Televisão

A Única Mulher: resumo de 17 a 22 de Agosto

Episódio 139

Arsénio mostra a Norberto o bar de prostitutas onde viu Luena a discutir com Lola. Este confirma a sua teoria, mas ainda não sabe o que fazer com o que descobriu.

Luena está em casa de António, o padrinho, que lhe diz que ela tem de confiar nele e deixar Norberto levar Júnior para Angola. Ela explica que pretende sair da Angels para lutar pelo filho na justiça. Ele telefona a Norberto para acertar os pormenores da sua entrada no capital da construtora, mostrando a Luena que falta pouco para ganhar a confiança do angolano e conseguirem ambos o que pretendem.

Pilar acusa o marido de ser um falhado, agora que António se prepara para fechar negócio com Norberto e mudar a designação da construtora. Ele sente-se derrotado.

Mara admite ao namorado que Luena não vendeu o filho, mas garante que ele não sabe tudo sobre ela.

Sebastião sai de casa com os netos e Ramiro mostra a caixa do pai a Sílvia. Mas antes que ele possa dizer alguma coisa, Sebastião volta a casa e apanha-o em flagrante. Perturbado, Sebastião arranca-lhe a caixa e expulsa-o de caso, acusando-o de ser um ladrão.

Raul insta António a ajudá-lo a arranjar dinheiro para desaparecer, agora que o assalto à carrinha de valores falhou. Ele maltrata uma das raparigas que está com ele e manda-a comprar cerveja.

A rapariga que Raul maltratou aparece no quarto de hotel e diz ao policia que os pode levar a Raul, se ele lhe pagar. Camacho garante que lhe pagam depois de o encontrarem.

Concha está entusiasmada com o negócio do Meu Super, que está a abrir com Orlando. Mitó aproxima-se da mesa dela e finge-se arrependida pela sua atitude, mas acaba a provocá-la com as roupas de bebé que acabou de comprar. Concha agarra-lhe os cabelos e as duas trocam insultos, enquanto Clara e Bruno as tentam separar.

Concha tenta justificar-se a Clara e Orlando pela sua atitude, mas não consegue esconder a vergonha quando a empregada lhe entrega o relatório do que se passa em casa de Henrique. Quando ela lê o papel, vê uma oportunidade para se vingar.

Yolanda finge que joga golfe para seduzir Jorge. Ele promete convidá-la para um jogo.

Luena admite a Rafaela que pretendia sair da Angels, mas António não deixou. Ana Maria queixa-se por Rafaela não a deixar voltar a trabalhar porque precisa do dinheiro.

Kizua acha que Jorge não é homem para Yolanda, mas esta acha que a fortuna dele é mais do que suficiente. E pede a Kizua para o manter sob vigia.

Norberto anuncia, em conferência de imprensa, a entrada de António no capital da construtora e a mudança de nome para Venâncio Construções.

Desolado, Jorge convida Isabel para sair, mas ela avisa que não tem intenção de voltar a sair com ele, ainda magoada por ele se ter aproveitado da solidão dela.

Francisca comenta com a irmã que o pai deve estar desolado com a mudança de nome da construtora. Já Pilar está radiante com a queda do marido, mas Berta alerta que António pode não querer ficar com ela. Luís Miguel sente-se derrotado com a mudança de nome e acusa Norberto de ter destruído o negócio do pai. Mara defende o pai e ele acaba por lhe pedir desculpa.

Pedro está entusiasmado com a nova gestão da empresa e envolve-se aos beijos com Mafalda. Mas Sílvia aparece em casa dela e diz que tem um problema com o pai e tem de deixar os miúdos. Mafalda pede desculpa a Sílvia por se ter excedido a falar dos filhos, mas esta garante que se vai manter de olho nela. Ela leva as mãos à cabeça quando vê a confusão que Pedro e os filhos fazem em casa dela.

Preocupada com o pai, Sílvia pergunta ao namorado o que Sebastião guardava na caixa. Ramiro conta-lhe que ele anda a seguir Norberto. Ele decide arranjar um local para ficar, para ela ter espaço para resolver as coisas com o pai. Santiago convida Ramiro para partilhar casa.

Bino e Camacho conduzem a caminho da pensão de Raul, com a rapariga que o denunciou.

Norberto recebe uma chamada de Camacho e comenta com António que descobriram o esconderijo de Raul. Este telefona a Raul a avisá-lo e promete enviar-lhe dinheiro.

Raul vê pela janela Bino e Camacho a aproximarem-se da casa e sai porta fora. Bino controla a porta das traseiras, de arma em punho. Camacho entra no quarto de Raul, mas este escapa sem ser visto. Raul salta da janela e cai em cima de Bino, conseguindo imobilizá-lo. Dá-lhe uma coronhada na cabeça e foge, com Camacho no seu encalço.

Mitó sai de casa, ameaçando despedir Rosalina se ela não limpar como deve ser. Esta avisa Concha de que ela saiu e esta entra no escritório de Henrique. Ela diz ao ex-marido que precisam de falar de Clara, porque esta pretende ir viver para fora do país. Clara garante a Bruno que vai mesmo fazer Erasmus, porque está farta da atitude dos pais.

Na receção do hospital, Mitó aguarda a chegada de Henrique que está atrasado para a consulta. No escritório, Concha insiste que não pode perder a filha nesta altura e Henrique rejeita a chamada de Mitó e esta acaba por entrar na consulta sozinha, vencida. Mitó queixa-se a Isabel que Henrique não assistiu à primeira ecografia do filho. Isabel admite que Jorge a convidou para sair, mas que ela não se vende como a filha.

Kizua leva Yolanda ao bar onde Jorge está a beber um copo com uma prostituta. Ela consegue ver-se livre da rapariga e cumprimenta Jorge, sedutora.

Ana Maria caminha na rua, quando é abordada por Vasco, um antigo cliente. Este explica que a mulher o pôs fora de casa e que apenas pretende conversar para desanuviar e promete pagar-lhe pelo tempo dela. Ela entra no carro e arrancam. Ele estaciona num sítio isolado e leva-a para dentro de uma casa. Ana Maria tenta escapar, mas ele dá-lhe um estalo e acusa-a de ter acabado com o casamento dele. Ele manda-a a despir-se e ela tenta explicar que foi violada. Ana Maria dá-lhe uma joelhada, tranca-se na casa de banho e telefona em pânico a Rafaela, enquanto Vasco tenta arrombar a porta. Esta vai ter com ela, sem saber que Arsénio a segue. Vasco continua a tentar arrombar a porta. Ana Maria está em pânico.

Episódio 140

Vasco rebenta a fechadura e abre a porta com um pontapé e Ana Maria não tem onde se esconder. Rafaela aparece e dá um tiro a Vasco, quando ele se recusa a deixá-la em paz. Aflita, ela telefona a António. António diz a Rafaela para não fazer nada. Rafaela critica Ana Maria por ter aceite sair com Vasco. Dois homens chegam entretanto e transportam o corpo de Vasco num saco. Arsénio observa-os de longe e tira fotografias a tudo. Rafaela deita num caixote do lixo a arma, sem limpar as impressões digitais e afasta-se de carro a toda a velocidade.

António diz a Pilar que adjudicação da obra da ponte do Douro está garantida. Entretanto, ele recebe uma mensagem a confirmar que o ¿assunto¿ foi resolvido.

Jorge chega a casa, entra no quarto e lê um bilhete provocador de Pilar dizendo que está a ter uma noite fantástica. Ele recorda a esposa, quando regressou de Angola com diamantes escondidos no gesso da perna, e como eram felizes na altura.

Yolanda está radiante com Jorge e acha que é a altura certa para atacar. Kizua pensa que ela está a avançar depressa demais.

Daniela mostra-se preocupada por Ana Maria ter demorado a chegar a casa, mas esta maltrata a amiga. Esta afasta-se irritada com a atitude dela e Ana Maria quebra a chorar.

Luena está preocupada por Rafaela ter morto uma pessoa e insiste que ela fique em casa dela. Rafaela tenta mostrar-se dura e assegura a António que não deixou vestígios do crime. Entretanto, Arsénio entrega a Norberto a arma do crime, explicando que Rafaela assassinou um homem.

Em Angola, Raul caminha à beira da estrada, quando um carro passa e o condutor oferece-lhe ajuda. Ele aponta-lhe uma arma e rouba-lhe o carro. Camacho admite a Bino que perdeu o rasto a Raul e sugere que avancem para o plano B.

Isabel avisa Bino de que vai mostrar a casa dele em Lisboa a Santiago e Ramiro, que estão interessados em alugá-la.

Francisca fica radiante ao saber que Santiago vai alugar uma casa e pretende manter-se em Lisboa por mais tempo. Ela abraça-o num gesto irrefletido, mas logo recua. Santiago explica que fica em Portugal porque a ama e ela pede-lhe que tenha mais paciência com ela. Os dois dançam juntos, sem pensar em nada.

Orlando fica chateado por o irmão não lhe ter contado que ia mudar de casa. Ramiro garante que não faz as pazes com ele, enquanto ele não desistir de o tentar reunir com o pai.

Sílvia pergunta ao pai porque tem fotografias de Norberto guardadas, mas ele não quer contar e ataca Ramiro por ter mexido nas coisas dele. A filha garante que ele é o namorado dela, quer o pai quer goste, quer não e Sebastião sente-se desrespeitado.

Mafalda queixa-se dos filhos de Pedro ficarem sempre lá em casa.

António diz a Henrique que ele não precisa de estar com Mitó só porque vai ser pai, se ainda gosta de Concha. Ele garante que fica com ela até o bebé nascer.

Ana Maria não consegue deixar de pensar no homicídio que presenciou e liga a Rafaela, que lhe diz para esquecer o assunto. Luena aconselha-a a falar com ela antes que ela a denuncie.

Luís Miguel diz a Mara que marcaram a segunda audiência no Tribunal pela guarda de Joana. Ele não vê alternativa senão pedir a guarda total da menina. Já Pilar defende a Jorge que têm de arranjar forma de que Luís Miguel fique com a guarda de Joana, para porem Daniela no lugar e ela não contar o que sabe.

Ramiro avisa Sílvia de que arrendou uma casa com Santiago e ela fica chateada por ele não lhe ter pedido opinião. Ele argumenta que eles não são casados. Ela volta a casa, abatida, e senta-se na cama a chorar, deixando o pai triste por a ver assim.

Mitó dá ordens à empregada, mas Rosalina trata-a com desprezo. Henrique chega a casa e ela mostra-se amuada por ele ter falhado a consulta. Ele dá-lhe um presente para se redimir e ela fica extasiada ao perceber que é uma pulseira de diamantes. Concha fica paralisada ao saber do presente, por Rosalina.

Norberto diz a Arsénio que não quer incriminar Luena por lenocínio, porque pretende metê-la na cadeia de vez.

No Estúdio 7, Ana Maria perde a cabeça e Luena pede para falar com ela a sós. Ela admite que tem andado nervosa desde a morte de Vasco e esta leva-a ao escritório de António. Ana Maria diz a António o que passou na noite em que Vasco morreu, culpando Rafaela por tudo. Ele aconselha-a a ficar calada, porque a organização onde trabalha, lida mal com a traição.

Norberto encontra-se com Rafaela e mostra-lhe as fotos da noite do homicídio de Vasco.

Episódio 141

Ana Maria sai do gabinete de António mais calma. Ele avisa Luena de que ela estava disposta a entregar Rafaela à polícia para se safar, explicando que se ela falar demais, vão ter de a calar.

Rafaela garante a Norberto que não matou ninguém, mas ele mostra-lhe a arma do crime e ameaça entregar tudo à polícia. Ele diz-lhe que sabe tudo sobre o negócio de prostituição que ela gere com Luena e dá-lhe uma alternativa.

Luena aconselha António a ajudar Raul a desaparecer para ele não os denunciar. Este salienta que ele os traiu e que há outra forma de o calar. Entretanto, em Angola, Raul encontra-se com uma mulher para receber o dinheiro enviada por António, mas apercebe-se a tempo que é uma armadilha para o matar e consegue escapar.

Rafaela sente-se culpada por ter morto um homem. Luena pede-lhe para confiar em António e promete dar-lhe todo o apoio. Ela sente remorsos por trair a amiga. Norberto assegura a Arsénio que Rafaela ou faz o que ele mandou ou é presa por homicídio premeditado.

Pilar oferece ajuda a Luís Miguel para conseguir a guarda de Joana, mas ele ainda não esqueceu o que a mãe fez e diz-lhe para ela não se meter na vida dele.

Daniela está ansiosa com a audiência do tribunal. Norberto assegura-lhe que têm um trunfo.

Furioso, Raul arrasta a mulher que o traiu para uma cubata e ameaça matá-la a ela e aos filhos. Ela promete não contar onde ele está, mas ele adianta que não tem para onde ir.

Bino mostra a Camacho uma mensagem de classificados através da qual Raul era contratado para cometer crimes. Ele deixou uma mensagem no jornal a ver se ele morde o isco.

Na cubata, a mulher cozinha para Raul enquanto este lhe aponta uma arma. Os dois filhos dela chegam entretanto e ficam aterrorizados.

Sílvia está chateada por o pai ter feito com que Ramiro saísse de casa. Sebastião acha que Ramiro não é homem para ela, mas Sílvia acusa-o de não pensar na felicidade dela. Ramiro admite a Santiago que discutiu com Sílvia por ter arrendado uma casa sem a consultar antes. Este explica que se ele gosta dela, tem de ceder em algumas coisas.

Mafalda queixa-se a Rafaela, porque acha que está a perder Pedro para os filhos. Ela insinua que a solução é ter um filho também.

Sílvia aparece na hamburgueria para falar com Ramiro e ele agarra-a e beija-a de forma romântica. Os dois vão para a nova casa dele e fazem amor.

Dias depois, Luís Miguel prepara-se, nervoso, para a audiência do tribunal. Mara aconselha-o a pedir guarda partilhada de Joana, mas ele acha que Daniela pode levar a menina para Luanda, agora que é namorada de Norberto. Mara sugere que se mudem para Angola e fica desconfortável quando o namorado diz que isso não é solução.

Daniela pede a Joana para dizer à juíza que quer ficar com a mãe, mas a menina prefere ver os pais juntos. A advogada explica a Norberto que Daniela tem 50 por cento de hipóteses de ganhar o caso, mas ele não admite que ela perca a guarda da filha.

Pilar espera que Daniela ganhe a custódia da menina e desapareça da vida deles.

Sara confessa à irmã que desconfia que o pai anda a montar um esquema para a prejudicar.

Daniela e Norberto e a advogada dela cruzam-se com a família de Luís Miguel à entrada do tribunal. Joana corre para o pai e os pais começam a discutir e a trocar acusações.

Mara acusa Daniela de estar envolvida com o pai dela por dinheiro, mas de continuar a gostar de Luís Miguel. As duas discutem, sem notar que Norberto ouve a conversa. Daniela revela ciúmes de Luís Miguel e fica atrapalhada ao ver Norberto.

Bino e Camacho estão frustrados porque Raul não caiu na armadilha.

Rafaela explica a Arsénio que não pode trair Luena, porque sem ela, ela não era nada. Ele diz-lhe que ela sabe o que tem a fazer se não quer passar a vida na cadeia. Rafaela sai a chorar da suite de Norberto e cruza-se com António que estranha vê-la ali. Ele arrasta-a para o quarto dele, onde está Luena e Rafaela explica que veio tratar de uma festa privada para um cliente, mas tem dificuldade em esconder o nervosismo.

Ana Maria aparece na hamburgueria e Isabel expulsa-a, de forma dura, perante a incredulidade de Bruno e a suspeita de Ramiro.

Na audiência do tribunal, toda a família Sacramento testemunha a favor de Luís Miguel, acusando Daniela de usar a filha para o tentar reconquistar e apresentando-o a ele como uma pessoa estável e responsável. Entretanto, Joana aguarda o desfecho da audiência numa sala do tribunal. A assistente social distrai-se e a menina escapa-se e vai assistir aos testemunhos.

Artur testemunha contra Luís Miguel, acusando-o de ser traiçoeiro. Isabel é chamada a testemunhar, ainda perturbada depois da discussão com a filha. Isabel afirma em tribunal que Daniela é uma prostituta e não tem condições para ser mãe. Joana sai a correr do seu esconderijo e afirma que quer ficar com o pai e com a mãe.

Episódio 142

Joana insiste que quer ficar com os pais. A juíza promete ouvi-la mais tarde e a assistente social leva a menina da sala de audiências.

Revoltada por os pais de Joana usarem a menina para se atacarem um ao outro, a juíza pede a Pilar e Jorge para ficarem com a guarda da neta temporariamente. Daniela fica revoltada com a decisão e acusa Jorge de ter sido cliente dela e Pilar de ter lhe ter pago para desaparecer e, mais tarde, para aparecer em Angola e separar Luís Miguel de Mara. Dois polícias levam-na, enquanto ela grita as acusações. Luís Miguel sai do tribunal, incrédulo com o que ouviu. Mara explica a Luís Miguel que Daniela estava descontrolada e não pode acreditar no que ela disse.

Daniela tenta confortar a filha, que não quer ir viver para casa dos avós. Ana Maria acha que ela conseguiu virar todos contra ela, ao denunciar Pilar e Jorge no tribunal.

Pilar defende que Jorge chame Daniela à razão, antes que o filho tente confirmar o que ouviu em tribunal. Entretanto, Luís Miguel decide falar com Daniela para confirmar se ela disse a verdade.

Mitó critica Isabel por ter perdido a cabeço em tribunal, achando que ela culpa Daniela por a filha se ter tornado prostituta. Ana Maria acusa a mãe de ter separado Daniela de Joana e diz-lhe que já não é filha dela.

Daniela nega a Luís Miguel todas as acusações que fez sobre os pais dele. Ele exige que ela peça desculpa aos pais. Ele vai ver a menina que está a dormir no quarto. Jorge e Pilar aparecem em casa de Daniela entretanto e argumentam que ela não tem provas de nada do que disse contra eles, apesar de serem verdade. Luís Miguel ouve tudo e encara os pais. Ele vai-se embora, chocado, e Pilar corre atrás do filho. Ela tenta justificar-se, mas Jorge confirma a Luís Miguel que é tudo verdade.

Luís Miguel desabafa com Mara, magoado com as atitudes dos pais. Ele está decidido a pedir nova audiência para que Jorge e Pilar não fiquem com a guarda de Joana.

O inspetor Guilherme Torres questiona Bino e Camacho sobre a fuga recente de um homem de uma pensão que correspondia à descrição de Raul. Ele avisa-os que se tentarem fazer o trabalho da polícia, os vistos deles serão revogados.

Ana Maria felicita Daniela pela forma como desmascarou Pilar e Jorge. Ela pretende que a sua advogada impeça Joana de ficar com os avós, mas Norberto e a advogada explicam-lhe que se o tribunal souber a verdade, o mais provável é Joana ser entregue à Segurança Social.

Jorge encara o filho e admite o que fez, explicando que não sabia que Daniela era namorada dele quando se envolveu com ela. Ele revela que foi com essa informação que Norberto o chantageou a vender a empresa por uma ninharia, porque não queria perder o filho. Luís Miguel garante que não lhe serviu de nada.

Isabel pede desculpa a Daniela, determinada a remediar o mal que fez. Esta observa que a filha pode ir parar a uma instituição e Ana Maria empurra a mãe para fora de casa.

Com um ar arrependido, Pilar pede para reunir os filhos e diz a Luís Miguel que ele merece saber a verdade. Concha e Clara chegam entretanto a casa dos Sacramento. Pilar admite à família que pagou a Daniela para desaparecer quando ela ficou grávida, mas que foi Jorge quem a mandou. Ela acusa o marido de saber que Daniela namorava com o filho e confessa que desconfiou que fosse ele o pai da criança. Jorge acusa a esposa de estar a mentir, mas Pilar exibe a fotocópia do cheque que entregou a Daniela assinado pelo marido.

Episódio 143

Jorge acusa Pilar de estar a mentir e ameaça contar a traição de Sara, mas Concha trava o irmão. Luís Miguel sai, desiludido com o pai.

Daniela prepara a mala de Joana em lágrimas. Luís Miguel aparece em casa dela e acusa-a de ter dormido com o pai dele quando ainda andavam juntos, insinuando que Joana pode não ser filha dele. Em resposta, Daniela dá-lhe um estalo, mas Joana chega do supermercado com Ana Maria e a assistente social.

Berta critica Pilar por ter dito ao filho uma mentira que não pode ser sustentada. Ela garante que Jorge podia ter falsificado o teste de paternidade.

No gabinete de Henrique, Jorge explica a família que passou um cheque à esposa sem saber para que era, porque confiava nela. Concha e Mitó começam a picar-se e Jorge acaba por se ir embora.

Jorge sai alterado do gabinete de Henrique e cruza-se com António. Ele acusa-o de ter quebrado o acordo entre ambos, em que ele mantinha secreta a paternidade de Sara se ele não voltasse a dormir com Pilar. António critica-o de ter tratado Sara como uma filha de segunda e humilhado a esposa e garante que em breve se vai ver livre das duas. Diogo escuta toda a conversa.

Mafalda queixa-se dos filhos de Pedro e fica irritada ao ver Sílvia e Ramiro felizes.

Rafaela admite que não desistiu de Santiago, achando que ele se vai cansar do amor platónico com Francisca. Esta ouve tudo, mortificada. Entretanto, Santiago joga cartas com os amigos e diz-lhes que não vai fraquejar com Francisca. Ramiro e Sílvia chegam a casa entretanto, a comentarem felizes a noite que passaram juntos em Angola. Pedro fica convencido de que a esposa o traiu e vai-se embora, chateado.

Daniela admite a Ana Maria que Luís Miguel pediu para repetir o teste de paternidade.

Norberto está consciente de que os escândalos de Daniela podem prejudicar os negócios da construtora, mas explica a Artur que não lhe pode virar as costas.

Jorge fica revoltado por o filho exigir um teste de paternidade, mas Henrique acha que ele tem responsabilidades. Yolanda espia Jorge e aborda-o sedutora, depois de Henrique se ir embora.

António diz a Pilar que Jorge sabe que eles têm um caso, mas não pode arranjar provas.

Mafalda zanga-se com Kandimba por ter a música alta. Pedro acusa-a de estar sempre a embirrar com os miúdos.

Sílvia está preocupada que o marido pense que ela teve um caso com Ramiro em Angola, mas este desvaloriza o que os outros pensam dele.

Sara aborda a menina mulata que viu em casa de Diogo e percebe que ele é tio dela.

Francisca aparece em casa de Santiago e Ramiro com uma pizza, mas fica para morrer quando vê Rafaela. Mais tarde, ela desabafa com Berta que não tem sido íntima com Santiago depois da violação e receia que ele não espere até que ela se sinta melhor. Esta garante que se for assim, é porque ele não a merece.

Mara aconselha Luís Miguel a resolver o problema com os pais sem envolver Joana.

Raul recorda como Lurdes lhe pediu para ele se vingar dos malvados que a deixaram cair em desgraça. Um rapaz traz-lhe jornais e ele vê o anúncio de Bino nos classificados. Bino e Camacho recebem a chamada dele a perguntar sobre o anúncio. Camacho disfarça a voz com um lenço e marca um encontro para esse dia para pagar em adiantado um serviço. Ele e Bino festejam o sucesso do plano.

O inspetor Guilherme Torres avisa Norberto que não vai tolerar ilegalidades por parte de Bino ou Camacho e recomenda-lhe que revele qualquer plano que os dois tenham para tramar Raul.

Bino recebe as coordenadas para o encontro com Raul, interrogando-se sobre como se vão livrar dos homens de Guilherme Torres que os andam a vigiar. Camacho algema Bino à cama para impedir que ele vá ao encontro. Raul chega a um campo aberto e espera pelo encontro. Entretanto, Bino consegue libertar-se das algemas e sai do hotel a correr, mas é barrado por dois polícias. Raul vê um homem de fato e aspeto próspero aproximar-se e sair do carro. Este apresenta-se como Ludovico dos Santos e entregalhe uma foto e 25 mil dólares.

O homem olha para trás de Raul, que desconfia e vira-se num ápice, levando a mão à arma, mas Camacho surge por detrás de um obstáculo e caminha para ele de arma apontada.

Episódio 144

Ouve-se o barulho de um helicóptero. Aproveitando a distração momentânea de Camacho, Raul desata a correr. Este atira às pernas dele e atinge-o, mas ele continua a avançar na direção do carro. Bino chega com dois polícias e o inspetor Torres, mas Raul consegue escapar-se de carro.

Guilherme Torres avisa Norberto que vai expulsar Bino e Camacho de Angola, porque não tolera que ele faça justiça pelas próprias mãos. Ele está confiante que agora que Raul está ferido, será fácil apanhá-lo. Entretanto, Raul, cheio de dores, consegue chegar a uma cabana remota.

Norberto anuncia à família que vai para Luanda porque Raul está quase a ser apanhado. Neuza informa que foi chamada a Angola para dar informações sobre Raul.

Com receio de ser denunciado, António pede a Luena que tente encontrar nos pertences da mãe uma pista sobre o local onde Raul se escondeu.

Jorge provoca Pilar, dizendo-lhe que Raul está prestes a ser apanhado e que é uma questão de tempo até ela ser denunciada.

Na construtora, Pedro provoca Sílvia, acusando-a de ser hipócrita por não admitir que se envolveu com Ramiro em Angola. Andreia avisa que eles vão ser despedidos se continuarem no escritório.

No Estúdio 7, Santiago tenta explicar a Francisca que Rafaela é só uma amiga, mas ela corta a conversa e afasta-se.

Luena diz a Rafaela que estão quase a apanhar Raul e que ela tem de planear a sua fuga.

Daniela pede a Norberto para a levar para Angola com a filha no seu jacto particular, para mostrar que gosta dela.

Mafalda aconselha Sara a esclarecer com Diogo por que razão ele a fez pensar que tinha uma filha, mas ela não quer demonstrar interesse na vida dele. Diogo pede para falar com ela, mas Sara arranja uma desculpa.

António pede a Rafaela que prepare uma festa privada para o político que vai decidir o concurso da ponte sobre o Douro.

Diogo é abordado por dois mafiosos que o encurralam num beco e lhe dão um estalo. Um deles informa-o, a rir-se, que as dívidas dele foram pagas.

Neuza e Arsénio comentam o plano de Daniela enquanto preparam a mala de Norberto. Júnior percebe que vão viajar para Angola e escapa-se do quarto de hotel. O menino entra no quarto de Mara e telefona à mãe, pedindo-o para o ir buscar porque não quer ir para Angola. Neuza desliga a chamada, mas Luena fica desalentada ao perceber que o filho viaja no dia seguinte.

Luís Miguel decide seguir o conselho de Mara e resolver o assunto com o pai e Daniela sem envolver a filha. Ele recebe um telefonema de Luena, mas prefere não atender. Luena comenta que Júnior lhe disse que Joana também ia para Angola e confia ter um argumento para convencer Luís Miguel a ajudá-la.

Luís Miguel leva Joana a casa e combina uma ida à piscina para o dia seguinte, mas Daniela inventa que a menina tem de ir ao dentista. Joana fica chateada com a mãe.

Norberto promete a Daniela que fica em Luanda apenas por uns dias e que, quando regressar, a vai ajudar a recuperar a filha. Daniela desliga a chamada, enraivecida. Ela admite a Joana que vão viajar mas ameaça pô-la de castigo se a menina contar ao pai.

Em Angola, na cabana isolada, Raul extrai a bala da perna com um canivete gritando de dores e desmaiando em seguida.

António chama Diogo ao seu gabinete e acusa-o de ser um drogado. Ele informa que pagou as dívidas dele, mas espera um favor em troca que a seu tempo cobrará.

Sara marca um encontro com a mulher mulata e a criança e fica a saber que ela era vítima de violência doméstica e foi salva por Diogo do monstro do irmão. A mulher insta Sara a dar uma segunda oportunidade ao ex-namorado.

Daniela sai de casa com Joana, de malas feitas. Luís Miguel recebe uma mensagem da filha a dizer que vai viajar. Luena aparece em casa dele e avisa-o que Norberto quer levar a menina para Luanda. Mara tenta acalmá-lo, mas ele sai atrás de Luena com medo de perder Joana. Avisado por Luís Miguel, Henrique contacta imediatamente a juíza. Entretanto, Daniela insiste em ir com Norberto para Angola, garantindo que não vai deixar a filha ficar com o casal Sacramento. Luís Miguel e Luena entram a correr no hotel, mas chegam tarde demais. Norberto vai já a caminho do aeródromo quando recebe uma chamada de Mara que o aconselha a não sair do país com Joana. Luís Miguel e Luena seguem no seu encalço.

No aeródromo, Norberto e Daniela preparam-se para embarcar no avião com os filhos, quando aparece a polícia a bloquear o caminho. Joana fica satisfeita.

Categorias
Televisão

Comentários