Televisão

Rui Sinel de Cordes ataca fortemente a CMTV

Um mês depois de ter sido fortemente criticado por Nuno Graciano no programa «Manhã CM», Rui Sinel de Cordes usou as redes sociais para atacar a emissão da CMTV, nomeadamente por transmitirem um velório em direto.

Estou com gripe há 5 dias e como tal, tenho-me alheado um pouco da realidade. Hoje, fui confrontado com isto. Pensei – uma vez mais – não dizer nada e limitar-me a fazer o que sempre fiz: piadas. Só que hoje, não dá.

Os moralistas que dedicaram horas a julgar o carácter de humoristas, que discutiram o humor como se soubessem do que falavam, que se ofereceram para agredir quem tem opiniões, do alto do seu pedestal alicerçado em pés – não de barro, mas de merda – hoje decidiram dedicar horas de emissão a um velório de uma criança. Eu não vi, mas aposto que até o gordo da moda ultrajou a roupa que a família usava.

São estes porcos que levam a nossa sociedade para a lama.
São estas baratas que conduzem o nosso pensamento para o esgoto.
São estas bactérias que infectam o sistema imunitário deste país, conduzindo-nos para uma sociedade de animais sem escrúpulos.
Gente sem moral, sem princípios, sem deontologia, sem carácter.

Há mais dignidade no ranho que saiu do meu nariz nos últimos dias do que nos apresentadores deste canal.
Há mais informação valiosa na minha tosse carregada de expectoração do que nas palavras que saem da boca destes vermes.
Há mais ar puro numa incineração de compressas usadas do Hospital onde estive ontem do que nos corredores deste estúdio.
Há mais serviço público na sanita que recolheu o meu vómito do que na chefia deste pasquim.

Seria bom se parássemos de discutir os limites do humor (não existem, parem de perguntar) e começássemos a debater os limites do jornalismo de sarjeta.

É uma pena isto não ter sido um sketch de humor. Seria mais fácil aglomerar ignorantes, acusar o autor de ser um filho da puta, de lhe bloquear as suas páginas nas redes sociais, de lhe oferecer porrada e de chamar a atenção da ERC para o multar.

Categorias
Televisão

Comentários