banho para não quebrar.

Quando passa pela mesa em frente, ouve uma mulher a criticar Henrique por trazer a amante ao lugar onde costuma jantar com a esposa. Ela fica sem chão e atira um copo de água à cara do ex-marido, dizendo que não o quer voltar a ver.

Sebastião está em conflito com o regresso da filha, por causa do que sabe sobre a traição de Pedro, mas tenta disfarçar junto dos netos.

Pedro pede a Mafalda para ir buscar Sílvia ao aeroporto. Mafalda está indecisa, tem receio que a amiga se aperceba do desconforto dela. Acaba por ficar em casa e embebeda-se. Orlando estranha os comentários dela sobre Sílvia.

Sílvia chega a Lisboa com Kandimba e telefona a Pedro porque ninguém a veio buscar. O miúdo desaparece. Pedro vai ter com ela e vão juntos à esquadra contar o que se passou. Ele sente-se responsável, o marido tenta confortá-la.

Quando chegam a casa, ela é recebida por Sebastião, os filhos e amigos e fica feliz.

Sílvia conta aos filhos a sua vida em Angola. Estranha Mafalda não estar na sua festa de boas-vindas, mas Rafaela inventa que a amiga está engripada. Sílvia garante que vai passar por casa dela no dia seguinte para lhe agradecer o que tem feito pela família. Sebastião ensombra ao ouvir a filha e Pedro sente remorsos.

Episódio 41

O inspetor refere que o skinhead poderá pertencer a uma organização extremista.

Mara continua renitente em acreditar que Luís Miguel tenha querido magoar o pai. Artur, Yolanda, Kizua e Neuza tentam pressioná-la a confiar nas palavras de Norberto, mas ela não quer acusar o ex-namorado sem provas. Artur fica revoltado por Mara não acreditar na culpa de Luís Miguel e Yolanda diz-lhe que terão de tomar medidas.

Luena confessa a Rafaela que deseja a morte de Norberto, assim que tiver assegurada a paternidade de Júnior. A amiga fica alarmada com a perspetiva de Luena matar o pai do filho, mas esta garante que alguém o vai fazer por ela. Luena vai ao hospital para recordar Norberto da sua promessa e observa, interessada, Yolanda a sair do quarto dele.

A dormir na rua e a viver de esmolas, Kandimba tenta saber o caminho para a Holanda e esconde-se da polícia. Luís Miguel sente-se responsável e tenta contactar Mara novamente, deixando-lhe uma mensagem. Ela fica alarmada ao ler a mensagem e vai ter com ele. Mara acredita que Kandimba pode ter fugido e explica a Luís Miguel que ele queria vir para Portugal para estar mais perto da mãe, que vive na Holanda. Mara descobre o hotel onde esta trabalhava em Amesterdão, mas fica a saber que já não têm notícias dela há um ano.

O inspetor da PJ confronta Luís Miguel com o depoimento de Norberto. Luís Miguel garante que o pretendem tramar. Luís Miguel vai ao hospital tentar falar com Norberto, mas é barrado por Arsénio.

Jorge defende que, para ilibar Luís Miguel será preciso que Norberto volte atrás no seu depoimento ou que encontrem o rufia que o atacou. Henrique aconselha o sobrinho a não falar com ninguém da família Venâncio até o assunto estar resolvido.

Pilar sente-se culpada por o filho estar novamente em risco de ser detido. Berta insta Pilar a ir à polícia contar a verdade. Em vez disso, ela ameaça denunciar Norberto se ele não voltar atrás no seu depoimento, mas este não acredita que ela se vá auto-incriminar porque perderia a confiança do filho. Pilar descontrola-se e bate-lhe repetidamente. Ele expulsa-a do quarto.

Norberto assegura à filha que disse a verdade. Luís Miguel garante a Mara que o pai mentiu. Ela é incapaz de escolher entre a palavra de um e outro.

Os inspetores da PJ pedem a Luís Miguel para os acompanhar à judiciária porque o amigo dele testemunhou contra ele. Mara é o espelho da desilusão.

Diogo pensa que uma segunda testemunha pode arrumar o caso contra Luís Miguel e ameaça revelar a Sílvia que Pedro anda enrolado com Mafalda se este não mentir aos inspetores. Pedro sente-se encurralado, mas resiste. Quando Diogo telefona à esposa, ele acaba por ceder à chantagem.

Sara nota que a secretária de Sandra está vazia e comenta como as secretárias do noivo só duram um mês. Ele justifica-se, acusando a ex-secretária de incompetência.

Concha chega a casa desalentada e confessa a Clara que foi confundida com a amante do pai. Está decidida a mudar de casa com a filha e a arranjar um emprego.Clara tenta fazer-lhe ver que ela não tem experiência nem qualificações, mas perante o desespero da mãe, apoia-a na sua decisão.

Henrique está revoltado com o que aconteceu no jantar, certo de que a ex-mulher só o pretendia humilhar em público. É confortado por Mitó que o tenta convencer que Concha já arranjou outra pessoa. Ele assegura que o casamento acabou e deixa-se seduzir por Mitó.

Henrique chama Clara ao seu escritório e percebe o equívoco que se deu no jantar com a ex-mulher. Tenta convencer a filha de que não tem um caso com Mitó e pede-lhe para demover a mãe da ideia de mudar de casa.

Concha faz uma oferta para arrendar uma casa.

Sílvia repara no ferimento do marido. Ele admite que foi atacado e tenta desviar o assunto, confessando que teve muitas saudades dela. Os dois envolvem-se.

Orlando comenta com Santiago que está preocupado com Mafalda, por a prima gostar do marido da amiga. Este nota que existe um grande vazio na vida dela por ter preferido não casar e ter filhos. Mafalda ouve tudo.

Sílvia desconfia por o marido não querer que ela visite Mafalda. Quando vai a casa da amiga, esta confessa que anda muito stressada por causa do trabalho. Sílvia comenta com o pai o comportamento estranho de Mafalda, que fica em conflito sobre o que revelar à filha. Rafaela recomenda a Mafalda que conte a verdade a Sílvia.

Pedro tenta resistir à chantagem de Diogo, que ameaça revelar a Sílvia que ele anda enrolado com Mafalda se não mentir aos inspetores sobre o papel de Luís Miguel na manifestação. No entanto, quando este telefona a Sílvia, acaba por ceder, derrotado.

Episódio 42

Mara recorda as promesas que ela e Luís Miguel fizeram um ao outro em Angola. Cada vez lhe é mais difícil acreditar nele. No entanto, confessa a Neuza que, apesar de todas as provas apontarem contra Luís Miguel, não volta a duvidar dele sem ter a certeza.

Incrédulo com o depoimento de Pedro, Luís Miguel confronta-o em casa dele, insultando-o à frente da família. Sílvia expulsa-o de casa.

Jorge e Pilar desconfiam que Norberto pagou a Pedro para tramar Luís Miguel. Jorge decide ir falar com ele e a esposa tenta demovê-lo da ideia. Quando vão ao hospital, são impedidos de entrar no quarto por Arsénio.

Luís Miguel dá um soco em Diogo quando este insinua que ele é responsável pela agressão a Norberto. Os dois envolvem-se numa briga.

Luís Miguel visita Joana que está preocupada com as notícias que escutou sobre o pai. Daniela fica satisfeita ao perceber que Mara não acredita no ex-namorado e vê ali uma oportunidade renovada. Entretanto, Daniela está no emprego quando é chamada à escola de Joana. A patroa diz-lhe que se ela for embora, escusa de voltar.

Luena visita Norberto no hospital, acompanhada por Júnior. Ele garante-lhe que já assinou a declaração a reconhecer a paternidade do filho, mas avisa-a para ela não se queixar das consequências. Mara aparece entretanto. Júnior sai de debaixo da cama e, alarmada, Luena puxa-o para fora do quarto. Ele despede-se de Norberto com um ¿adeus pai¿, que Mara escuta. Ela confronta o pai e Norberto admite ter um filho com Luena. Repugnada, Mara vai-se embora dizendo-lhe que ele está morto para ela. À saída do quarto, depara-se com Luena e dá-lhe um violento estalo. Luena não reage, enfrenta-lhe o olhar. Apesar de ter pena de Mara, endurece ao recordar as provações que os pais passaram por lhes terem roubado tudo o que tinham.

Mais tarde, Luena reúne-se com o advogado de Norberto para determinar o reconhecimento do filho e estipular as responsabilidades parentais. Ela chora de alegria depois de ele sair.

Mafalda confessa a Luena que Pedro mentiu à polícia para esconder a traição deles e pede-lhe ajuda.

Mara aparece à porta de casa de Luís Miguel a chorar. Ele conforta-a carinhoso. Ela confessa que acredita nele e vai ajudar a provar a sua inocência. Vai a casa de Pedro e garante a Sílvia que o pai pagou pelo depoimento dele.

Artur revela à mãe que Mara passou a noite com Luís Miguel.

Norberto está cheio de medo de perder a filha e ordena a Neuza que o ajude a recuperá-la.

Kandimba vê uma notícia no jornal sobre a acusação a Luís Miguel.

Receoso por a sua foto estar em todos os jornais, Nelson contacta Pilar. Encontram-se num jardim e ele chantageia-a para manter o silêncio sobre o envolvimento dela na agressão a Norberto. Ana Maria passa por ali com Daniela e regista o que vê.

Clara pergunta a Bruno se a mãe dele e Henrique têm passado noites juntos. Ele confirma e ela fica revoltada. Clara acusa o pai de ter um caso com Mitó e anuncia-lhe que ela e a mãe vão mudar de casa no dia seguinte.

Concha recebe uma resposta positiva da senhoria, mas terá de arrendar a casa sem recibo. Passa-lhe um cheque de quatro meses de renda.

Luís Miguel confronta Pedro à frente da família, acusando-o de mentir no seu depoimento. Sílvia expulsa-o de casa e fica convencida de que o marido andava estranho por causa do que sabia sobre o incidente na manifestação. Pedro mente, garantindo que só contou o que viu. A esposa teme que ele perca o emprego na construtora.

Mara vai a casa da família Caiado e garante a Sílvia que Norberto pagou a Pedro para mentir.

Pedro sente-se culpado por trair Luís Miguel e desabafa com Mafalda. Acabam por se beijar e ela confronta-o com a atração que sentem um pelo outro. Ele sai bruscamente de casa dela.

Mafalda confessa a Luena que Pedro mentiu à polícia para esconder a traição deles e pede-lhe ajuda.

Pressionado pela filha, Sebastião prepara-se para contar a Sílvia a traição do marido, mas a conversa é interrompida por Pedro.

Na construtora, Jorge desabafa com Isabel sobre a recusa de Norberto em recebê-lo.

Episódio 43

Pilar diz a Nelson que vai arranjar o dinheiro. Ana Maria fica intrigada ao ver os dois juntos. Mais tarde, Pilar pede dez mil euros ao marido e diz-lhe que é para um lifting. Apesar da tensão entre os dois, ele acede em fazer a transferência. Pilar pede a Berta que seja ela a entregar o dinheiro. Ela mostra-se muito reticente, mas acaba por aceitar.

Kandimba entrega-se a um polícia. Bino e Luís Miguel vão busca-lo à esquadra e este fica comovido ao perceber que o miúdo se entregou para o tentar ajudar a não ser detido. Kandimba admite que pretendia vir para Portugal para encontrar a mãe. Luís Miguel revela-lhe que a tentou contactar na Holanda, mas que ela se despediu e não sabem para onde foi. Promete ajudá-lo a encontrar a mãe se ele não voltar a fugir.

Luena sente-se em conflito interior por causa do que aconteceu a Mara e Luís Miguel. Pensa que Pedro tem de confessar a verdade, ainda que isso implique revelar a traição a Sílvia. Ela procura Mara e explica-lhe que foi seduzida por Norberto e, quando ficou grávida, não foi capaz de abortar. Garante que pode fazer com que Pedro altere o seu depoimento e que essa é a única maneira de ajudar Luís Miguel e compensar Mara pelo mal que lhe fez. Luena explica a Luís Miguel e Bino como Pedro se envolveu com a melhor amiga da esposa durante a estadia dela em Angola e Diogo usou isso para o incriminar. Mais tarde, Luena revela a Sílvia a traição de Pedro e Mafalda.

Luís Miguel confronta Sara com a chantagem do noivo e ameaça deixar a construtora se Diogo não for despedido. Jorge e Pilar não sabem o que fazer.

Jorge confessa à família que a empresa está em grandes dificuldades e vai ter de retirar as ações da bolsa.

Neuza tenta defender Norberto perante Mara, mas ela não consegue perdoar o pai. Mais tarde, Neuza revela a Norberto que Luena veio falar com Mara.

Joana envolveu-se numa briga na escola porque uma menina falou mal do pai dela. Daniela conta a Luís Miguel o que se passou, mas fica revoltada por ele a despachar por causa de Kandimba. Garante a Ana Maria que tem apontado todas as falhas de Luís Miguel para o caso de ele lhe tentar tirar a filha.

Ana Maria diz a Daniela que a pode ajudar a livrar Luís Miguel da prisão e a reconquistá-lo. Ela revela que o rapaz que viram com Pilar no jardim era o skinhead da manifestação. Pensando que ele possa morar ali perto, decidem perguntar a Bruno, que reconhece o rapaz e diz saber onde ele vive. Vão ter com Henrique para o informar do que descobriram. Este fica surpreendido ao saber que Pilar estava com o skinhead. Os inspetores da polícia apanham Nelson à saída de casa.

Berta dirige-se ao jardim com o dinheiro da chantagem, sem saber que o local está a ser vigiado pela polícia.

Luís Miguel confronta Sara com a chantagem que Diogo fez com Pedro e ameaça deixar a construtora caso Diogo não seja despedido. Ela vai a casa do namorado e conta-lhe que Luís Miguel descobriu a chantagem e exige que ele saia da empresa. Diogo, que tinha acabado de snifar cocaína, fica revoltado com a perspetiva de ser despedido. Sara garante-lhe que, enquanto controlarem o pai, nada lhe acontecerá.

Mitó agradece ao filho ter dito a Clara que ela ficava muitas vezes a dormir no hotel de Henrique. Promete não se esquecer das colunas de som que ele cobiça.

Clara e Concha preparam a mudança de casa e a filha fica chocada por a mãe não ter exigido recibo da renda.

Henrique decide voltar para casa, quando Concha se mudar.

Francisca engole o orgulho e pede a Santiago para falar com Pedro, certa de que o irmão é inocente. Santiago não acredita que o amigo fosse capaz de mentir à polícia e ela fica magoada por ele não ficar do lado dela.

Mafalda está de rastos. Rafaela diz-lhe que pode ser uma oportunidade para contar a verdade, mas a amiga garante que Luena vai tratar do assunto.

Sebastião tenta fazer ver a Sílvia que o marido não é tão fiel como ela imagina. Pedro aparece entretanto e reafirma que apenas contou o que viu. Sílvia acredita nele, mas ele sente-se muito culpado.

Para obrigar Pedro a rever o seu depoimento contra Luís Miguel, Luena revela a Sílvia a traição do marido com Mafalda. Ela fica aturdida e incrédula e confronta Mafalda, que admite ter-se envolvido com Pedro, acusando-a de ter abandonado o marido e a família. Sílvia investe contra Mafalda, mas Orlando e Santiago interpõem-se. Sílvia diz-lhe para não voltar a falar com os seus filhos.

Mafalda tenta avisar Pedro, mas ele não vê a chamada. Ela teme que ele a odeie e Orlando diz-lhe para se preparar para o que aí vem.

Rafaela tenta convencer Sílvia a perdoar o marido, já Luena acha que Pedro não tem perdão.

Categorias
Televisão

Comentários