Televisão

A Única Mulher: resumo de 10 a 15 de Agosto

Episódio 133

Raul tenta escapar-se, mas choca contra Bino. Camacho revista-o e algema-o.

Camacho e Bino levam Raul, algemado no banco de trás. Este dá uma cabeçada a Camacho que perde o controlo do carro. Ele e Bino são projetados para fora do veículo. Raul rebola por uma ribanceira abaixo. Camacho dispara alguns tiros e a polícia aparece entretanto. Guilherme Torres garante que não vão fazer justiça pelas próprias mãos e critica Camacho por não lhe ter dito que estava suspenso de funções.

Santiago prepara-se para sair do Estúdio 7 para a festa de homenagem a Patrícia, onde está Francisca, quando Rafaela lhe pede ajuda.

Luena está encolhida debaixo do chuveiro, chorando baixinho, desesperada por não poder ver o filho. Santiago pega nela ao colo e decide levá-la a casa, enquanto ela chora copiosamente.

Depois do jantar, Jorge chega a casa sem Pilar e Berta fica preocupada.

A caminho do Norte, ainda a reviver a humilhação que o marido a fez passar, Pilar conduz de lágrimas nos olhos.

Ana Maria pede a Francisca para falarem e ela é encurralada pelos amigos de João Maria. Eles empurram-na e apalpam-na e ela começa a entrar em pânico. Ramiro e Bruno apercebem-se de que algo se passa e levam Francisca dali. Ramiro vê Ana Maria a falar com João Maria, sigilosos. João Maria garante a Ana Maria que ela vai ser paga.

Ana Maria caminha para casa quando nota que alguém vai no seu encalce. Ela corre, assustada, e fecha-se dentro do prédio.

Ela entra em casa, ainda ofegante. Tocam à campainha e ela abre a porta a João Maria. Ele vem com os amigos e chama-lhe Natacha, porque a viu no site da Angels. Um dos amigos tapa-lhe a boca e leva-a para o quarto à força. Ana Maria debate-se, enquanto João Maria a viola.

Bruno e Ramiro levam Francisca a casa, que ainda está perturbada com o que se passou na hamburgueria. Eles sugerem ligar a Santiago para ela não estar sozinha, mas ela não o quer meter em trabalhos. Francisca chora no quarto.

Rafaela já voltou a casa de Luena e Santiago telefona a Francisca para saber como está a festa. Ele percebe que ela estava a chorar, mas Francisca garante que vai ficar bem e desliga. Ele fica preocupado com ela.

Isabel chega a casa e encontra Ana Maria sentada na cama a tremer, em choque. Isabel fica aflita e a filha pede-lhe para a levar ao hospital.

Bino sente-se frustrado por ter deixado Raul escapar, salientando que agora não têm sequer a ajuda da polícia. Camacho assegura que Guilherme vai continuar de olho nele, mas Bino sai do quarto, revoltado.

Numa casa de banho decrépita, Raul pinta o cabelo e muda a aparência.

Norberto avisa Neuza e Arsénio de que Raul continua em Angola e tentou assaltar a casa dele. Estão convencidos que é uma questão de tempo até o apanharem.

Raul pede os documentos a um homem, mas este recusa-se a dar-lhos enquanto ele não arranjar dinheiro para lhe pagar.

Mara e Luís Miguel namoram numa prova de vinhos. Ela salienta que têm muito para falar, mas ele prefere esquecer isso por algum tempo.

Na manhã seguinte, Jorge pergunta às filhas por Pilar, tenso por esta não ter voltado para casa. Francisca percebe que os pais estão zangados. Preocupada, Berta telefona a Pilar, que lhe diz que saiu de casa e não volta, deixando recado ao marido de que a guerra ainda não acabou. Ela está na cama de António, na sua quinta no Douro.

Francisca confessa à irmã que João Maria voltou a provocá-la e que tem recebido mensagens a acusá-la de ter armado tudo. Solidária com a irmã, Sara defende que ela está a ser alvo de bullying e que o pai tem de saber o que se passa. Ela tenta alertar Jorge, mas ele está uma pilha de nervos e não quer ouvir.

António beija Pilar. Ela mostra-se apaixonada e garante que quer ficar com ele para sempre.

Jorge anuncia a Henrique que a mulher saiu de casa e acredita que ela foi ter com António. Ele acha que ele está a imaginar coisas, mas Jorge pede-lhe que redija um contrato de divórcio, certo que, desta vez, Pilar vai aceitar.

Pilar confessa a António que o marido está a tentar dar com ela em doida para ela lhe dar o divórcio de borla. Ele insta-a a não ceder à chantagem emocional e a fazer como combinaram.

Santiago critica Francisca por não lhe ter contado que foi alvo de bullying. Ela desvaloriza, não quer que ele se meta com João Maria porque pode ir preso. Ela despede-se dele com um beijo nos lábios, o que o surpreende.

Isabel tenta consolar a filha, mas Ana Maria recusa-se a ser uma vítima e promete vingar-se.

Bruno revela a Orlando e Ramiro que Ana Maria foi violada por um grupo. Ramiro recorda tê-la visto aos segredinhos com João Maria na noite anterior e duvida que ela esteja a falar verdade.

Francisca vai a casa de Ana Maria acusá-la de se aliar a João Maria para denegrir a imagem dela. Ana Maria confessa que também foi violada, mas Francisca não acredita nela, achando que é mais uma manipulação.

Ana Maria chora no quarto quando recebe a chamada da inspetora Laura a dizer que já tem o mandado de detenção.

A inspetora Laura aparece com Ana Maria e algema João Maria. Isabel fica surpreendida ao saber que foi ele quem violou a filha.

João Maria admite que foi a casa de Ana Maria mas ameaça revelar a todos que ela é uma prostituta.

Episódio 134

João Maria diz à inspetora Laura que Ana Maria dorme com homens por dinheiro. Esta cospe-lhe na cara e afasta-se. Isabel fica chocada com o que ouve.

Francisca revela à família que João Maria foi detido pela violação de Ana Maria, admirando a coragem dela por o ter denunciado logo. Jorge admite às filhas que Pilar não dormiu em casa, mas Berta arranja uma desculpa. Jorge diz a Berta que sabe que a esposa saiu de casa e está com o amante, António. E avisa Berta que ela escusa de voltar para casa.

Pilar queixa-se por António não assumir a relação entre ambos. Este assegura que tem Norberto na mão e que em breve ficarão juntos. Ela aceita voltar para casa.

Mara tem saudades de Angola, mas Luís Miguel adia a conversa difícil para mais tarde.

Laura revela a Ana Maria que João Maria argumentou que pagou pelos serviços dela. Esta não quer que se saiba que é acompanhante de luxo.

Isabel tenta saber junto da inspetora se é verdadeira a acusação que João Maria fez, mas Laura recusa-se a comentar o caso com ela. Decidida a esclarecer o caso, Isabel arromba a porta do quarto de Ana Maria e encontra as roupas e brinquedos sexuais da filha, assim como um rolo de dinheiro. As dúvidas transformam-se em certezas. Quando esta chega a casa, Isabel acusa a filha de ser uma prostituta e de não ter sido violada. Ana Maria garante que foi atacada, argumentando que uma coisa não tem nada a ver com a outra. Isabel expulsa a filha de casa e dá-lhe uma bofetada quando esta insinua que foi ela quem a levou a vender o corpo. Ana Maria garante à mãe que não lhe perdoa por não acreditar nela. Isabel proíbe Ana Maria de levar o dinheiro da prostituição e fecha-lhe a porta na cara. Ana Maria chora agarrada às roupas que a mãe atirou pela janela e deseja que ela tenha um novo AVC.

Henrique pergunta a Mitó pelo incidente com Rosalina. Esta acusa a empregada de a ter agredido e de a espiar constantemente. Concha aparece com Rosalina e sai em defesa dela. Mitó insta Henrique a despedi-la. Henrique dá um berro e sai, furioso com a situação. Henrique pede a Jorge que meta juízo na cabeça da irmã, porque Concha está a dar com ele em doido. Concha pede a Rosalina que continue a trabalhar em casa de Henrique para poder espiar Mitó e acabar com a relação deles. A empregada fica animada com a ideia. Clara ouve tudo e revolta-se com o comportamento da mãe. Ela garante que vai estudar fora de Portugal para não ter de continuar a aturar as atitudes infantis dos pais.

Pilar sobe para o barco atracado para falar com o filho. Ela telefona a Norberto, enquanto espia Mara e Luís Miguel no convés, e pede-lhe para afastar a filha do camarote durante algum tempo. Ele faz-lhe a vontade e liga a Mara. Pilar vasculha o quarto do casal, mas estes chegam entretanto e ela esconde-se na varanda. Subitamente, o barco dá um solavanco e Pilar cai à água.

Concha acusa o ex-marido de levar Clara a querer sair do país. Os dois trocam acusações até que ele recebe uma chamada de Mitó, que lhe diz que não se sente bem. Ele vai-se embora, deixando Concha furiosa. Bruno propõe à mãe ligar para a emergência médica, já que ela não se sente bem, mas ela garante que só precisa de Henrique.

Em casa, Isabel acaricia uma foto e recorda a filha ainda criança. Ana Maria pede a Daniela para ficar em casa dela.

Sebastião espia Norberto, que chega à construtora, mas hesita em abordá-lo.

Na empresa, Sílvia critica o marido por continuar a viver em casa de Mafalda, depois de esta ter chamado selvagens aos filhos de ambos.

Sebastião vai à construtora e cruza-se com Norberto, recordando o incidente em que matou o pai deste durante a guerra civil. Ele sente-se mal e pede à filha para ir buscar Matilde e Tomás à escola.

Sebastião aparece bêbado em casa dos Sacramento e confessa a Berta que matou um homem.

Norberto anuncia ao conselho de administração da empresa que António vai passar a deter 30 por cento do capital da construtora e que lhes garante a adjudicação da construção de uma ponte no Porto.

Sebastião revela a Berta o que aconteceu na noite em que matou o pai de Norberto por engano.

Norberto recebe uma chamada de Camacho, durante a reunião do conselho de administração, e este explica que Raul continua a monte, mas tem um plano para o apanhar. António avisa Raul de que Norberto tem um plano para o apanhar e este promete manter-se atento.

António cruza-se com Jorge no hotel e este agarra-o, exigindo saber onde está Pilar.

Entretanto, no barco, Pilar foi resgatada da água e pede para falar com o filho a sós.

António culpa Jorge por ter maltratada a esposa, admitindo que ela foi ter com ele à quinta, porque não tinha para onde ir. Ele garante que vai contar a Sara que é pai dela.
Pilar finge-se comovida por saber que vai ser avó, mas Mara salienta que ela já sabia que ela estava grávida. Luís Miguel exige saber se a mãe sabia a verdade ou não.

Episódio 135

Pilar admite que sabia que Mara estava grávida. Desiludido com a mãe, Luís Miguel manda-a embora. Ela chora lágrimas amargas, com receio de perder o filho.

Sara e Francisca exigem saber se a mãe saiu de casa, mas Jorge não tem coragem para encarar as filhas. Elas acham que o pai arranjou outra amante. Sozinho no quarto, Jorge dá largas à sua frustração, carregado de ódio.

António garante a Diogo que há muitas oportunidades na empresa para ele progredir profissionalmente, mas a condição é ele manter-se afastado de Sara. Ele estranha o interesse dele na ex-namorada, mas aceita o acordo.

Mara aconselha Luís Miguel a perdoar a mãe e ele sente-se ainda mais apaixonado por ela.

Artur avisa a mãe que recusou uma oferta de emprego de Norberto e Yolanda, preocupada, decide viajar para Lisboa.

Contrafeita, Pilar assegura a António que vai voltar para casa, como combinaram. Ela entra em casa, perante a consternação de Berta, deita-se na cama do quarto e chora, perante os comentários cínicos do marido.

Luís Miguel propõe a Mara cortarem relações com os pais, mas ela acha que ninguém é feliz longe da família.

Em Angola, Raul tenta arranjar dinheiro, mas ninguém lhe quer dar trabalho a um criminoso com a polícia atrás dele.

Berta aconselha Pilar a pedir desculpa ao filho para não o perder e a explicar a Sara e Francisca porque saiu de casa. Esta pensa numa forma de virar a situação a seu favor.

Mara e Luís Miguel desembarcam da sua viagem romântica, felizes e apaixonados.

Pilar explica às filhas que foi ao Porto porque descobriu que Luís Miguel era o pai das filhas de Mara, confessando que já sabia da gravidez dela, mas escondeu a verdade. Ela pede ajuda às filhas a recuperar a confiança de Luís Miguel. Sara não se quer meter no assunto, mas Francisca está decidida a reconciliar a família.

Decidido a vingar-se, Bino garante a Camacho que, na próxima oportunidade que tiver, mata Raul. Entretanto, Isabel informa Bino de que já anunciou que a casa dele em Lisboa está para alugar.

Mara e Luís Miguel chegam a Lisboa e ela insiste com ele para se reconciliar com a mãe.

Pilar visita Mara e pede-lhe para não virar o filho contra ele, porque não tem mais nada no mundo.

Luís Miguel promete a Luena ajudá-la a recuperar o filho, mesmo estando com Mara. Ela garante que não há condições para se manterem amigos e expulsa-o de casa.

Francisca pede ao irmão para falar com a mãe, assegurando que ela está arrependida de lhe ter escondido a gravidez de Mara.

Mara exige que o pai lhe prometa que não a vai tentar separar de Luís Miguel. Norberto garante que não a quer perder e abraçam-se emocionados.

Jorge humilha a esposa sem notar que Luís Miguel entra em casa e ouve tudo. Ele sai em defesa da mãe, que aproveita para se fazer de vítima.

Francisca apanha Kandimba a vender na rua coisas que roubou em casa. Ela promete não contar nada ao irmão se ele a ajudar no seu plano para reconciliar a família.

Luena ameaça contar a Norberto que Arsénio o traiu se ele não a ajudar a recuperar o filho.

Episódio 136

Arsénio promete dar-lhe uma resposta mais tarde e vai ter com Neuza e Júnior, muito comprometido.

Mara fica revoltada ao saber que Artur vai voltar a trabalhar na construtora. Ela pretende regressar a Angola, para retomar o trabalho na fundação, mas admite ao pai que ainda não conversou com o namorado sobre isso.

Pilar tenta justificar-se ao filho, por lhe ter escondido a gravidez de Mara, mas Luís Miguel continua chateado.

Luena admite a Rafaela que chantageou Arsénio para conseguir um aliado e recuperar o filho. Norberto garante que Luena vai desistir do filho quando a puser atrás das grades. Arsénio não sabe como reagir à chantagem dela.

Kandimba tenta convencer Luís Miguel a reconciliar-se com a mãe. Francisca anuncia à família que convidou Mara para jantar com a família toda e ela aceitou. Mara explica a Luís Miguel que está farta de guerras familiares e ele aceita ir ao jantar.

Bino acusa Camacho de não fazer nada para apanhar Raul e os dois andam à luta. Entretanto, Norberto telefona a Camacho e pede para anunciar uma recompensa de meio milhão de dólares a quem der informações que conduzam à captura de Raul.

Mara pede ao pai para ir jantar com ela a casa dos Sacramento. Norberto recusa-se a ir ao jantar e Mara critica a intolerância do pai.

Concha está decidida a não ir ao jantar em casa dos Sacramento se Mitó for convidada. Clara faz-lhe ver que ela não está a manter a palavra dela, quando disse a Henrique que ele devia ficar com Mitó por causa do bebé.

Ana Maria vai a casa procurar o dinheiro da prostituição, mas é apanhada em flagrante pela mãe. Isabel dá-lhe um estalo e expulsa-a novamente de casa. Ela pega fogo ao dinheiro da filha, enquanto esta dá murros na porta, desesperada. Na hamburgueria, Clara, Bruno e Francisca estranham a atitude de Isabel ao pôr a filha fora de casa.

Francisca convida Santiago para o jantar em sua casa.

Pilar e Berta tomam conta dos preparativos para o jantar, enquanto Sara critica o plano da irmã de reconciliar a família.

Santiago recusa-se a jantar em casa de pessoas que acham que ele é um vigarista. Francisca insiste para ele ir e admite que continua apaixonada por ele.

Luís Miguel vai a casa de Joana convidar a filha para jantar, mas Daniela inventa que já tem planos para essa noite e salienta que tem a guarda da menina. Luís Miguel promete fazer-lhe uma surpresa na próxima audiência do tribunal e vai-se embora, revoltado. Daniela fica arrependida ao ver Joana a chorar.

Mara insiste com o pai para ele ir ao jantar, ameaçando afastar-se dele porque não querer que as filhas cresçam no meio de ódio. Este continua indeciso.

Jorge acusa a esposa de ter planeado o jantar para o obrigar a escolher entre engolir o orgulho ou perder o filho.

No jantar dos Sacramento, Concha provoca Mitó, que responde na mesma moeda. Conciliadora, Pilar agradece a Santiago o que tem feito pela filha, deixando-o desconcertado.

Ana Maria acusa Daniela de não ter deixado a filha ir ao jantar por se sentir posta de lado por Norberto, que não quer assumir a relação com ela perante a sociedade. Esta garante que não vai ficar de braços cruzados.

Arsénio não cede à chantagem de Luena e garante-lhe que ela não o volta a enganar. Luena sente-se perdida, mas promete não desistir do filho.

Norberto e Mara chegam a casa dos Sacramento para o jantar. Pilar explica que o marido está atrasado, por causa de uns negócios. Entretanto, Jorge bebe num bar com Henrique, contrafeito por Pilar o obrigar a engolir o orgulho para não perder o filho. O advogado aconselha-o a tomar uma decisão.

Norberto está convencido que Jorge não vem ao jantar. Tocam à porta e, para surpresa de todos, é Luena quem aparece.

Episódio 137

Luena pede para falar com Norberto a sós e Pilar aceita, contrariada. Ela tenta apelar à sensibilidade de Norberto para conseguir recuperar o filho, defendendo que é o menino quem mais vai sofrer com a separação. Ele parece ceder e aceita dar-lhe uma oportunidade.

Norberto insta Luena a revelar onde está Raul se quer recuperar Júnior. Ela nega encurralada, mas propõe-se a revelar os seus cúmplices da festa em casa de Renato. A conversa é interrompida por Jorge e Norberto combina falar com Luena mais tarde.

Pilar receia que Jorge revele a Norberto as suspeitas do envolvimento dela na tentativa de homicídio e pede a Berta para interceder por ela. Norberto revela a Jorge que não teve nada a ver com a arma encontrada em casa dele e que alguém o tentou tramar. Ele admite que tem suspeitas, mas a conversa é interrompida por Berta, que quer servir o jantar.

Rafaela aconselha Luena a não revelar a Norberto que Arsénio o traiu.

Durante o jantar, Mara e Luís Miguel anunciam à família que já marcaram a data do casamento. Norberto não diz nada, mas Pilar e o resto da família felicitam o casal.

Ana Maria descai-se e revela a Joana que a mãe foi a casa dos avós dela. A menina fica convencida de que a mãe não quer que ela veja o pai e fecha-se no quarto a chorar.

Daniela aparece a meio do jantar dos Sacramento. Todos criticam a atitude dela e mandam-na sair, incluindo Norberto que acha que fazer escândalos só a diminui. Ela sente-se usada e ignorada por todos e vai-se embora. Santiago vai atrás dela e oferece-se para a levar a casa.

Yolanda fica radiante ao saber, por Kizua, do escândalo armado por Daniela e acha que é o momento certo para regressar a Lisboa.

Em Angola, um rapaz reconhece Raul e avisa a polícia, mas este consegue escapar a tempo. Camacho diz a Bino que têm de arranjar um isco para atrair Raul e que a solução é oferecer-lhe dinheiro.

Mara tenta fazer ver a Luís Miguel que Daniela tem alguma razão, mas este acha que a culpa foi toda dela por o jantar de reconciliação ter corrido mal.

Ana Maria consola Daniela, que se sente pisada por toda a gente, incluindo Norberto.

Norberto admite a Arsénio que também usou Daniela e a trata da mesma forma que os outros, apesar de gostar dela. Ele pretende demonstrar-lhe o valor que ela tem para ele.

Na construtora, Sílvia acusa Mafalda de ser uma falsa e de querer separar Pedro dos filhos. Já o marido critica-a por andar com um ex-presidiário. Uma das secretárias, Andreia, aconselha-os a não continuarem a discutir no escritório.

Luís Miguel e Mara olham para a ecografia das duas bebés, emocionados e felizes.

Henrique aconselha Jorge a dar à esposa o que ela quer para se poder divorciar e recuperar a paz de espírito. Ele garante que vai dar cabo de Pilar. Já Pilar admite a Berta que tem um plano contra o marido.

Sara mostra um recibo de portagem a Berta e pergunta-lhe se a mãe é amante de António. A empregada tenta disfarçar, mas ela está determinada a descobrir a verdade.

Jorge vai a casa do filho e comenta que a mãe dele os pretende separar, mesmo que finja ter aceitado o casamento. Pilar aparece e faz insinuações sobre ele e Daniela, em jeito de ameaça. Jorge acaba por se ir embora, revoltado. Mara e Luís Miguel ficam desconfiados com as insinuações de Jorge.

Sara questiona António sobre a relação dele com a mãe. Ele prepara-se para lhe contar a verdade, mas a conversa é interrompida por Henrique. Ele acaba por dizer que vai entrar no capital da construtora e que foi por isso que Pilar foi ter com ele ao norte.

Pilar ameaça contar à família a relação de Jorge com Daniela se ele tentar virar o filho contra ela. Ele promete contar que a esposa enviou Daniela a Angola para separar Mara e Luís Miguel.

Francisca critica Santiago por ter defendido Daniela no jantar. Ele acha que ela julga as pessoas demasiado rápido.

Ana Maria volta ao Estúdio 7, disposta a trabalhar. Rafaela propõe a Ana Maria que pare de trabalhar por uns tempos, mas esta garante que não se vai deixar ir abaixo por causa da violação.

Matilde e Tomás trocam a cerveja de Ramiro por vinagre e a mãe põe-nos de castigo.

Pedro explica a Mafalda que se vai divorciar de Sílvia, mas não quer deixar de ver os filhos. Ela garante que vai fazer com que Tomás e Matilde se sintam em casa.

Enquanto Sílvia prepara o jantar, os filhos provocam Ramiro que tem dificuldade em conter-se. Sebastião chega a casa, muito cansado, e vai para o quarto da filha, deixando a filha preocupada.

Sebastião recorda como o companheiro de armas foi assassinado pelo crime que ele cometeu. Ramiro entra e nota que ele esteve a chorar, mas este disfarça.

Luena está uma pilha de nervos, por se terem gorado os esforços para recuperar o filho e Norberto partir para Luanda dentro de dias. Ela recebe uma chamada e fica revoltada ao saber que a nova acompanhante, Lola, está a trabalhar por fora.

Lola encontra-se com Jorge num bar e Luena e Rafaela estacam ao reconhecê-lo. Luena envia uma mensagem à acompanhante e esta diz que tem de ir à casa de banho e sai pelas traseiras.

Luena avança na direção de Lola e agarra-lhe o braço, sem reparar que Arsénio a está a vigiar.

Episódio 138

Luena exige a Lola o dinheiro que ela anda a ganhar por fora e dá-lhe um estalo, descontrolada. Rafaela tenta controlar a amiga enquanto Arsénio tira fotos de tudo. Lola acaba por lhes entregar um rolo de notas.

Mara desconfia que a mudança de atitude de Pilar não é sincera e confronta o pai, mas este nada revela.

Luís Miguel questiona Jorge sobre as insinuações que este fez sobre a mãe, mas ele garante que Pilar já não pode fazer nada para o separar de Mara.

Rafaela critica Luena pela forma como tratou Lola. Ela confessa-se desconsolada por Norberto estar prestes a partir para Angola com o filho. Entretanto, Lola pede ajuda a Daniela, porque quer ir à polícia denunciar o negócio da Angels. Ana Maria ouve tudo, escapa-se para o quarto de Joana e telefona a Rafaela a avisá-la que Lola está disposta a ir à polícia. Daniela aconselha Lola a não denunciar o negócio, porque vai correr mal para o lado dela e dá-lhe dinheiro para ela ficar numa pensão. Lola sai de casa de Daniela e é raptada por dois homens.

Arsénio mostra a Norberto as fotos que tirou de Luena e Lola, explicando que ela e Rafaela gerem um negócio de prostituição.

Em Angola, Bino planeia reabrir o negócio do resort Monte da Lua, com dinheiro que Norberto lhe deu. Mas não desistiu de se vingar de Raul.

Raul vai a uma banca de venda, quando avista dois polícias a distribuírem uma foto dele, prometendo uma recompensa de meio milhão de dólares.

Luís Miguel quer afastar-se da família e Mara sugere que vão viver para Angola. Ele sugere outros países, mas acaba por adiar a conversa.

Depois de este sair de casa, Ramiro vasculha no quarto de Sílvia e encontra a caixa de Sebastião, com fotografias do Ultramar. Ele estranha ver uma coleção de recortes da vida de Norberto. Entretanto, Sebastião vigia Norberto, que se dirige à construtora.

Sara anuncia aos pais que falou com António e descobriu tudo, convencida de que eles ocultavam a nova sociedade que este fez com Norberto. Mas fica desconfiada quando os pais garantem que fizeram tudo para a proteger.

Luena encontra-se com Mara a sós e insiste com ela que não vendeu o filho e sugere que ela peça a Arsénio para lhe contar a verdade.

Sara confronta António, determinada a descobrir o que os pais lhe escondem. Ela confessa que se sente o patinho feio da casa e António explica que não pode contar nada, por causa de um acordo que fez com os pais dela, mas promete tomar medidas. Pilar revela ao marido que António pediu para falar com ela. Jorge acha que o melhor será contar a verdade a Sara, mas a esposa acha que ele só a pretende prejudicar e revelar à família que ela teve um amante. Ele acusa-a de o ter tentado incriminar pela morte do angolano, mas Berta interrompe a conversa e assegura que mentiu a Jorge por estar chateada com Pilar.

Sara está convencida que o pai contratou António para a prejudicar na herança.

Diogo pergunta por Sara, mas António recomenda-lhe que não se meta nos assuntos dele. Ele fica convencido que António está interessado na ex-namorada.

Rafaela garante a Luena que o assunto de Lola está resolvido e avisa-a de que o padrinho, o dono do negócio da Angels, quer falar com ela.

Mara pergunta a Arsénio sobre o que se passou no resort Monte da Lua quando Júnior foi raptado. Ele garante que não sabe de nada, mas ela fica desconfiada com a atitude dele.

Norberto acusa Daniela de lhe ter escondido que Luena geria uma rede de prostituição. Ela explica que tinha medo do dono do negócio, conhecido como o padrinho, porque todas as raparigas que se rebelaram, desapareceram misteriosamente.

Rafaela paga a Ana Maria por a ter avisado que Lola ia fazer queixa. Ela mostra-se curiosa em conhecer o padrinho, mas Rafaela rejeita a ideia com brusquidão.

António explica a Pilar que mal Norberto saiba que Sara é filha dele, vai perceber que existe uma relação entre eles os dois. Ela critica-o por ele não querer comprometer a sua vingança e assumir a relação. António recorda como Lurdes lhe revelou que foi Norberto, ainda criança, que lhe matou o pai durante a guerra colonial. Ele garante a Pilar que não vai descansar até ver Norberto sem nada. Diogo escuta tudo atrás da porta.

Isabel avisa Bino de que tem interessados em alugar a casa dele em Lisboa. Este assegura que vai ficar a viver em Angola.

Camacho informa Bino que Raul tentou assaltar uma carrinha de valores em Luanda. Ele acha que Raul está desesperado por dinheiro, por isso, a solução é arranjarem um falso homicídio para ele cometer e, dessa forma, conseguirem atraí-lo até eles.

Mara pergunta a Norberto se ele forçou Luena a vender o filho, ameaçando mandá-la para a prisão. Ele admite que sim e Mara fica desiludida por o pai lhe ter mentido outra vez. Norberto explica que fez tudo para proteger Júnior.

Luena espera pelo padrinho, nervosa. Ela recorda como começou como acompanhante de luxo e como o padrinho se preocupava com a sua mãe, Lurdes, quando esta começou a perder a memória. Ela garante a Rafaela que o padrinho nunca lhe faria mal. Luena sai do prédio e entra no carro do padrinho.

Categorias
Televisão

Comentários