Televisão

A Única Mulher: resumo de 15 a 20 de Junho

Episódio 81

Bino bate no vidro do carro, chamando por Raul e este guarda a arma, sem que Norberto se aperceba.

Deitada na cama do seu quarto, com a foto de Júnior ao lado, Luena chora ao recordar-se como contou a Norberto, sete anos antes, que estava grávida. Ele ficou feliz com a notícia, estava apaixonado por ela.

Bino confronta Raul, acusando-o de se ter aliado a Norberto e traído Luena. Este garante-lhe que as aparências iludem, mas Bino não acredita nele e diz-lhe que já não são amigos.

Yolanda vai a casa dos Venância à procura de Júnior e Mara, mas eles não estão e Neuza manda-a embora. Neuza esfaqueia o quadro de Raul Falcão com todo o ódio do mundo.

Norberto conta a Arsénio que a filha descobriu a morada de Raul, a quem ele pagou para se manter afastado de Mara.

Raul diz a Luena que Norberto escapou da morte certa, porque foram interrompidos por Bino. Ela sente-se em conflito, mas tenta disfarçar. Raul assegura-lhe que nunca falhou uma missão. Mara pede indicações sobre a casa de Raul. Mara entra na casa e encontra dezenas de fotos suas e recortes de jornal sobre a família Venâncio. Ela fica chocada com o que vê e convencida que encontrou o seu pai biológico.

Luena está em casa, rodeada por recordações da mãe. Rafaela chega e insiste em saber o que ela anda a tramar para recuperar Júnior. Rafaela fica chocada com os planos da amiga. Luena admite querer também vingar-se de Norberto pelo sofrimento que causou aos pais. A amiga aconselha-a a desistir de matar o pai do filho dela, antes que seja tarde demais. Luena fica cheia de remorsos.

Raul assegura a Norberto que não existe nada em sua casa que o ligue a Mara. Norberto acede em pagar-lhe pela sua lealdade. Ele prepara-se para pegar na arma, mas Artur chega entretanto. Artur reconhece a cara de Raul de algum lado, mas não se recorda de onde.

Sara recorda a conversa que ouviu sobre ela e pede a Berta fotos de quando era criança e tenta saber mais sobre o seu nascimento, insinuando que parece ter sido adotada. Berta fica preocupada.

Pilar pergunta ao marido como vão contar a verdade a Sara. Esta diz à esposa que, primeiro, têm de perceber o que se passa entre ela e Diogo.

Pilar vai ao cabeleireiro com a filha para resolver o corte de cabelo dela. A mãe de João Maria fica chocada ao ver Francisca. Esta sente-se humilhada e sai a correr.

Pilar segue atrás da filha. Francisca está cansada que sintam pena dela, quer que a deixem em paz. Ela começa a chorar e a mãe abraça-a carinhosa.

Dadinha conta ao filho, João Maria, o que se passou com Francisca. Este fica revoltado e decidido a vingar-se de quem lhe fez mal. Ele sente-se culpado pelo que lhe aconteceu e assegura à mãe que vai fazer alguma coisa.

Pilar e Francisca regressam a casa. Berta percebe que algo correu mal. Francisca atira-se para cima da cama e só quer desaparecer.

Bruno e Patrícia pesquisam fotos da festa no Facebook, para ver se detetam algo suspeito que ajude a identificar o violador de Francisca. Bino pede para ampliar uma das fotos e reconhece Kizua.

Kizua regressa ao hotel onde está Arsénio depois de quatro dias sem dar notícias. Ele diz ao pai que andou à procura de emprego. O pai repara que ele tem um visual vistoso e um relógio novo.

Bino acha que Kizua mostra um comportamento suspeito na foto. Patrícia desvaloriza e proíbe o pai de levantar falsas suspeitas. Mas o pai está determinado a contar à inspetora da polícia o que descobriu.

Diogo oferece boleia a Daniela no seu primeiro dia de trabalho na construtora, mas esta recusa por achar que ele a está a engraxar por causa de Norberto. Ele propõe pagar a Ana Maria se ela colocar a camisa dele sem um botão no sítio certo.

Santiago está a tentar trabalhar, mas não consegue concentrar-se. João Maria aparece e ameaça agredi-lo se confirmar que foi ele que atacou Francisca. Santiago irrita-se com os insultos dele e dá-lhe um murro.

Berta revela a Pilar que a Sara fez perguntar sobre o nascimento dela. Pilar fica inquieta. Francisca entra na cozinha de roupa preta, tapada da cabeça aos pés.

Santiago pede desculpa a João Maria por o ter aleijado, mas este garante que vai ficar de olho nele e vai-se embora raivoso.

Mitó atende uma chamada a alterar a reserva do restaurante para essa noite e fica convencida de que Henrique lhe prepara uma surpresa.

Clara tenta saber junto do pai se ele e a mãe estão juntos novamente. Henrique nega, mas não esconde a sua felicidade. Clara confessa que está a torcer para que eles se reconciliem. Mitó ouve a conversa e fica sem chão. Mitó não sabe o que fazer. Pega na mala e sai voando.

Concha confessa a Pilar que está nervosa por ir jantar com o ex-marido. Pilar acha que ela não deve perder a oportunidade de fazer as pazes com Henrique e por Mitó no lugar. Pilar admite a Concha que a filha se sente humilhada por ser olhada com pena por todos.

Em casa, Francisca atira todas as suas roupas para o chão e ajoelha-se em lágrimas.

Luís Miguel cruza-se com Daniela na construtora e fica furioso ao saber que ela trabalha ali. Os dois discutem e ela acusa os pais dele de serem mentirosos. Ele exige saber o que ela esconde. Norberto interrompe a conversa e ordena a Luís Miguel que se reúna com ele.

Norberto recorda a Luís Miguel que ele agora é dono da empresa e tem o direito de contratar quem quiser. Luís Miguel acha que ele quer usar Daniela para o atacar, como a usou para o separar de Mara. Norberto dá-lhe a entender que foi Pilar quem mandou Daniela a Angola e ameaça despedi-lo se ele voltar a maltratá-la.

Sílvia e Pedro reúnem-se com os filhos para lhes dizerem que se vão divorciar. Tomás e Matilde sentem que o mundo deles vai desabar. Pedro culpa Sílvia pelo fim da relação, insinuando que ela está interessada noutro homem. Ela fica destroçada. Sebastião conforta a filha.

Ramiro recorda o tempo que passou com Sílvia em Angola e sai de casa decidido.

Orlando revela a Bino como ele e o irmão foram separados em criança e este era maltratado pelo padrasto. Ele admite que Ramiro esteve preso, mas é boa pessoa e precisa de uma segunda oportunidade. Bino receia a reação da esposa.

Sílvia confessa a Rafaela e Luena que quer começar uma vida nova. As amigas apoiam-na na sua decisão. Ela conta como Pedro a acusou à frente dos filhos de ter confessado que gosta de Ramiro, quando ela apenas o tinha dito às amigas. Rafaela avisa-a que Mafalda sabia da confissão. Sílvia fica indignada com a traição de Mafalda e decide confrontá-la.

Pedro desabafa com Luís Miguel, mas ele está ausente. Ele confessa que ficou intrigado por Norberto dizer que não foi ele que desencantou Daniela, quando ele estava em Angola.

Daniela e Norberto estão juntos na cama e ela confessa que ficou incomodada com os insultos de Luís Miguel. Ela não quer que ele seja despedido e Norberto fica com ciúmes. Ela deixa-se levar pela atenção dele.

Pilar desabafa com Jorge. Está preocupada com o estado psicológico de Francisca e por Sara andar a fazer perguntas sobre o seu nascimento.

Luís Miguel chega a casa e exige saber se a mãe já conhecia Daniela e foi responsável pela ida dela a Angola.

Episódio 82

Pilar nega a acusação, garantindo que foi tudo mais uma maquinação de Norberto. Luís Miguel desconfia que os pais lhe escondem algo. Jorge sai em defesa de Pilar e exige ao filho que peça desculpa. Este fica com remorsos.

Fragilizada, Sara confessa a Mafalda que sente que os pais lhe escondem a verdade sobre o seu nascimento. Ela acha que pode ter sido adotada e que António sabe a verdade. Mafalda acha que ela está a delirar. Sílvia aparece e acusa Mafalda de ter dito ao marido dela que ela se sentia atraída por Ramiro. Mafalda chama-lhe sonsa e as duas atiram-se uma à outra numa luta felina. Sara reage à confusão e Sílvia acusa-a de estar noiva de um violador. Quando ela se vai embora, Mafalda fica satisfeita por ter o caminho livre para reconquistar Pedro.

Bino conta à esposa que Ramiro esteve preso. Isaurinha não gosta da ideia de dar emprego a um ex-presidiário, acha que lhes pode trazer problemas. Ela acaba por dar o braço a torcer.

Sílvia desabafa com Rafaela como se sente traída pela amiga lhe ter tentado roubar o marido. Quer recomeçar uma vida nova. Ramiro está à espera dela à porta de casa.

Sílvia admite a Ramiro que se vai divorciar do marido. Ele acha que é por sua causa e aproxima-se dela, deixando-a nervosa. O pai e os filhos chegam a casa e Sebastião convida Ramiro para jantar, agradecido por ter trazido os netos de volta quando fugiram de casa. Sílvia consegue adiar o convite para outro dia.

Isabel está preocupada por continuar sem arranjar emprego. Mitó promete ajudá-la quando casar com Henrique, mas pede-lhe um favor.

Mitó pede à amiga para aparecer no restaurante onde Henrique se vai encontrar com a ex-mulher. Ela nega-se a fazê-lo, mas acaba por aceitar ir jantar fora com a amiga, sem perceber a maquinação desta.

Concha entra em casa, apressada para se arranjar para o jantar com Henrique. Ela não sabe o que vestir, sente-se insegura como num primeiro encontro.

Henrique escolhe uma gravata, enquanto recorda um momento de felicidade entre ele e Concha, meses antes. Ele volta ao presente com um sorriso de esperança.

Ana Maria finge ser do serviço de quartos e entra no quarto de hotel de Santiago. Ele fica furioso e tenta expulsá-la. Ela garante que veio pedir desculpa e ele solta-a. Ela chora lágrimas de crocodilo e depois pede para ir à casa de banho. Ela sai com um tom cínico. Santiago fica desconfiado com a atitude de Ana Maria e vai à casa de banho, mas não encontra nada suspeito.

Norberto está na cama com Daniela, quando recebe uma chamada da filha. Mara revela que Neuza desapareceu sem avisar e o quadro de Raul Falcão também.

A casa de Raul está iluminada com luz fraca, sem ninguém por perto. No interior da casa, Neuza agarra numa lata de gasolina e pega fogo a tudo, com um olhar vingativo.

Luís Miguel e Kandimba chegam à hamburgueria falando sobre Mara. A criança diz-lhe que Mara vai voltar para ele. Vêem o telemóvel de Artur receber uma chamada dela. Luís Miguel sai dali magoado e Artur atende a chamada de Mara, que está preocupada com o desaparecimento de Neuza.

Yolanda acha que Neuza se esqueceu simplesmente de avisar onde ia, mas Mara acha que aconteceu alguma coisa. Ela encontra a faca que a empregada usou para rasgar o quadro.

A casa de Raul arde na noite.

Pilar agradece ao marido tê-la ajudado a sacudir a pressão de Luís Miguel. Ela oferece ao marido uns botões de punho, pelo seu aniversário de casamento. Ele fica tocado, os olhares cruzam-se nostálgicos. Pilar e Jorge dançam juntos, sem dar conta que Sara e Francisca desceram as escadas, atraídas pela música.

Francisca e Sara comentam a reconciliação dos pais. Sara admite à irmã que não sabe se Diogo gosta dela. Esta insiste para ela não casar com ele. Sara desconfia que ela sabe algo sobre o noivo, mas Francisca nega. A irmã sente que ninguém gosta dela.

Ana Maria garante a Diogo que está tudo tratado para que Santiago possa arcar com as culpas da violação. Ele sente-se atraído por ela e puxa-a para si, prometendo pagar pelos serviços dela.

Sílvia revela a Rafaela e Luena que Diogo pode ter sido o violador de Francisca, porque tem assediado Patrícia e esteve próximo da hamburgueria na noite do ataque. Ela conta às amigas que ele foi o responsável pelo assalto na joalharia. Estas exortam-na a ir à polícia contar o que sabe.

Tomás e Matilde receiam que a mãe se esqueça deles depois do divórcio. Sebastião garante que a filha está apenas a passar uma fase má. Pedro passa por casa para ir buscar umas coisas e fica furioso ao saber, pelos filhos, que Ramiro foi lá a casa.

Patrícia comenta com os amigos o comportamento suspeito de Diogo. Santiago está preocupada por continuar a ser o principal suspeito.

Bino revela a sua suspeita de Kizua à inspetora Laura, mas ela acha que os motivos dele são racistas. Ramiro fica inquieto por ver ali a inspetora.

Henrique espera por Concha no restaurante. Henrique recorda um momento romântico com a ex-mulher. Ele desperta do seu sonho acordado e vê Mitó e Isabel, ficando de queixo caído. Isabel não sabe onde se enfiar, enquanto Mitó sugere que jantem todos juntos. Ele acaba por admitir que convidou Concha para jantar. Mitó acusa-o de querer pular a cerca e ver-se livre dela e faz uma cena de ciúmes. Concha aparece entretanto e vê-os ao longe. Isabel apercebe-se da chegada dela. Concha vai-se embora desanimada.

Concha chega a casa, revoltadíssima e autorrecrimina-se por ter alimentado esperanças de reconquistar Henrique. Ela pega decidida no telemóvel.

Henrique e Mitó regressam a casa, ele muito envergonhado. Ele acha que ela não tinha necessidade de ter feito uma cena no restaurante e recorda-lhe que não são casados. Ela não admite ser traída. No calor da discussão, ele recebe uma mensagem de Concha com uma fotografia de Orlando a dormir em tronco nu. Henrique fica furioso e pede desculpa a Mitó. Ela diz que tem de pensar e vai para o quarto, desgostosa.

Concha desabafa com a filha que estranha ela regressar tão cedo a casa. Ela acha que Henrique a convidou para jantar só para a humilhar.

Pedro garante a Luís Miguel que a esposa deixou os filhos a jantar com o pai para se ir encontrar com Ramiro. Está convencido de que ela deixou de lutar pelo casamento mal descobriu que ele estava vivo. O amigo acha que ele está a pensar demais. Luís Miguel está preocupado porque no dia seguinte tem a primeira audiência no tribunal por causa da custódia de Joana.

Quando Sílvia chega a casa, o pai conta-lhe que Pedro passou por lá e não ficou contente por ela ter deixado Tomás e Matilde a jantar sozinhos. Ela sente que o marido está a tentar virar os filhos contra ela. Sebastião sente uma dor no estômago e Sílvia repara e fica desconfiado, mas o pai descansa-a. Sílvia recorda o dia intenso que teve. Ela retira a aliança de casamento do dedo e guarda-a.

Ramiro aproxima-se do local do crime, com ar inquieto.

Mara continua preocupada porque Neuza não aparece. Ela recebe uma chamada e atende logo, pensando tratar-se da empregada. É Luís Miguel. Ele tenta saber do que ela se recorda quando Daniela apareceu com Joana em Angola. Ele desconfia que não foi uma coincidência, mas Mara não quer ser mais envolvida nos problemas dele e desliga. Ele atira o telemóvel, frustrado.

No dia seguinte, Mara acorda ainda perturbada pela conversa com Luís Miguel. Ela recorda como, quando conheceu Daniela em Angola, esta, descontrolada pelo desaparecimento da filha, mencionou uma mulher. Ela recebe um telefonema que a deixa surpreendida e desliga em choque.

Yolanda acorda com uma chamada de Mara. Algo aconteceu com Neuza.

Episódio 83

Norberto desliga uma chamada da filha e revela a Artur, em tom grave, que encontraram Neuza.

Dois paramédicos aproximam-se de Neuza que sofreu várias queimaduras e parece morta. A casa de Raul está queimada pelo fogo.

Jorge e Pilar estão juntos na cama, carinhosos um com o outro. Estão preocupados com a audiência da custódia de Joana. Ele receia que filho traga à baila o passado de Daniela como call girl e esta revele o que sabe sobre eles. Estão determinados a enfrentar juntos o problema.

Sara está de péssimo humor. Berta acha que o noivado com Diogo está tremido. Francisca fica preocupada com a irmã.

Luís Miguel está confiante que vai ganhar a custódia da filha, mas Pedro acha que pode ser mais difícil do que ele julga. Ele não quer usar o passado de Daniela como arma, para proteger a filha, mas o amigo considera que pode ser a sua única hipótese.

Ana Maria critica a roupa que Daniela escolheu para a audiência, dizendo que ela não é uma pessoa normal. Mas esta está confiante que pode ganhar, agora que tem Norberto do seu lado. Joana ouve a mãe falar em tribunal e fica desconfiada.

Henrique dormiu no sofá. Mitó entra na sala, desgrenhada, e continua a vitimizar-se. Ele agarra-a carinhoso e promete compensá-la pelo que fez. Ela faz a dança da felicidade, pois o plano funcionou e Henrique volta a olhar, furioso, para a foto de Orlando que a ex-mulher lhe enviou.

Clara tenta saber o que se passou com os pais na noite anterior. A mãe diz-lhe que encontrou Henrique a jantar com Mitó no restaurante e respondeu na mesma moeda.

Orlando vai a sair de casa quando é confrontado por Henrique, que exige saber o que se passa entre ele e Concha. Este acha que ele já não tem o direito de se meter na vida da ex-mulher. Henrique acusa-o se de ser um exibicionista e um predador e empurra Orlando, que cai desamparado. Clara aparece entretanto e fica revoltada com a situação. Concha assiste a tudo pela janela, chocada com a cena que provocou.

Pilar e Jorge questionam Francisca sobre o que se passa entre Sara e Diogo. Ela espera que eles terminem e os pais estranham o tom veemente dela. Francisca admite que soube coisas de Diogo que justificam que ele não case com a irmã.

Sara pergunta a Diogo se ele violou a irmã. Ele fica indignado com a questão e sai alucinado. Ela não fica convencida.

Laura volta ao quarto de Santigo para o revistar, desta vez com um mandato de busca. Ele protesta a sua inocência, mas deixa a inspetora fazer o seu trabalho.

Rafaela interrompe a aula de Luena para a informar de que a polícia está a revistar o quarto de Santiago.

Sílvia conversa com os filhos, garantindo que mesmo após o divórcio eles continuarão a ser a coisa mais importante da vida dela. Tomás confia na mãe, mas Matilde mantém-se reservada. Ela recebe uma chamada de Rafaela e sai apressada de casa.

Diogo confronta Sílvia com as acusações que ela fez à noiva dele. Ele ameaça fazer mal aos filhos se ela não conseguir convencer Sara de que falou sem pensar.

Laura e o agente da polícia encontram na casa de banho de Santiago a camisa de Diogo sem um botão e o telemóvel de onde foi enviada a mensagem a Francisca. Santiago fica petrificado.

Neuza sobreviveu ao fogo. Mara acredita que foi o pai dela que mandou a empregada incendiar a casa para apagar pistas do seu pai biológico. Yolanda acha que ela está a delirar.

Raul fica revoltado ao saber que a sua casa ardeu e promete vingar-se do responsável. Norberto oferece-se para ajudar e ele diz-lhe que talvez mais tarde. Arsénio estranha as palavras dele.

Mara exige que Neuza lhe conte o que estava a fazer em casa de Raul. Ela garante-lhe que agiu por vontade própria para a proteger. Mara não a consegue perdoar por ter destruído as únicas pistas que a poderiam levar a encontrar o pai.

Norberto prepara-se para sair para a audiência do tribunal. Ele comenta com Arsénio que o passado de Daniela pode ser o seu principal trunfo.

Santiago recorda como Ana Maria foi ao quarto dele e suspeita que ela seja responsável por plantar as provas falsas.

Sara insta Francisca a contar-lhe porque acha que ela não deve casar com Diogo, mas esta desvia a conversa.

Luena vai a casa dos Sacramento e revela que foram encontradas provas suspeitas em casa de Santiago. Ela avisa Francisca de que se ela não contar a verdade sobre quem a violou, Santiago irá para a cadeia. Francisca grita, não quer dizer o que sabe. Sara protege a irmã, aliviada por o noivo não ser suspeito.

Joana sugere a Ana Maria que pode ir para a escola sozinha sem que ninguém saiba. Esta deixa-a ir.

Pilar recebe uma chamada de Sara, a caminho do tribunal e revela a Jorge e ao filho que foram encontradas provas que incriminam Santiago pela violação. Luís Miguel fica furioso, mas o pai pede-lhe para ter calma por causa da audiência. Henrique cumprimenta a nova advogada de Daniela, que se aproxima com Norberto.

Isabel procura emprego nos classificados. Santiago aparece à procura de Ana Maria e conta-lhe como esta plantou provas no seu quarto de hotel para o incriminar pela violação de Francisca. Isabel chora ao ouvir as palavras dele e garante que vai resolver o assunto.

Orlando comenta com o irmão a agressão de Henrique, garantindo que não se passa nada entre ele e Concha. Ramiro não acredita ao ver o sorriso de satisfação dele quando recebe uma mensagem de Concha a querer saber como ele está.

No tribunal, a juíza entra e Henrique comenta com o sobrinho que aquela não tinha sido a juíza apontada para tratar do caso. A pedido da juíza, Luís Miguel explica os seus argumentos, mas é constantemente insultado por Daniela. Esta ameaça sancionar Daniela por desrespeito ao tribunal. Ele defende que ela usou a filha para o tentar seduzir e que Joana ficará melhor com ele. A juíza pede a Daniela para contar a sua versão dos factos.

Joana procura a mãe na construtora, mas Patrícia diz-lhe que ela foi a tribunal por causa do processo do pai dela. A menina sai a correr e Patrícia percebe que meteu água.
Daniela mente em tribunal, dizendo que Luís Miguel a incitou a abortar dez anos antes. Luís Miguel tenta defender-se mas é mandado calar pela juíza. Daniela garante que viveu em Paris até os pais falecerem e depois disso decidiu procurar Luís Miguel para este a ajudar a sustentar a filha. A juíza estranha ela ter arranjado dinheiro para ir a Angola. Daniela explica que pediu a uma amiga e acrescenta que Luís Miguel assumiu a filha, mas exigiu que ela desaparecesse do mapa. Luís Miguel sai do seu lugar e discute com Daniela. A juíza exige respeito e dá por terminada a audiência.

Sílvia encontra-se com Laura na hamburgueria. Ela conta-lhe que Diogo foi o mentor de um assalto à joalharia, meses antes, mas perdeu a única prova capaz de o incriminar.

Ana Maria marca um novo encontro através do site da Angels. Isabel entra em casa dela de rompante. A filha fica preocupada por ter aberto o site e finge estar preocupada com a mãe. Esta acusa-a de estar a tentar acusar falsamente Santiago e garante que vai falar com Francisca. Ana Maria vira-se contra a mãe e ameaça-a com violência.

A família Sacramento comenta a primeira audiência. Henrique garante ao sobrinho que a primeira audiência não correu mal, pois houve coisas que Daniela não soube justificar. Luís Miguel recorda que continua a ter um trunfo contra Daniela. Nesse momento ele recebe uma chamada de Patrícia, que lhe diz que Joana foi atropelada à saída da construtora. A menina não dá sinal de vida.

Episódio 84

Daniela acha que a primeira audiência no tribunal correu mal, que causou má impressão. Norberto tenta confortá-la, garantindo que o processo está longe de estar terminado. Ele garante que ela tem a proteção dele e beija-a cada vez mais apaixonado. Ela recebe um telefonema de Luís Miguel, mas Norberto recomenda-lhe que não atenda.

Patrícia conta a Luís Miguel que Joana apareceu sozinha na construtora à procura da mãe e ficou surpreendida ao saber que ela estava no tribunal. A família Sacramento critica Daniela por deixar a menina andar sozinha. Pilar salienta que o que aconteceu prova que Daniela não tem capacidade para tomar conta de uma criança.

Daniela decide ir para casa para ir ter com Joana. Norberto diz-lhe que Arsénio a pode levar. Ela sente-se lisonjeada.

Francisca insiste com a irmã que não foi Santiago que a violou. Sara acha que ela está a tentar protegê-lo, por ainda gostar dele. Francisca expulsa-a do quarto, convencida que esta apenas pretende fazê-la falar como toda a gente.

Mitó consola Isabel, ainda perturbada pela discussão com a filha. Esta conta-lhe que a filha tramou Santiago, porque este descobriu que ela conspirou contra Orlando. A amiga incita-a a fazer alguma coisa.

No hospital, Henrique provoca Concha e ela responde na mesma moeda. Ela pede-lhe para deixar Orlando de fora da confusão e reconhece que foi um erro ter-lhe enviado a foto. Mas não quer dar o braço a torcer e diz-lhe para ele a deixar em paz. Os dois viram costas e seguem cada um para seu lado.

Joana está deitada na cama a dormir com um braço ao peito. A médica diz a Luís Miguel que ela vai ficar bem. Joana acorda e pergunta ao pai se ele foi a tribunal com a mãe. Ele admite que sim, mas que sobre isso falarão mais tarde. Ele tenta animá-la com uns jogos de telemóvel.

Daniela pergunta por Joana e Ana Maria mente, dizendo-lhe que a foi levar à escola. Ela atira-se para o sofá exausta.

Isabel aparece em casa dos Sacramento e pede para falar com Francisca. Indignada, Pilar tenta mandá-la embora, mas é controlada pelo marido. Concha avança contra Isabel, acusando-a de ser dissimulada e demolidora de lares como a amiga Mitó. Isabel vai-se embora furiosa. Concha revela ao irmão que Isabel e Henrique conspiraram para a humilhar no restaurante.

Isabel está indignada com a forma como foi tratada e desabafa com Mitó. O que mais a magoou foi Jorge não ter dito nada para a defender. Ela garante que nunca mais quer olhar para a cara dele.

Jorge diz a Pilar que vai falar com Henrique, não pode permitir que ele humilhe publicamente a irmã. A esposa salienta que o importante é eles manterem-se unidos. Ele reconhece que não esperava aquela atitude de Isabel, mas concorda com Pilar. Berta desconfia das intenções da amiga em relação a Jorge.

Clara pede satisfações ao pai por ter batido em Orlando. Ele mostra à filha a foto que recebeu de Concha e Clara percebe o que realmente se passou.

Santiago confessa a Orlando que Ana Maria plantou provas no quarto dele para o incriminar. E salienta que se ela tem aqueles objetos, sabe quem é o violador e é cúmplice dele. Pedro entra na hamburgueria, desabafando com Mafalda sobre Sílvia andar enrolada com um homem que conheceu em Angola. Mafalda comenta que o primo dela, irmão de Orlando, começou a trabalhar ali. Quando ela o cumprimenta, Pedro fica chocado por ver que é Ramiro. Pedro e Ramiro avançam na direção um do outro. Os dois discutem. Orlando tenta acalmar os ânimos, mas acaba por levar um soco que Pedro queria dar em Ramiro. Mafalda arrasta Pedro para fora do estabelecimento.

Sara vai a casa de Diogo e pede-lhe desculpa por o ter acusado de violar Francisca. Ele diz-lhe que, como ela não confia nele, não sabe se ainda quer casar com ela. Ela fica aflita por ele adiar o casamento.

A inspetora da Judiciária, Laura, vai à construtora para falar com Diogo, mas Patrícia avisa-a que ele não está. Artur convida-a para falarem no seu gabinete. Artur questiona Laura sobre o motivo pelo qual ela pretende falar com Diogo, mas esta explica que não lhe pode revelar nada. Ele conta-lhe o que se passou entre eles no Cais do Sodré e exige saber se ele está envolvido em algo ilegal.

Orlando e Santiago defendem Ramiro perante Isaurinha, assegurando que foi Pedro quem provocou a discussão. Orlando garante que ela não vai voltar a ter problemas com o irmão dele.

Pedro confronta Sílvia, exigindo-lhe que não leve Ramiro lá a casa. Ela acha que ele não está em posição de fazer exigências, mas fica surpreendida ao saber que Ramiro é irmão de Orlando, primo de Mafalda, e que já esteve preso.

Luís Miguel olha para Joana enquanto ela dorme e fica preocupado por Daniela ainda não procurado ter notícias da filha.

Daniela adormeceu no sofá e acorda sobressaltada, preocupada com Joana. Luís Miguel aparece em casa dela e revela-lhe que Joana foi atropelada e está no hospital.

Jorge pede satisfações a Henrique por ter humilhado publicamente a irmã. Ele fica atónito ao perceber que Concha foi ao restaurante. Jorge fica chocado ao ver a foto de Orlando que a irmã enviou a Henrique.

Concha trata dos ferimentos de Orlando. Ele está revoltado por Pedro ter revelado que Ramiro é um ex-presidiário, quando lhe tinha contado isso em confidência.

Jorge vai a casa de Concha confrontá-la por ter enviado uma foto de Orlando semi-nu a Henrique. Orlando fica indignado por Concha a ter usado. Jorge exige que ele saia de casa da irmã e dá-lhe um murro. Concha garante que a culpa foi toda dela e pede ao irmão para se ir embora.

Em casa dos Sacramento, Jorge mostra-se indignado por Concha andar com Orlando. Sara revela que o irmão dele, Ramiro, é um ex-presidiário. Jorge pede à esposa para falar com Concha ou será obrigado a tomar medidas. Berta nota a cumplicidade entre os dois e questiona Pilar, mas esta garante que não anda a cozinhar nenhum plano.

Concha pede desculpa a Orlando, tendo demovê-lo da ideia de se ir embora de casa, argumentando que ele foi a única pessoa que acreditou que ela podia ser dona da sua vida. Ele fica comovido.

Clara reprova a atitude da mãe, mas ao vê-la a chorar, desiludida consigo mesma, acaba a consolá-la.

Sílvia não consegue deixar de pensar no que Pedro lhe disse sobre Ramiro ser um ex-presidiário. Ela pede para Sebastião e os filhos irem ao cinema sem ela. Ramiro vai a casa de Sílvia e, apesar de ela estar magoada com ele, acaba por não resistir quando ela a puxa para si e a beija.

Pedro acusa Mafalda de ter escondido que o primo dela era o amigo que a esposa conheceu em Angola. Ela garante que não sabia de nada e que Ramiro é boa pessoa, mas teve uma infância difícil e acabou por deixar o padrasto – que o maltratava a ele e à mãe – numa cadeira de rodas. Pedro avisa que não o quer próximo dos filhos.

Sílvia afasta-se de Ramiro e pergunta-lhe por que não lhe contou que esteve preso, implicando que ele não é de confiança. Ele fica indignado por ela o julgar como os outros e vai-se embora.

Joana fica radiante ao ver a mãe no hospital. Luís Miguel diz-lhe que ela é a coisa mais importante para ambos. Ela garante que quer ficar com os dois, mas Daniela tenta desviar a conversa. Luís Miguel assegura à menina que os dois estarão com ela sempre que ela quiser.

Norberto assoma à porta com um presente, mas ao ouvir a conversa, vai-se embora roído de ciúmes.

Crispado, Norberto confronta Luís Miguel à saída do hospital, recomendando-lhe que não faça promessas que não pode cumprir. Luís Miguel exige que ele se mantenha longe de Joana.

Neuza pergunta por Mara e Júnior diz-lhe que ela disse que não tinha pena dela por ter ficado queimada e se foi embora.

Mara vai à casa de Raul à procura de uma pista sobre o pai biológico que tenha escapado ao fogo. Raul aparece e os dois ficam frente a frente.

Episódio 85

Mara pergunta a Raul pelas fotos que encontrou na casa dele. Raul admite que é pai dela, e ficam ambos emocionados. Já em casa da família Venâncio, Raul conta a Mara como conheceu a mãe dela, explicando que só descobriu que esta estava grávida meses depois de ela ter morrido no ataque à aldeia. Raul confessa a Mara que a procurou, mas acabou por desistir até encontrar uma foto dela numa revista. Ele garante-lhe que Norberto o intimidou para os manter afastados.

Mara conta a Neuza o que Raul lhe disse. Esta fica atordoada com tantas mentiras e tenta avisar Mara de que ele não é de confiança, mas ela sente-se traída e não acredita em Neuza.

Neuza avisa Norberto de que Mara encontrou Raul e este a virou contra ele. Com receio de perder a filha, Norberto decide ir a Luanda para se vingar de Raul, mas Artur faz-lhe ver que isso pode ser prejudicial à sua relação com Mara.

Luena explica a Rafaela que o plano passa por Raul se aproximar de Mara, para assegurar que toda a fortuna será do Júnior, quando Norberto for morto. A amiga recorda-lhe que ela está a ordenar a morte do pai do próprio filho. Luena esconde o remorso e mostra-se determinada a cumprir a promessa que fez ao pai de recuperar tudo o que perderam.

Quando Arsénio comenta com Luena que Mara encontrou o pai biológico, esta diz-lhe que aquele é o início da queda do patrão dele. Ele percebe que ela lhe esconde algo e insiste em saber qual é o plano. Mais tarde, ele conta ao filho que o plano é matarem Norberto para ficarem com a fortuna dele. Kizua está certo de que o pai vai impedir que usem Mara para fazer mal ao pai.

Na construtora, Daniela sente-se culpada por Joana ter sido atropelada e reconhece a Norberto que usou a filha para ficar com Luís Miguel. Este tenta consolá-la e conta-lhe como o pai foi morto por soldados portugueses durante a guerra. É a razão por que odeia os portugueses que usam o poder para oprimir os mais fracos e pretende proteger Daniela.

Luís Miguel entra na sala de reuniões e vê os dois abraçados, mas controla a ira, e pergunta a Daniela se ela quer ir ao hospital buscar Joana. Ele e Norberto medem forças por causa do processo em tribunal e começam aos empurrões. Daniela tenta separá-los e acede em ir com Luís Miguel ao hospital por ser o melhor para a filha. Norberto fica com ciúmes.

Em casa, Daniela acusa Ana Maria de ter mentido quando disse que tinha levado Joana à escola. Esta contesta que a culpa é dela por não ter dito à filha que ia a tribunal e começa a fazer as malas para se ir embora de casa. Arrependida, Daniela pede-lhe desculpa.

Sara admite aos pais que o casamento dela com Diogo foi adiado.

Entretanto, Diogo telefona a Ana Maria a informá-la que Santiago foi preso e diz-lhe para passar em sua casa para lhe pagar o acordado. Esta chega a casa de Diogo, onde ele lhe entrega um envelope com dinheiro. Ana Maria tenta seduzi-lo, mas ele trata-a com desprezo e ela vai-se embora.

Orlando está determinado a sair de casa de Concha, apesar de o irmão o tentar convencer a ficar. Concha desculpa-se por o ter usado, garantindo que nunca o pretendeu magoar, mas que se sentiu traída pelo ex-marido. Ele amansa com as palavras dela e recomenda-lhe que corte definitivamente com Henrique.

Henrique mostra a Mitó a foto que a ex-mulher lhe enviou de Orlando. Esta critica Concha pelo seu comportamento e revela ao namorado como ela maltratou Isabel em casa dos Sacramento.

A inspectora Laura vai a casa dos Sacramento e revela a Jorge e Pilar que o telemóvel encontrado no quarto de Santiago o incrimina pela violação. No entanto, Laura exige falar novamente com Francisca, para esclarecer algumas questões. Esta garante à inspectora que Santiago está a ser tramado, mas não lhe quer revelar mais nada, apesar de Laura lhe prometer proteção policial. Laura frisa que aquela é a última oportunidade que ela tem de ilibar um inocente, mas Jorge e Pilar exigem que Francisca seja deixada em paz.

Santiago é detido e constituído arguido. Luena garante-lhe que já arranjou um advogado.

No jardim de sua casa, Francisca é abordada pelo violador e jura que não o vai denunciar.

Concha defende a inocência de Santiago perante a família. Henrique ataca a ex-mulher, dizendo que ela o defende apenas por ser amigo de Orlando. Pilar e Jorge mostram-se magoados com a atitude dela.

Sílvia procura Ramiro na hamburgueria. Isaurinha diz-lhe que ele não está e insinua que ele não é de confiança, lembrando que se trata de um ex-presidiário. Sílvia fica insegura.

Episódio 86

Sara caminha na direção de casa de Diogo, insegura. Ana Maria vem a sair e o encontro entre as duas é iminente.

Mafalda aparece e chama por Sara, antes de ela ver Ana Maria. Esta apercebe-se e sai dali o quanto antes. Sara confessa a Mafalda que desconfiou que Diogo tivesse violado a irmã e agora tem receio de que ele não lhe perdoe e termine a relação.

Ana Maria fica surpreendida quando a inspetora Laura a procura em sua casa. Ela diz-lhe que Santiago a acusou de plantar provas e estende-lhe o saco do telemóvel, para saber se ela o reconhece. Ana Maria pega no saco e garante que não. Laura vai-se embora e, já no carro, dá instruções ao agente para comparar as impressões digitais do saco com as que foram encontradas na casa de banho de Santiago.

Ana Maria telefona a Diogo após a visita da inspetora Laura. Este fica irritado por ela lhe ligar e garante-lhe que ninguém tem maneira de saber que ela esteve com ele. Sara chega a casa entretanto e ouve o final da conversa. Ela confronta o noivo, convencida que ela a traiu com uma prostituta. Diogo nega as acusações de Sara mas, percebendo que aquele pode ser um bom alibi, acaba por confessar que dormiu com uma mulher que conheceu num bar na noite do ataque a Francisca, mas que não significou nada. Sara não quer ouvir as explicações dele e vai-se embora, batendo com a porta.

Mais tarde, Diogo aparece em casa dos Sacramento para se reconciliar com Sara, mas ela está furiosa por ele se ter envolvido com prostitutas a semanas do casamento e termina o noivado.

Na Judiciária, Santiago é interrogado por Laura. Ele garante que o telemóvel que o incrimina, de onde foi enviada uma ameaça a Francisca, não é dele, mas hesita em dar à inspetora a explicação sobre o que ele pensa ter acontecido.

No Brasil, Sabrina confessa à mãe de Santiago que ele terminou tudo com ela antes de ir para Lisboa. Marineide desvaloriza, mas Sabrina está certa que é por causa de ele ainda estar apaixonado por Francisca. A mãe de Santiago recomenda-lhe que espere por ele e sugere que ela lhe telefone para saber como está a correr o trabalho em Portugal.

Luena recebe uma chamada da mãe de Santiago e, para não a preocupar, Luena diz-lhe que está tudo bem com o filho. Marineide diz a Sabrina que está tudo bem com Santiago. Ela acha que ele não atende o telefone por estar com Francisca e vai-se embora desapontada. Marineide desconfia que algo mais se passa.

Rafaela não se conforma por Francisca não revelar quem a violou. Luena decide falar com Luís Miguel para tentar fazer com que a irmã conte a verdade. Clara tenta também convencer a prima a revelar o que sabe. Francisca resiste, mas confessa que o violador a ameaçou matar de uma forma horrível se ela o denunciasse.

Angustiado por a filha ter encontrado o pai, Norberto diz a Daniela que decidiu ir a Luanda. Ela despede-se dele, compreensiva. Norberto está determinado a reconquistar o respeito da filha.

Mara conta a Yolanda como o pai e Neuza fizeram de tudo para a afastar do pai biológico. Neuza insiste que ela vai ter uma grande desilusão, mas Mara fita-a com raiva e trata-a como uma inimiga. A empregada vai para o quarto a chorar.

Luena comenta com Rafaela que o plano é Raul enganar Mara para que Júnior possa ser o único herdeiro de Norberto quando este for morto. A amiga apela à consciência dela, fazendo-lhe ver que ela deixará o filho órfão de pai.

Mitó comenta com Henrique que não acredita que Santiago é culpado, porque ele é atraente e pode ter as mulheres que quiser. Henrique fica com ciúmes, o que a deixa satisfeita. Mitó insiste para que Henrique tire a aliança, que lhe continua presa no dedo, para ela não ser vista como a amante de um homem casado. Ele promete tratar disso no dia seguinte.

Concha sugere a Orlando que a advogada dela dê um parecer sobre o caso de Santiago. Ele fica sensibilizado pelo interesse dela e diz-lhe que, apesar de tudo o que se passou, vai continuar a viver em casa dela. Concha fica feliz e confessa que ia sentir a falta dele. Orlando não esconde a admiração que sente por ela. Os olhares cruzam-se, mas Concha desvia.

Mafalda e Pedro jantam juntos e este conta-lhe que Santiago foi preso por causa do telemóvel encontrado no quarto de hotel dele. Pedro acha que foi Ana Maria quem plantou a prova. Mafalda recorda-se da conversa que teve com Sara sobre Diogo e fica com suspeitas.

Pedro tenta convencer Luís Miguel de que Santiago é inocente, mas este acha que as provas contra ele são fortes.

Sílvia recebe uma mensagem e, atónita com o que lê, sai apressada.

Bino e Isaurinha comentam a injustiça da detenção de Santiago. Ramiro mete-se na conversa argumentando que os criminosos não se reconhecem facilmente. Depois de eles saírem, Sílvia aparece na hamburgueria, a convite de Ramiro. Ele beija-a intensamente e ela retribui.

Quando Bino e Isaurinha chegam à hamburgueria, de manhãzinha, Ramiro está já a limpar o estabelecimento. Eles não se apercebem que são garrafas da noite anterior.

Sílvia chega a casa de manhã, feliz, mentindo ao pai sobre onde passou a noite. Ela recorda a noite que passou com Ramiro, como uma adolescente apaixonada.

Kizua visita Patrícia em casa dela, para a rever antes de partir para Luanda. Ele pede-lhe desculpa por lhe ter mentido, mas ela não o perdoa.

Categorias
Televisão

Comentários