Televisão

A Única Mulher: resumo de 28 de Setembro a 3 de Outubro

Episódio 174

Santiago pergunta a Francisca se ela não pretende frequentar as aulas dele e esta explica que tem outras preferências.

Rosalina conta a Concha a artimanha de Mitó e esta decide tomar medidas radicais.

Henrique tenta conversar com Mitó, mas ela faz-se de vítima, recordando que o bebé está quase a nascer e que precisa de estar calma. Ele bebe uma bebida e dá largas à frustração.

Norberto acusa Rafaela de saber a verdade sobre Júnior e fazer jogo duplo, recordando que a pode entregar à polícia. Ele garante que se vai vingar de Luena e dá-lhe instruções sobre o que fazer.

Daniela está num bar com um cliente, quando a polícia faz uma rusga ao local. p>

A polícia faz uma rusga policial ao Estúdio 7. Norberto bebe um whisky, sentindo-se satisfeito e vingado. O cão da polícia fareja um cacifo que é arrombado. O polícia mostra a Luena um saco com pó branco que encontrou no cacifo do Estúdio 7. Ela recua, absolutamente incrédula.

Luena é algemada e levada pela polícia apesar de insistir que a droga não é dela e que tem um filho no hospital. Rafaela promete tomar conta de Júnior e esconde os remorsos.

Daniela conta a Ana Maria que houve uma rusga policial no bar onde ela estava com as meninas da Angels, mas que ela conseguiu fugir pelas traseiras.

António dá instruções a Tânia e a Radu para saberem quem foi preso e impedirem que elas abram a boca.

Sara estranha a ida repentina de António a Lisboa, desconfiando que ele esconde algo. Diogo disfarça o comprometimento e ela apercebe-se.

As prostitutas da Angels, encerradas na mesma cela que Luena, cercam-na com perguntas. Ela explica que não pode fazer nada, mas garante que se elas abrirem a boca, o padrinho trata do assunto. Elas empurram Luena enquanto esta se tenta libertar.

Norberto visita Luena na cadeia e exige saber quem é o pai biológico de Júnior. Ela acusa-o de a ter posto na prisão quando o filho precisa dela. Ela diz-lhe que fala com ele se Norberto a tirar da cadeia, mas ele vai-se embora.

António estranha que Luena tenha sido presa por posse de droga e ameaça Rafaela, mas ela garante que não tinham nenhum negócio paralelo e recorda que Norberto se pretendia vingar dela.

Santiago conta às amigas de Luena que ela foi presa por posse de droga. Ramiro insinua que ela podia ser traficante e acaba a trocar acusações com Pedro. Sílvia e Mafalda decidem ir ter com Rafaela para verem o que podem fazer.

Júnior continua em coma.

Norberto exige a Rafaela que lhe conte quem é o pai biológico de Júnior.

Luena pede ao guarda para fazer um telefonema. Um homem preso numa cela é avisado por um dos guardas de que tem uma chamada. Luena tenta falar com ele, mas ele desliga o telefone quando percebe de quem se trata.

Rafaela diz a Luena que as meninas da Angels saíram da prisão com termo de identidade e residência e o padrinho já tratou de tudo. Luena sente-se abandonada, mas Rafaela aconselha-a a manter-se quieta e calada.

Concha e Clara ficam estupefatas ao verem na televisão notícias sobre a prisão de Luena por narcotráfico. Francisca também estranha a notícia e comenta com o pai.

Daniela e Ana Maria estão preocupadas que a rede de prostituição seja desmontada e elas sejam implicadas.

Camacho comenta com Laura que as rusgas policiais surgiram na sequência de uma denúncia anónima. Ela acha que ele sabe de quem se trata.

Norberto diz a Yolanda que vai regressar a Luanda.

Luena não tem dinheiro para pagar a fiança, porque as contas dela foram congeladas.

António explica a Rafaela que não pode movimentar dinheiro das suas contas agora que os holofotes estão sobre ele. Mas garante que vai tentar arranjar o dinheiro, sem permitir ser associado a Luena. António desconfia que Norberto tem algo contra ele.

Sílvia explica ao médico que Luena está a tentar localizar o pai biológico do filho.

Com a publicidade negativa, ninguém aparece para as aulas no Estúdio 7. Santiago tenta saber se existe fundo de verdade na prisão de Luena, mas Rafaela disfarça.

Bino garante a Luís Miguel que a droga não podia ser de Luena. Ele já não acredita em nada do que ela diz.

Pilar está aborrecida por não ter conseguido que Artur se aliasse a ela, mas garante a Berta que tem outros contactos em Angola. Esta decide segui-la.

Mara e Neuza tomam conta das gémeas. Luís Miguel aparece e Mara pede-lhe para esperar na sala.

Pilar encontra-se novamente com o homem negro, sem notar que é vigiada por Berta.

Episódio 175

Luís Miguel fica comovido ao ver as filhas e explica a Mara que errou por não ter acreditado nela.

Isabel vê a notícia sobre a rusga no bar de prostitutas e fica preocupada. Tenta saber, junto de Mitó se aconteceu alguma coisa à filha, mas à amiga garante que Ana Maria não estava entre o grupo de acompanhantes detidas. Nostálgica, ela telefona à filha para saber se Ana Maria vai mudar de vida. No entanto, esta responde-lhe com maus modos e garante que gosta muito da vida que tem.

Daniela faz ver a Ana Maria que Isabel está apenas preocupada com ela.p>

Na sala de interrogatório da PJ, Camacho diz a Luena que uma das acompanhantes da Angels a denunciou, mas dispõe-se a oferecer-lhe um acordo se ela revelar quem ordenou a morte de Norberto. Henrique interrompe o interrogatório e informa Luena de que a fiança dela foi paga e ela pode sair em liberdade.

Norberto pede a Arsénio que o leve à comarca central. Encontra-se com Rodrigo Dias, o pai biológico de Júnior.

Norberto diz a Rodrigo que Luena tem um filho dele, que está doente e a única possibilidade de o salvar é um transplante. Estupefato, Rodrigo nega tudo.

O médico avisa Luena de que o filho tem apenas semanas de vida se o transplante não for feito. Ela explica que encontrar o pai biológico não é opção.

Rodrigo explica que fez uma vasectomia e não pode ser pai do miúdo, tratando-o com desprezo. Norberto promete tirá-lo da cadeia na condição de ele ajudar o menino e Rodrigo pensa duas vezes.

Mara estranha o regresso repentino de Norberto a Luanda, quando Júnior ainda está doente.

Sílvia sugere a Mafalda que se entendam porque a guerra entre as duas prejudica Tomás e Matilde. Mafalda acusa-a de virar os filhos contra ela e recusa-se a admitir que não gosta deles, cortando a conversa.

Pedro desabafa com Santiago que a situação entre Mafalda e os miúdos não é fácil. Santiago volta a ver Francisca e cruzam um olhar magoado.

Artur vai buscar Mara para um passeio e fica ciumento quando ela o informa de que está à espera de Luís Miguel que vem ver as gémeas. Artur diz-lhe que ela não lhe pode pedir que tolere a presença dele.

Luís Miguel não sabe o que fazer para se manter junto das filhas e de Joana.

Berta confronta Pilar por a ter visto a falar com um homem mal-encarado, tentando saber o que ela anda a cozinhar. Pilar diz-lhe que ela anda a imaginar coisas.

O companheiro de cela de Rodrigo diz-lhe que Norberto é poderoso e se quiser pode tirá-lo da cadeia.

O inspetor Guilherme Torres avisa Norberto que Rodrigo é um homem perigoso. Ele explica que é a única forma de salvar o filho. p>

Isabel confessa a Bino que a filha é uma prostituta. Ele garante que ela não tem culpa no destino que a filha escolheu e conforta-a com ternura.

Rafaela agradece a António por ter pago a fiança de Luena e garante-lhe que o pai biológico de Júnior está detido em Angola e não há hipótese de ele aparecer. Ele está decidido a saber quem fez a denúncia.

Radu informa as raparigas da Angels que querem saber quem se chibou à polícia. Rafaela e Tânia pressionam Cátia a admitir que deu com a língua nos dentes. Ouvem-se gritos de Cátia. Ana Maria é chamada ao gabinete de Rafaela.

Rafaela diz a Ana Maria que já sabem que foi ela quem denunciou a organização. Ela ordena a Tânia que trate do assunto, apesar de Ana Maria negar as acusações. Esta começa a espancá-la. Daniela ouve os gritos da amiga e garante a Radu que ela não fez nada. Este aconselha-a a ficar calada se não quer que lhe aconteça o mesmo.

Ana Maria chora de raiva e medo com a cara ensanguentada. Rafaela expulsa-a da organização e garante que será ainda pior se ela voltar a falar com a polícia. Esta vai-se embora prometendo vingança. Rafaela confessa a António que receia que ela abra a boca, recordando que esta a viu matar um homem. António acha que o melhor é silenciá-la de vez.

Episódio 176

Daniela cuida de Ana Maria. Esta garante que não vai desistir da prostituição, porque já tem os seus clientes. A amiga recorda-lhe o que aconteceu a Lola, mas ela está sedenta de vingança.

Henrique comenta a prisão de Luena com António, dizendo que a vai aconselhar a fazer um acordo com o Ministério Público porque acredita que a polícia pretende apanhar o cabecilha da organização.

Luena diz a Henrique que dirige um site de encontros perfeitamente legal e que está a ser tramada. Ela explica que precisa de contactar com o pai de Júnior, Rodrigo Dias, que está preso em Angola.

Rodrigo não quer dar parte do pulmão a Júnior, mas o companheiro de cela faz-lhe ver que ele só precisa que acreditem que ele aceita a ideia, para ele sair da prisão.

Henrique promete falar com o embaixador em Angola para ajudar Luena.

António avisa Luena que ela não pode ceder e esta garante que sabe quem são os amigos dela.

Dias depois, Norberto está desolado por ainda não ter tido notícias de Rodrigo.

Henrique informa Luena que não existe nenhum detido em Angola com o nome de Rodrigo Dias.

Sílvia diz a Pedro que tentou falar com Mafalda, mas que ela se mostrou agressiva com ela. Ele defende a namorada, deixando Sílvia exasperada.

Sara pergunta a Mafalda pela alergia que a levou ao médico, mas esta desvia a conversa.

O inspetor Guilherme Torres entrega Rodrigo a Norberto que garante que parte nesse mesmo dia para Lisboa.

Neuza comenta com Mara que Rodrigo, mal ponha o pé em Lisboa, vai tentar fugir. Rodrigo comenta, gozão, o luxo da suite de Norberto e pede para tomar um duche. Norberto ordena a Arsénio que o vigie.

Norberto informa o médico de que Rodrigo pode ser o pai biológico de Júnior, mas pede-lhe que mantenha segredo até se confirmar.

Norberto cruza-se com António e insinua que ele veio visitar Luena, porque ficou com a impressão de eles serem amigos. Ele não morde o isco e garante que mal a conhece.

Rodrigo sai da casa de banho, ainda vestido, aproxima-se de Arsénio e bate-lhe com uma estatueta na nuca. Este cai ao chão, inanimado e Rodrigo sai rapidamente do quarto.

Rodrigo faz uma chamada enquanto sai do quarto de Norberto e encontra-se com Ramiro: são amigos. Ele conta-lhe o que se passa e Ramiro dá-lhe as chaves de casa.

Norberto fica furioso ao perceber que Rodrigo fugiu.

Rodrigo entra em casa de Ramiro e explica a Santiago que o amigo lhe ofereceu casa por uns dias. Este fica enfadado por ele não ter falado com ele antes.

Sílvia comenta com o namorado que o pai biológico de Júnior fugiu. Ramiro percebe que se trata de Rodrigo e sai sem dar explicações.

Norberto visita Júnior no hospital e Luena acusa-o de ter plantado droga no cacifo dela. Este diz-lhe que cada um tem o que merece. Santiago e Ramiro aparecem com Rodrigo pelo braço, a debater-se. Rodrigo conta a Luena que Norberto o tirou da cadeia para salvar o menino e não se mostra comovido ao ver Júnior.

Luena agradece a Norberto e oferece-se para lhe pagar o que ele prometeu a Rodrigo. Ele garante que fez o que fez por amor ao filho e que só a quer ver na cadeia.

Rodrigo está contrariado em fazer a operação e acusa Luena de o ter abandonado. Ela garante que nunca o esqueceu, mas estava grávida e tinha de pensar no filho. O médico traz o termo de responsabilidade para Rodrigo assinar. Ele acaba por fazê-lo perante o olhar ameaçador de Arsénio. Luena abraça-o, emocionada, mas ele rejeita-a.

Norberto fica emocionado ao ver Júnior e garante-lhe que ele será sempre filho dele.

Luís Miguel chega com Mara, depois de terem ido registar as filhas. Artur fica tenso com a presença dele. Ele acusa-a de ter abandonado Mara grávida e ordena-lhe que se vá embora de Angola. Luís Miguel garante que vai ficar o tempo que quiser com as filhas. Artur e Luís Miguel andam à pancada. Mara ordena-lhes que parem por causa das bebés e os dois afastam-se trocando ameaças.
Luís Miguel pede desculpa a Mara, ela acusa-o de ser irresponsável. Ele não se quer separar das filhas, mas Mara garante que elas vão crescer ao lado da mãe em Angola. Ele acha que ela está a ser egoísta, porque ela pode entrar em Portugal quando quiser e ele não.

Luís Miguel garante à mãe que ninguém o vai afastar das filhas. Pilar mostra-se falsamente compreensiva e promete ficar do lado dele.

Mara diz a Artur que Luís Miguel sugeriu que ela vivesse em Portugal para estarem os dois perto das filhas. Artur fica passado, acha que a disputa pelas crianças vai dar cabo do casamento deles.
Berta não acredita que Pilar queira ajudar os filhos a levar as gémeas para Portugal. Esta garante que vai tomar medidas para levar Luís Miguel de volta para casa.

Henrique recebe uma mensagem da ex-mulher a marcar encontro com ele. Ele prepara-se para sair e tenta dizer a verdade a Mitó, mas ela evita-o, e ele acaba por se ir embora, frustrado.
Clara acha que Bruno devia contar à mãe que está a ser traída. Ele desvia a conversa atrapalhado e acaba por beijá-la apaixonadamente. Ela começa por deixar-se ir, mas logo corta e vai-se embora.

Concha e Henrique envolvem-se apaixonados. Ela tira fotografias com o telemóvel sem que ele se aperceba. Mitó fica revoltada ao receber as imagens. Ela garante a Ana Maria que vai fingir que não viu nada. Henrique sugere ficar a dormir a casa de Concha, mas ela diz-lhe que é melhor falar com Mitó primeiro. Ela recebe um aviso a informar que a mensagem foi entregue.

Episódio 177

Luena acorda sobressaltada e fica preocupada por não ver Rodrigo. Ele aparece com um café e diz-lhe que Norberto o tem vigiado e não pode fugir. Ela defende que Júnior vai precisar do pai, mas ele garante que ela não terá mais nada dele.

Norberto avisa Arsénio que os testes revelaram que Rodrigo é compatível. Luena agradece a Rodrigo o que ele está a fazer pelo filho, mas ele acha que ela vê nele alguém que não existe. Norberto entrega um cheque a Rodrigo como pagamento.

Pilar vai a casa da família Venâncio com Luís Miguel, visitar as meninas. Ele assegura a Mara que vai lutar pelas filhas até às últimas consequências, ela não gosta da ameaça. Ela defende que, em Portugal, as duas meninas seriam tratadas de forma diferente por causa do racismo da mãe dele. Luís Miguel tenta acalmar os ânimos, lembrando que apenas vieram visitar as bebés. Pilar ignora a neta negra e Neuza confronta-a.

Luís Miguel tenta convencer Mara a ir viver para Portugal, mas ela não quer ser desenraizada nem sujeitar as filhas ao racismo. Ele defende que Lueji, a filha branca, também pode ser maltratada em Angola.

Ana Maria ameaça contar à polícia que Rafaela matou Vasco se ela não lhe der uma indemnização por ter saído da Angels. Esta não cede e explica que se ela for presa, Ana Maria será acusada de ser cúmplice no crime.

Sara vai visitar António no hotel e observa Jorge aos beijos com Yolanda. Fica revoltada e desabafa com António que a tenta acalmar. Ela recorda como foi sempre tratada como uma filha de segunda pelo pai e acusa a mãe de a ter desprezado em criança.

Norberto e as amigas de Luena aguardam pelo desfecho da operação. Elas ficam muito sensibilizadas ao saber, por Rafaela, os esforços dele para salvar o menino.

O médico informa que a operação foi um sucesso e que agora resta esperar para ver se o organismo de Júnior aceita o transplante.

Norberto pede para ver Júnior, muito comovido, e diz-lhe que ele nunca vai deixar de ser filho dele. Ele informa Arsénio de que correu tudo bem e ordena-lhe que pague o resto a Rodrigo.

A enfermeira explica às amigas de Luena que ela está ainda em recuperação. O monitor dos sinais vitais de Luena dispara e ela corre na direção delas, deixando Rafaela, Sílvia e Mafalda muito apreensivas. Luena entra em paragem cardíaca e os médicos tentam reanimá-la.

Rodrigo acorda no hospital e vê um envelope com o segundo cheque.

Júnior acorda e chama pela mãe, choroso. Sílvia abraça-o, tentando confortá-lo.

Luena é reanimada com sucesso mas tem de ser levada para o bloco operatório. Mara informa Luís Miguel de que Luena corre risco de vida.

Artur queixa-se à mãe que Luís Miguel ainda está em Lisboa e não vai desistir das filhas. Yolanda decide regressar a Luanda para ajudar o filho a livrar-se de Luís Miguel. Kizua fica radiante por a ver longe de Jorge, mas ela recorda que não vai desistir da fortuna Sacramento.

Berta acusa Pilar de ignorar a neta negra. Esta está decidida a levar o filho de volta para Portugal, mas Berta está de olho nela.

Mitó encontra marcas de batom no colarinho de Henrique e enfurece-se. Concha comenta com Clara como deixou marcas de batom e perfume na camisa do ex-marido para irritar Mitó. Ela garante à filha que Mitó vai provar do seu próprio veneno.

Bruno admite a Francisca que Clara está chateada com ele porque ele a beijou. Esta acha que a prima também gosta dele, mas não quer admitir por causa da guerra aberta entre as mães. Com ciúmes, Santiago aborda Francisca, confessa que ainda gosta dela e tenta beijá-la, mas ela recorda-lhe que ele é comprometido.

Henrique exige ter uma conversa séria com Mitó. Esta diz-lhe que sabe que ele anda a dormir com outra mulher, mas que prefere não saber quem é até o filho nascer, de modo a adiar a humilhação com Concha.

O médico informa Rafaela e Mafalda que Luena está fora de perigo.

Episódio 178

Luena está na cama, inconsciente, a recuperar da cirurgia. Júnior fica feliz ao saber que a mãe está bem e que ele está curado. As amigas de Luena não sabem o que lhe dizer quando ele pergunta pelo pai.

Rafaela diz a Rodrigo que o menino só pode saber que ele é o pai dele depois de a mãe ter falado com ele. Ele tenta saber o que Luena lhe contou sobre ele.

Já em Luanda, Norberto pede ao médico para o manter a par da recuperação de Júnior. Continua amargo por não ser pai do menino.

Lígia vigia as gémeas e fala com o seu cúmplice sobre a melhor forma de as raptar.

Luís Miguel diz a Mara que têm de decidir se as filhas ficam em Angola ou em Portugal, mas Norberto interrompe e conversa, irado, dizendo que as netas não vão a lado nenhum. Ele ameaça expulsá-lo novamente de Angola. Luís Miguel sai com as filhas. Mara explica ao pai que ainda estão a decidir o que fazer.

Artur fica chateado por ver a mãe em Angola e ordena-lhe que o deixe resolver os problemas dele sozinho, mas ela não desiste de maquinar um plano.

Com receio de perder as netas, Norberto aborda Pilar que diz que tem um plano. Ela sugere que separem as meninas, ela e o filho ficam com Lueji e Mara e Norberto ficam com Rosarinho. Ele explode, acusa-a de ser ignorante e racista e garante-lhe que as netas dele não vão a lado nenhum.

Ana Maria não desiste de se vingar de Rafaela, mas Daniela recorda que ela pode acabar morta numa valeta se não ganhar juízo. p>

O Estúdio 7 continua sem ninguém. Santiago diz a Orlando que está na altura de aceitar que Francisca não quer nada com ele. Francisca diz à amiga que a vida dela agora é em Boston e não quer dar esperanças a Santiago. Clara admite que tem sentimentos por Bruno, mas acha que nunca ia resultar entre eles.

Henrique diz a Concha que contou a Mitó que anda com outra, mas não revelou que era ela. Ela fica enraivecida, certa de que se trata de mais uma manipulação, mas ele insiste em respeitar a vontade dela.

Ana Maria vai ao escritório de António e diz-lhe que Rafaela a tramou e não foi ela quem denunciou a rede de prostituição. Ela acusa-a de estar a cobrir a sua própria denúncia e António fica interessado. Ele paga-lhe para ela se afastar durante uns tempos e coloca Radu a vigiá-la.

Luena acorda no hospital e revê o filho, emocionada. Ele volta a perguntar pelo pai.

Mara fica chocada com a ideia de Pilar de separar as gémeas. Norberto explica à filha que ela tem de aceitar que a disputa dos bebés é uma guerra, porque Luís Miguel quer levá-las para Portugal.

Yolanda dá dinheiro a Kizua para ele tomar uma medida drástica, apesar de ele achar que vai correr mal.

Pilar droga Berta para ela não a seguir e sai decidida com uma arma na mala.

Neuza receia pela segurança das bebés que Luís Miguel levou a passear. Dois homens negros atacam Luís Miguel e raptam as meninas. Luís Miguel corre atrás das filhas, desesperado, pedindo ajuda e acaba por cair de joelhos, sem forças.

Luís Miguel conta que as meninas desapareceram, Mara fica em choque. Norberto culpa Luís Miguel pelo rapto das meninas e Mara não o defende.

Berta acusa Pilar de estar por detrás do rapto das meninas.

A família Sacramento comenta o rapto, consternada. Jorge recorda que existem redes de tráfego de crianças a operar em Angola. Sara acha que pode ter sido a família Venâncio para culpar Luís Miguel. Jorge decide ir para Angola.

O inspetor Guilherme Torres pede a Luís Miguel para lhe contar todos os pormenores do rapto. Luís Miguel não se recorda de nada distintivo que ajude a identificar os raptores.

Mara chora, sem conseguir dormir. Neuza tenta convencê-la a descansar, mas ela sai descontrolada. Quer ir procurar as filhas e culpa Luís Miguel pelo sucedido. Artur chega entretanto e oferece-se para levá-la.

Pilar aparece e tenta confortar o filho, mas o inspetor diz-lhe que precisam de continuar o interrogatório.

O inspetor pergunta a Luís Miguel pelas andanças da mãe dele e ele fica indignado por a família ser suspeita.

Neuza recorda como perdeu Mara quando ela era bebé e chora, consolada por Arsénio.

Mara chega ao musseque e mostra fotos das filhas, esperando que alguém as tenha visto.

Neuza entrega fotos e roupa das meninas ao inspetor para começarem as buscas. Artur tenta impedir Luís Miguel de falar com Mara, mas este insiste.

Mara acusa Luís Miguel de não ter protegido as filhas e cai num pranto incontrolável. Ele promete encontrá-las enquanto a conforta.

Norberto diz a Arsénio para oferecer uma recompensa a quem tenha uma pista sobre o paradeiro das meninas. Ele desconfia que Pilar e António podem estar envolvidos no rapto.

Norberto pede ajuda a Camacho, que parte nessa noite para Luanda. Ramiro ouve a conversa telefónica e tenta saber mais sobre o rapto. As buscas prosseguem.

Mara pede desculpa a Luís Miguel por o ter acusado, sabendo que ele sofre tanto como ela. Ele admite que nunca se sentiu tão impotente.

Numa casa no musseque, duas mulheres negras tomam conta das gémeas.

Episódio 179

Sílvia comenta o rapto com o namorado e Ramiro recorda como ajudou Joana a fugir quando ela foi levada por Lígia.

Bino e Isabel chegam para apoiar Luís Miguel e Mara. Norberto avisa que chamou a Luanda o inspetor Camacho, porque desconfia que o rapto pode ser uma retaliação contra ele, olhando fixamente para Pilar.

Pilar tenta virar o filho contra Mara, por esta o ter acusado, mas ele garante que já resolveram o problema.

Luena não sabe como contar ao filho que Rodrigo é o pai dele.

Rodrigo sai discretamente do hospital com uma bata de enfermeiro.

Camacho chega a Luanda e Norberto comenta as suspeitas que tem sobre António. O inspetor Torres mostra imagens de Lígia nos vídeos de vigilância e explica que ela faz parte de uma rede de tráfico de crianças.

Ramiro telefona a Lígia, tentando averiguar se foi ela que raptou as meninas.

Luís Miguel reconhece Lígia como a autora do rapto de Joana. O inspetor Torres garante que já distribuíram fotos dela pela polícia.

Inquieto, Ramiro manda uma mensagem anónima a Camacho. Camacho recebe a mensagem e avisa o inspetor Torres de que podem ter uma pista sobre o paradeiro de Lígia.

Norberto informa a filha e Luís Miguel que a polícia tem uma pista, mas que Lígia está prestes a sair do país.

Artur dá esperança a Mara e promete ficar sempre do lado dela. Luís Miguel observa o momento de intimidade entre os dois.

Bino e Isabel comentam a animosidade entre as duas famílias apesar do desaparecimento das netas. Jorge critica a atitude racista da esposa. Pilar salienta a Berta que o envolvimento de Lígia prova que ela não teve nada a ver com o rapto.

Lígia nota que está a ser seguida pela polícia e inicia-se uma perseguição. O carro deles é encurralado e eles rendem-se. Camacho e Torres ficam sem palavras ao abrir a porta do carro. Não são as netas de Norberto no carro.

Rosarinho e Lueji seguem numa carrinha branca que acelera pela estrada fora.

Norberto informa a família que apanharam Lígia, mas ela não raptou as gémeas. Jorge oferece-se para ajudar. A polícia angolana revista o armazém de Lígia.

Norberto explica a Jorge que Pilar e António podem estar envolvidos no rapto para o tentar calar. Ele pede-lhe para ficar atento à esposa.

Kizua informa Yolanda de que o homem que ela contratou quer mais dinheiro.

Concha critica Henrique por não assumir que estão juntos. Ele argumenta que Mitó tem uma gravidez de risco e prefere não saber. Ele abraça-a carinhoso e fica com o colarinho sujo de batom. Mitó repara no colarinho e disfarça a ira, pedindo para ele a levar a casa que não se sente bem. Todos reparam no que se passa, Henrique não percebe.

Clara conta a mãe o que se passou, ela admite que fez de propósito para humilhar a rival. Ela fica revoltada com a atitude da mãe.

Camacho e Torres propõem um acordo a Lígia se ela disser onde estão as bebés.

Pilar diz ao marido que acha que foi Norberto quem orquestrou o rapto das meninas para impedir Luís Miguel de ficar com elas.

Rodrigo tenta saber se foi Ramiro quem informou Norberto do paradeiro dele. Ele diz ao amigo que não quer ser pai de Júnior e, com o dinheiro que recebeu de Norberto, pretende recomeçar a vida noutro lado.

Rafaela explica a Luena que Rodrigo só fez o que fez pelo dinheiro. António telefona a Rafaela a marcar um encontro para essa noite.

Pedro explica a Sílvia que se atrasou porque Mafalda não se sentia bem. Ela desvaloriza a preocupação dele, acha que a amiga o está a manipular. Ele defende que os filhos também não gostam de Ramiro. Os dois acabam por admitir que não podem usar Tomás e Matilde para se agredirem. Pedro salienta que a raiva que ela tem de Mafalda não vai ajudar os filhos a superar a separação deles.

Mafalda conta a Sara o que se passa e ela defende que há tratamentos. Ela admite que não contou nada a Pedro.

Categorias
Televisão

Comentários