Televisão

Jardins Proibidos: resumo de 17 a 22 de Agosto

Episódio 270

Carlos observa Telma a dar uma aula de paddle, Telma desequilibra-se da prancha e caí na água começando a afogar-se. Carlos atira-se ao mar para a salvar,antes de pedir para chamarem o 112, Telma já se encontra inconsciente.

Eduardo chega a casa, ficando agastado por Bárbara estar mais uma vez à sua espera. Ela insiste com ele para refletir na hipótese de passarem a viver juntos, deixando Eduardo constrangido.

Vasco diz a Carlota ser melhor ir andado para não serem apanhados juntos, não resistindo no entanto aos beijos que Carlota lhe dá. Simão entra e fica a olhar chocado e furioso para ambos. Vasco enfrenta Simão que lhe diz amar Carlota. Simão esmurra Vasco com violência. Ambos dizem a Simão que vão ficar juntos acontece o que acontecer.

Simão continua raivoso por Carlota e Vasco lhe terem feito frente para ficarem juntos. Liga para Dinis a dizer-lhe que pode marcar outro combate com Golias. Simão afirma que está ansioso por descarregar toda a fúria que sente.

Telma continua deitada na areia e começa a notar-se os lábios arroxeados. Carlos fica em desespero. Os paramédicos tentam reanimá-la.

Célia assente a Paulo encontrarem-se não conseguindo evitar um sorriso agradado. Manuel repara e olha-a com reprova.

Bárbara olha tensa para Eduardo quando este a questiona porque tem tanto receio de lhe contar sobre relacionamento que mantêm. Bárbara sugere mudar-se para casa de Eduardo e só depois contará ao sogro. Eduardo corta a conversa dizendo-lhe não querer que ela o pressione.

Aniceto procura velas em casa enquanto conta a Ludovina o que aconteceu com Telma. Ludovina fica preocupada.

Telma entra no hospital com Carlos a desesperar. Bruno acorre Carlos perguntando-lhe quanto tempo esteve submersa. Bruno segue atrás da maca deixando Carlos aflito.

Carlota acalma um Vasco furioso. Carlota reitera a Vasco que nunca o vai deixar expressando estar preparada para fazer junto com ele frente a Simão. Olham-se com intensidade demostrando cada vez mais cumplicidade.

Dentro do bloco, Telma continua a ser reanimada. Bruno tenta tudo o que pode para tentar reanimá-lo vincando que ela não morrerá no seu turno. Depois de várias massagens cardíacas, Telma responde, abrindo os olhos lentamente.

Leonor olha para Mariana e Rui que lhe dizem terem algo importante para contar. Mariana conta à mãe que está grávida. Leonor fica em choque.

Telma já está no quarto, a dormir. Pisca pesadamente os olhos e vê a imagem de Bruno à sua frente. Pergunta-lhe o que aconteceu. Carlos diz-lhe que quase morreu afogada e que tem uma ferida feia na perna. Telma queixa-se com dores.

Leonor avisa Mariana que espera que esta não esteja a fingir mais uma vez uma gravidez como fez no passado. Rui critica a mãe de Mariana dizendo-lhe que ela já se arrependeu de tudo o que fez. Leonor pede desculpa e sorri feliz por ir ser avó.

Telma agradece a Carlos por a ter salvado, olhando-o com ternura. O telefone de Carlos toca, é Leonor.

Carlos entra no apartamento de Mónica e Rui diz-lhe que o Tomás foi visto no Boa Esperança. Leonor diz estar em pânico por ele poder querer vingar-se visto ter sido ela a entregá-lo à polícia. Ao mesmo tempo, Leonor conta a Carlos que Rui e Mariana vão ser pais, deixando Carlos atónito.

Paulo olha embevecido para Célia quando ela entra para jantar com ele. Paulo expressa a Célia estar muito contente por os destinos deles se voltarem a cruzar.

Simão, que está no escritório, bebendo sem parar. Carlota insiste em falar com Simão mas ele mostra-se furioso por Carlota estar acompanhada de Vasco.

Bárbara entra furibunda em casa, deparando-se com Manuel a questioná-la sobre o que ela lhe anda a esconder. Bárbara ameaça Manuel que acaba com aquela família se contar tudo o que sabe a Célia.

Célia diz a Paulo ser tarde de mais para corrigirem os erros. Carlos diz-lhe que não haverá nada nem ninguém que poderá separá-los. Beija-a e ela acaba por corresponder com intensidade.

Simão continua a descordar com o relacionamento de Carlota e Vasco. Carlota irrita-se e avisa Simão que se afasta dele se ele não aceitar a ideia.

Carlos entra com Leonor na escola de boxe e suspira aliviado por se deparar com a escola vazia, sinal que Simão não vai lutar com Golias. Carlos conforta Leonor, que admite que um lado de si continua a impedi-la de proteger Tomás de voltar para a prisão.

Carlota e Vasco continuam a apelar a que Simão perceba que eles nutrem um pelo outro um grande amor. Simão acaba por assentir a Carlota que ela namore com Vasco, dizendo-lhe que tudo o que menos quer na sua vida é o seu afastamento. Vasco e Carlota beijam-se apaixonados mais unidos que nunca.

Cláudia sorri com Lena a aconselhá-la a não casar com Chico, dizendo-lhe que ela vai conseguir vencer a sua doença e que um dia vai encontrar o homem da sua vida. Cláudia sente uma dor nos rins, atribuindo-a à ansiedade do casamento.

Teresa, olha com desagrado para Bárbara, dizendo a Marta não querer saber que ela namore com Eduardo. Marta olha-a cética enquanto Bárbara pede à enfermeira para marcar uma consulta com Marta.

Episódio 271

Carlos está a dirigir-se para a sua carrinha quando é abordado pelos dois matulões que começam a agredi-lo violentamente.

Sofia prepara-se para sair, contrariada por Nuno não a deixar andar sozinha com medo que Tomás a ataque.

Carlos está deitado, cheio de sangue, quando ouve um matulão a avisá-lo para não ousar tentar que o combate de Simão não vá para a frente. O matulão dá um pontapé na cabeça de Carlos que fica prostrado no chão desmaiado.

Os convidados já estão na capela para o casamento de Chico e Cláudia. Lena, Vasco e Teresa trocam olhares discretos entre eles. Chico admite a Miguel estar muito nervoso com o casamento. Marta chega e diz que Cláudia já está lá fora. Chico fica ainda mais nervoso quando vê Cláudia entrar trazida por Américo.

Leonor olha chocada para Carlos a entrar no seu apartamento muito maltratado. Carlos vinca que Leonor tem de impedir a luta de Simão por ter receio que ele possa morrer, desta vez. Leonor pega no telefone no intuito de informar Jacinta. No cantinho da Ju, Jacinta recebe a chamada de Leonor e fica em choque. Sai disparada porta fora.

Lena e Vasco trocam galhardetes, sendo mandados calar por Teresa. Cláudia, de súbito, sente uma contração, com Marta a perceber que Cláudia está prestes a ter o bebé ao ver uma poça de sangue a seus pés. Chico pede aflito ao padre que apresse a cerimónia. O padre passa rapidamente todos os textos casando de imediato Cláudia e Chico.

Chico, Marta e Teresa empurram Cláudia, que é quem está aparentemente mais calma. No hospital, Chico quer estar ao pé de Cláudia mas Teresa recusa uma vez que ele não é o pai da criança.

O combate entre Simão e Gabriel está prestes a começar. Almeida olha para Gabriel muito preocupado e Simão limita-se a sorrir enquanto admite ter estado a beber. Soa o gongo, Simão e Gabriel defrontam-se.

Jacinta suplica a Ju que lhe abra a porta, por Simão estar a correr risco de vida, estacando em choque a olhar para a barriga de Ju, que engole em seco constrangida.

Cláudia, já na sala de partos, faz um esforço para não gritar com dores e Marta pede-lhe para fazer força para o bebé nascer.

Jacinta recrimina Ju por ter ocultado a Simão que não tinha perdido o bebé, e por causa disso ele desgraçou a sua vida toda e corre sérios riscos de morrer hoje no combate ilegal que marcou.

Cláudia continua a fazer força para o bebé nascerm e assim Sebastião vem ao mundo. Marta chora emocionada a olhar para o seu filho, enquanto Cláudia evita olhar para o bebé. Marta abraça Cláudia a agradecer-lhe por tudo o que fez por ela.

Inês fala carinhosa com Paulo, já o tratando inclusivamente como pai, assentindo encontrarem-se no dia seguinte no sítio do costume. Miguel entra e Inês disfarça atrapalhada.

Cláudia continua a evitar olhar para o bebé, mas a enfermeira põe-lhe Sebastião no colo. Sebastião deixa de chorar ao sentir os braços da mãe, enquanto Marta olha constrangida para a cena.

Simão e Gabriel lutam selvaticamente sem aplicarem nenhuma técnica de boxe, limitando-se a esmurrarem-se mutuamente. Ju entra com Jacinta, e Simão fica atónito quando percebe que Ju não perdeu o filho. Gabriel aproveita e desfere um murro potente que o leva ao tapete.

Carlota ouve Vasco a contar-lhe que rebentaram as águas a Cláudia em pleno casamento. Vasco sorri rendido por Carlota lhe dizer ansiar por ter filhos com ele.

Jacinta e Ju choram a olhar para Simão caído no chão. Simão olha para a barriga de Ju e, ouvindo os seus apelos, sente forças para retomar o combate desferindo sucessivos golpes a Gabriel que o deixam KO. Simão cai completamente desgastado no chão, deixando Ju aflita. Ju e Jacinta choram aflitas junto de Simão, que permanece inerte no chão sem dar sinal de vida. Aniceto diz-lhe que ele vai ficar bem. Simão é colocado numa maca para ser levado para o hospital.

Manuel e Célia sorriem felizes por Inês ter aparecido para passar lá a noite tal como lhes tinha prometido.

Inês repara no ar satisfeito de Célia, que acaba por admitir que beijou Paulo e lhe agradou aquela possibilidade de poder reatar com ele. Inês refere pesarosa que Miguel anda triste. Célia argumenta à filha que foi Miguel quem acabou tudo com ela e não o oposto.

Teresa anui a Chico que o parto de Cláudia correu pelo melhor e tanto ela como o bebé estão bem. Teresa afasta-se e corre aflita por receber uma chamada de Ju a dizer-lhe que Simão acabou de dar entrada no hospital. Jacinta avis Ju que nunca a vai perdoar, se Simão não recuperar, por ter mentido em relação ao seu filho. Ao perceberem que Simão corre perigo de vida, Eduardo abraça Teresa a confortá-la, e Teresa pede-lhe que vá auxiliar Simão.

Episódio 272

Chico abre a divisória do quarto e Cláudia observa comovida a mãe a amamentar o bebé.

Leonor pensa no momento em que entregou Tomás à polícia. Entretanto, recebe uma chamada de Carlos que lhe diz não querer esperar mais para saber como está Simão e vai para casa dela protegê-la.

Teresa conforta Ju que se culpabiliza por Simão ter voltado às lutas. Ambas olham sem argumentos para Jacinta, a criticá-las furiosa, por terem sido capazes de mentir.

A neurologista conversa com Eduardo e Bruno sobre o estado de Simão, afirmando que ele se encontra em risco de vida, Simão respira comajuda de um ventilador. Jú continua a culpar-se, pedindo também desculpa a Teresa por a ter feito cúmplice daquela história. Teresa diz a Jú estar segura que Simão vai recuperar das mazelas, disfarçando estar preocupada com o que pode acontecer.

Lena e Carlota olham-se em despique, com a primeira a acusar Carlota de ser uma ladra de maridos. Carmo e Carlota ficam em choque por Lena contar que Simão está em muito mau estado no hospital da tareia que levou numa luta ilegal.

Na sala de espera do hospital, Jacinta olha com rancor para Jú e Teresa enquanto aguardam novidades de Simão. Todos ficam em choque por Bruno admitir que Simão poderá ficar com sequelas das pancadas que levou e incorre o risco de ficar paralítico.

Marta olha espantada para Bárbara a dizer-lhe ter vindo à consulta para engravidar o mais depressa possível de Eduardo, visto estarem completamente apaixonados.

Bruno diz a Jacinta, Jú e Teresa ser ainda prematuro afirmar como Simão vai acordar do coma induzido. Carlota que entra nesse momento com Carmo fica em choque com aquela revelação, e Carmo fica incrédula com a barriga de grávida de Jú.

Rafa afasta-se por ter compromissos, reforçando a Paulo gostar cada vez mais dele. Paulo admite a Inês estar a aproximar-se de Célia, não conseguindo evitar que Miguel não saia magoado daquela história.

Carmo ataca Jú e culpa-a de ter desgraçado a vida de Simão ao ter-lhe escondido que o filho não tinha morrido, recriminando igualmente Jacinta por sempre defender Jú.

Marta confirma estar tudo bem com Sebastião eque ela poderá já sair do hospital. Marta contém a sua dor e diz à irmã para parar de lhe agradecer. Marta sai constrangida sob o olhar devastado de Cláudia.

Carlos diz abalado a Leonor que Simão pode ficar com sequelas graves do combate e discute com ela ao perceber que Leonor sabia que Jú não tinha perdido o bebé.

Eduardo olha tenso para Bárbara, ali no hospital, mas ela explica-lhe ter vindo buscar uns exames de Manuel.

Teresa estaca em choque por Marta lhe contar que descobriu que Eduardo está a pensar ter filhos com Bárbara aconselhando a amiga a esquecê-lo definitivamente. Bárbara, de longe sorri, triunfal ao perceber que o seu plano resultou.

Jacinta quase desfalece a olhar para a condição de Simão, que permanece em coma. Jú entra a pedir que a deixe ver Simão, mas Jacinta puxa Jú para a saída e diz-lhe que ela já fez mal suficiente ao seu filho.

Chico vai buscar Cláudia ao hospital e fica apreensivo por Cláudia fazer questão de ir ver Sebastião, asseverando-lhe não se deixar envolver emocionalmente.

Carlota expressa, sincera,que espera que ele melhore depressa e Carmo acaba por admitir à filha que quer que Simão recupere por ter sido a grande paixão da sua vida.

Rui e Mariana almoçam com Leonor e Carlos, que fica reconfortado por Rui lhe assegurar haver muitos casos de pessoas como Simão que recuperam todas as suas faculdades.

Na casa dos Gama, vemos Tomás a aparecer na sala e ir em direção aos quartos. Inês chega dos treinos e sobe em direção ao quarto. Tomás percebe que, agora o seu quarto pertence a Inês, que reprime um grito ao ver Tomás, voltando a sair do quarto. Inês chora aflita e procura um sítio para se esconder.

Episódio 273

Carlota olha chocada e desiludida para Carmo, que lhe dizer que deve pensar no aspeto positivo do internamento de Simão e que herdará uma imensa fortuna se este não sobreviver.

Na antiga sala dos Gama, Tomás percebe que foi mesmo Inês quem chegou ao ver o seu saco de desporto. Inês escondida não consegue abafar um soluço de choro. Fecha os olhos e fica gelada ao ver Tomás frente a frente consigo a olhá-la de sorriso maquiavélico. Tomás diz a uma apavorada Inês não ser sua intenção matá-la por ela ainda ter muito que viver. Manuel entra nesse momento e olha desconfiado para Tomás, que lhe atira um enfeite de mesa e sai disparado porta fora.

Na cafetaria do hospital, Eduardo queixa-se a Mateus. Diz não aguentar mais a pressão que Bárbara lhe anda a fazer e Mateus aconselha-o a acabar já com a relação sem pensar no sofrimento por que ela possa passar. Noutra mesa, Aníbal ouve Maria do Carmo a dizer que Carlota irá ficar riquíssima se Simão morrer. Ambos trocam um sorriso insidioso enquanto Aníbal lhe diz que pode interferir nesse campo.

Lena recusa-se a sair do escritório embora Vasco continue a insistir. Ri-se em descrédito por Vasco vincar que vai provar que a assinatura dele no documento que lhe dá metade de tudo o que é seu é falsa. Lena acusa Vasco de somente querer ficar com Carlota por ela ser a herdeira de Simão.

Inês diz a Nuno que acha que Tomás não lhe queria fazer mal, mas Nuno pensa que Tomás apareceu ali com o intuito de atacar a sua família.

Vasco, irritado, pede a Mateus para ir ter consigo para falarem de um assunto relacionado com Lena. Mateus consente em ir ter com ele, contanto a Eduardo que Vasco continua sem conseguir livra-se dela. Eduardo suspira agastado por estar a passar por um problema parecido com Bárbara.

Marta continua a observar apreensiva Cláudia a amamentar Sebastião. A enfermeira chama Marta para acorrer a um parto de urgência e Cláudia fica sozinha com Sebastião, que fica com um ar tenso, de quem mudou de ideias acerca daquele bebé.

Nuno interrompe o almoço de Mariana, Rui, Leonor e Carlos para lhes contar que Tomás entrou à socapa na antiga casa dos Gama, achando que ele anda à procura da família ainda sem perceber com que intuito.

Ju chora abraçada a Simão, pedindo desculpa por se ter afastado dele dele, pela dor de não suportar vê-lo com Carmo, dizendo perceber agora que não o quer perder.

Marta fica apreensiva ao ver que Cláudia não está no berçário.

Mateus anui, ainda que preocupado, a Vasco ajudá-lo a denunciar todos os esquemas que Lena tem usado nos últimos anos para dar,irremediavelmente, cabo da carreira dela.

Marta sai disparada a temer o pior por Cláudia ter saído levando consigo Sebastião. A enfermeira nega ter visto Cláudia a passar com o bebé. Depois de a procurar por todas as salas, Marta pergunta à rececionista se viu Cláudia sair com um bebé e provavelmente acompanhada de um homem. A rececionista anui dizendo que ela tinha os papéis em ordem. Marta sente as forças a fugirem-lhe dizendo, chocada, a Eduardo que Cláudia lhe roubou Sebastião.

Chico e Cláudia entram com Sebastião em casa e trocam olhares tensos, mas convictos, que tomaram a decisão certa ao terem trazido o bebé com eles.

Mateus anui a Vasco ter sofrido muito nas mãos de Lena, além de ser por causa de pessoas como ela que a classe da advocacia é tão mal vista, consentindo ajudá-lo a proibir Lena de alguma vez mais exercer a sua profissão.

Tiago estaca gelado quando se depara com Tomás à sua frente a olhá-lo sorridente. Tiago recusa-se a dar-lhe a morada da casa onde está a viver agora com Leonor. Tomás tira o telemóvel ao irmão e atende uma chamada de Leonor, que quase desfalece quando percebe que é Tomás do outro lado do telefone. Leonor pede a Tomás que não faça nada a Tiago, assentindo encontrar-se com ele quando e onde quiser. Desaba a chorar, assustada, confortada por Carlos. Tomás diz a Leonor que não vai fazer mal nenhum a Tiago, somente quer encontrar-se com ela para a ver.

Episódio 274

Cláudia expressa a Chico que não foi para magoar Marta que ficou com Sebastião mas sim por ter sentido que ele era parte de si. Chico diz apoiá-la nesta decisão e ambos beijam Sebastião apaixonados. Marta, devastada, recrimina-se por não ter percebido que Cláudia queria ficar com o filho. Eduardo aconselha Marta a não cometer nenhuma loucura dizendo-lhe que Cláudia nunca fará mal ao bebé.

Carlos pergunta a Telma se não se importa de cobrir as suas ausências na escola porque Leonor está a passar uma fase difícil e tem de a proteger. Inês olha irritada para Soraya a avisá-la que o ajuste de contas entre elas está para breve. Telma de súbito sente uma forte dor na perna.

Ju continua a chorar junto a um Simão inconsciente. Culpa-se de o ter deixado naquela situação.

Aníbal sorri insidioso a magicar matar Simão para poder ficar com a sua fortuna. Teresa afasta-se com Jacinta e Ju e diz-lhes para não pensarem no pior. Afirma que ele vai conseguir safar-se desta. Jacinta e Ju ficam reconfortadas. Aníbal, com máscara, ouve a conversa e segue para os cuidados intensivos. Aníbal observa, sorridente, às máquinas que agarram Simão à vida, verificando que seria muito fácil matá-lo. Uma enfermeira entra e Aníbal disfarça dizendo-lhe querer que ele tenha especial atenção.

Leonor confessa a Nuno, que falou com Tomás. Leonor assente a Nuno que o seu telemóvel fique sob escuta e que esteja sob permanente vigilância. Nuno salienta que é a melhor hipótese que tem para apanhar Tomás.

Aniceto olha intrigado para Telma, muito cabisbaixa, que acaba por lhe pedir ajuda, já sem conseguir suportar mais as dores que sente. Aniceto constata que Telma está a arder em febre e esta desfalece nos braços de Aniceto, que pega aflito no telemóvel para chamar uma ambulância.

Teresa diz a Ju e Sofia ainda não ter coragem para contar a Clarinha do estado de Simão. Teresa desaba a chorar junto de Sofia e diz-lhe ainda continuar incrédula por Eduardo ter esquecido tudo o que viveram juntos. Tocam à porta, é Bárbara a pedir-lhe para falarem. Teresa e Sofia olham incrédulas para Bárbara que lhes diz ter ido ali para pedir a Teresa que pare com os comportamentos obsessivos com Eduardo. Teresa só consegue dizer para se ir embora da sua casa, desejando-lhe que seja muito feliz com Eduardo.

Aníbal está sentado à sua secretária quando Carmo bate à porta, e lhe diz que ele estaria a agir de forma correta se desligasse a máquina que mantém Simão vivo. Aníbal pergunta a Carmo o que ganharia ele com isso e Carmo sorri e confessa sentir-se atraída por ele. Diz-lhe que se Aníbal tratasse de Simão rapidamente poderiam ficar juntos e ricos com a herança que Carlota herdará do seu pai.

Marta diz a Eduardo e Bruno que quer arranjar um advogado que consiga provar que Sebastião é seu filho, ficando desesperada por ambos a alertarem que legalmente essa será uma batalha perdida. Aníbal avisa-a para não ousar processar o hospital por terem deixado sair Cláudia. Marta vinca que não vai desistir do seu bebé.

Jacinta entra no quarto de Carlota a criticá-la por ter gasto uma fortuna no cartão de crédito. Jacinta avisa-a que vai passar a gerir todas as contas de Simão. Mais tarde, Carlota apanha Carmo a insistir no escritório com Aníbal para que este ponha termo à vida de Simão, prometendo-lhe ficarem juntos se ele conseguir tal feito.

Lena entra no gabinete de Bruno e este, diz-lhe sorridente, tê-la chamado ali porque encontraram um dador de medula compatível com ela, o que a deixa em choque.

Na casa de Chico, Marta bate à porta e diz a Cláudia que foi ali buscar o seu filho.

Bruno diz a Lena para não cantar vitória visto que o processo de recuperação através do transplante é moroso, mas anui que as hipóteses de sobrevivência dela são agora muito maiores.

Cláudia assume a Marta que nunca a vai perdoar por todas as expectativas que lhe criou de lhe dar um filho. Cláudia diz-lhe que vai lutar até ao fim para ficar com ele e Marta olha chocada para a irmã.

Na papelaria, Célia nega encontrar-se com Paulo depois do almoço, o que o leva a perceber que algo está errado e não insiste. Célia admite à filha que não quis sair com Paulo para não magoar mais Miguel.

Marta implora a Cláudia que lhe dê o filho, mas Cláudia vinca que não vai consentir ficar sem o filho. Marta sai destroçada a dizer que nunca a vai perdoar.

Episódio 275

Aníbal aproxima-se da cama de Simão e desliga-lhe a máquina, referindo ser um hipócrita se lamentasse a sua morte. Logo, sai dos cuidados intensivos e afasta-se disparado pelo corredor fora. Carlota vê-o e segue desconfiada para o quarto de Simão. Carlota percebe que Aníbal desligou a máquina a Simão e estaca, hesitante, a recordar-se das palavras de Carmo: não sabe se deve salvar Simão ou não.

Carlos pede desculpa a Leonor por ter de a deixar sozinha, explicando que Telma teve de ir para o hospital. Leonor recebe uma chamada de Tomás,aceitando que se encontrem na noite seguinte. Nuno liga logo para Leonor no intuito de prepararem aquele encontro e assente em fazer tudo para evitar a captura de Tomás, dando ordens aos agentes para arranjarem homens para irem para o local à paisana.

Carlota continua a olhar para Simão e toma a decisão de gritar a pedir ajuda.

Margarida chama Bruno e diz-lhe ter ocorrido um problema grave nos cuidados intensivos. Carlota conta a Jacinta e Ju o que aconteceu, negando ter visto alguém suspeito a entrar. Carlota permanece tensa por saber quem tentou matar o seu pai.

Bruno diz a Teresa que duvida que o ventilador que mantém Simão vivo se tivesse desligado sem interferência externa. Teresa fica em choque.Todos olham penalizados para Teresa a recusandoe aceitar que Simão esteja condenado à morte. Esta para que a deixem sozinha com o tio.

Lena pergunta, com ar provocador a Ju, Jacinta e Carlota se Simão está as portas da morte, começando todas a discutir acesamente, sendo repreendidas por Bruno. Aníbal aproxima-se no intuito de saber se as suas ações fizeram efeito.Bruno admite que Simão pode estar prestes a morrer por ter estado algum tempo sem respirar. Aníbal aproxima-se chocado a perguntar se é mesmo verdade que a máquina se desligou. Carlota contêm-se para não explodir. Lena sorri discretamente com um certo gostinho de vitória. Jacinta e Ju estão desconsoladas.

Vasco repara na boa disposição de Carmo, que disfarça rapidamente com um ar pesaroso. Carlota entra com ar irritado a dizer a Carmo precisar já de falar com ela. Carmo fica nervosa, anuindo sair com a filha,deixando Vasco intrigado. Maria do Carmo continua a questionar Carlota o porquê de toda aquela urgência em falar com ela, ficando em crescente apreensão por Carlota lhe dizer ser melhor falarem no seu quarto.

Vasco recebe uma chamada telefónica que o informa que ele é um dador de medula óssea compatível com uma mulher.

Carmo olha indignada para Carlota a acusá-la de se ter aliado a Aníbal para matarem Simão com o intuito de ficarem com a herança. Carmo acaba por admitir que ambas lucrariam muito com a morte de Simão, estacando tensa, por Carlota a avisar que se o pai morrer não vai ver um tostão da sua herança.

Telma ouve Bruno a dizer-lhe que a sua ferida está a alastrar e chora com receio de ter de amputar a perna, mas Bruno promete-lhe que isso não irá suceder.

No silêncio do quarto de Simão, as máquinas registam uma alteração de pulsação que mexe vagarosamente o dedo, mas depressa volta ao coma profundo.

Teresa caminha no corredor do hospital quando Eduardo a interceta perguntando-lhe o que se passa. Ela afasta-se magoada recusando-se sequer a olhar para ele, mas Eduardo puxa-a e exige-lhe que lhe explique porque anda a evitá-lo. Eduardo estaca em choque quando Teresa lhe conta que Bárbara foi a casa dela e declarou que os dois já estavam noivos.

Célia admite a Paulo estar profundamente apaixonada por ele, no entanto não consegue avançar numa relação por ainda não ter esquecido Miguel. Paulo beija-a e diz-lhe esperar o tempo que for preciso.

Bruno e o neurologista dizem a Teresa que tem de desligar a máquina a Simão e torcer para que ele recupere do coma, admitindo haver francas hipóteses de tal não suceder. Teresa sai inconformada quando Simão tosse, fazendo com que as máquinas apitem.

Categorias
Televisão

Comentários