Televisão

RTP Memória: Conheça a programação especial para a comemoração do 25 de abril

A RTP Memória preparou uma emissão especial para assinalar a Revolução de Abril de 1974, exibindo programas e biografias  que nos irão permitir recordar os principais momentos e personalidades que marcaram essa data. E por isso, ao longo de toda a semana a RTP Memória terá um locutor de continuidade muito especial, Otelo Saraiva de Carvalho.

Para a História da Ditadura em Portugal...Dia 24, às 00h00

PARA A HISTÓRIA DA DITADURA EM PORTUGAL

Programa dedicado ao período da ditadura em Portugal.

Um programa de três episódios comemorativo do 10º aniversário do 25 de Abril de 1974. Da ditadura de Salazar à Revolução dos Cravos, vamos poder acompanhar como a sociedade portuguesa enfrentou os anos do Estado Novo totalitário.

Dia 25, às 13h00

HOMENS SEM SONO

O 25 de abril na voz dos seus principais intervenientes.

Um programa onde os membros do Movimento das Forças Armadas (MFA), Brigadeiro Otelo Saraiva de Carvalho, Capitão Vasco Lourenço e Major Vítor Alves, contam a Carlos Cruz o processo de criação do Movimento dos Capitães, que veio depois desencadear o 25 de Abril de 1974.

Dia 25, às 15h00

AQUELE ABRIL

Quais as perguntas que fariam a Mário Soares sobre a ditadura?

Um grupo de jovens visita lugares emblemáticos da Revolução, como a prisão de Caxias, o Largo do Carmo e a Estação de Stª Apolónia, na companhia do Dr. Mário Soares que lhes vai relatando factos sobre a ditadura e o ambiente que se vivia antes do 25 de Abril de 1974.

 Dia 25, às 18h35

PORTUGALMENTE – “REVOLUÇÃO DE ABRIL”

Um olhar sobre a realidade do país.

Para assinalar o 25 de abril, no episódio “Revolução de Abril” vamos recordar a Revolução de Abril de 1974 através de relatos radiofónicos, ilustrados com imagens atuais das zonas de Lisboa referidas nesses relatos e os lugares que marcaram os principais acontecimentos desta Revolução.

 Dia 25, às 20h00

PORTUGALMENTE – “MULHERES DO COUÇO”

Depoimentos na primeira pessoa

Neste programa vamos conhecer cinco mulheres da aldeia do Couço que substituíram os maridos em ações de luta contra o Estado Novo e que nos contam na primeira pessoa o tratamento de que foram alvo pela PIDE. Também elas foram presas e torturadas.

Dia 25, às 22h00

OS VERDES ANOS

Os Verdes Anos marca a estreia do realizador Paulo Rocha e o início do Cinema Novo Português.

Júlio, de 19 anos, vem para Lisboa tentar a sorte como sapateiro. No dia da chegada, um incidente leva-o a conhecer Ilda, uma jovem da mesma idade que trabalha como empregada doméstica numa casa próxima da oficina.

Júlio sente-se num ambiente estranho e hostil, desenrolando-se uma série de peripécias que lhe despertam a desconfiança em relação a Ilda, que decide romper o namoro. A impulsividade de Júlio conduz esta relação para uma tragédia.

Com música original de Carlos Paredes e produção de António da Cunha Telles, “Os Verdes Anos” é a estreia na realização de Paulo Rocha (1935-2012).

Esta obra, datada de 1963, marcou o início do Cinema Novo português e veio a tornar-se uma referência cinematográfica para as novas gerações.

Dia 25, às 00h25

CRAVOS DE ABRIL

Um programa de caráter documental sobre a “Revolução dos Cravos”.

Um programa que retrata de forma histórica e cronológica o período compreendido entre o dia 25 de abril e 1 de maio de 1974.

Neste programa vamos conhecer os pormenores sobre o golpe de Estado Militar levado a cabo na madrugada do dia 25 de abril, conduzido pelo Movimento das Forças Armadas (MFA), que depôs o regime vigente de ditadura do Estado Novo, o qual teve a adesão em massa da população.

Dia 25, às 02h30

A CONSCIÊNCIA DE ABRIL – MELO ANTUNES

Entrevista de Fátima Campos Ferreira a Ernesto Augusto de Melo Antunes, Tenente-coronel e político.

A RTP recorda a última entrevista dada pelo Major Melo Antunes, em 1999. Melo Antunes fala sobre vários aspetos da preparação do 25 de abril e das questões políticas que se lhe seguiram.

Um trabalho da jornalista Fátima Campos Ferreira.

Dia 26, às 13h00

RETRATOS CONTEMPORÂNEOS – SALGUEIRO MAIA

Um documentário sobre a vida de Fernando José de Salgueiro Maia, “Capitão de Abril”, e a sua atuação na Revolução do 25 de Abril de 1974. Baseado no livro Salgueiro Maia, Um Homem da Liberdade, de António de Sousa Duarte.

Dia 27, às 00h00

RETRATOS CONTEMPORÂNEOS – ARY DOS SANTOS

Um documentário sobre a vida pessoal e a obra do poeta José Carlos Ary dos Santos.

José Carlos Ary dos Santos nasceu a 7 de dezembro de 1937. Desde muito cedo que sempre se apresentou irreverente e rebelde. O arranque do seu percurso académico não foi fácil. Escreveu o seu primeiro livro aos 16 anos, Asas, no ano de 1953. Mas apenas a quase a meio da década de 60 é que inicia verdadeiramente a sua carreira de poeta, o segundo volume A liturgia do sangue surge apenas 10 anos depois. Seguiram-se as obras Adereços, Endereços em 1965, e Insofrimento, in Sofrimento em 1969. Depois do 25 de abril publicou As portas que Abril abriu no ano de 1975, e em 1983 20 anos de poesia.

Trabalhou com os nomes mais importantes da música ligeira portuguesa e assume-se, ainda que num contexto totalmente definido, com antirregime. A ligação ao Partido Comunista, a sua vida de boémio, o seu modo de ser desbragado e incontido, e a assunção descomplexada da sua condição de homossexual tornaram-se as suas imagens de marca, reproduzidas neste documentário. Ary dos Santos morreu aos 46 anos.

Um documentário biográfico sobre Ary dos Santos com coordenação de Fernando Lopes.

Dia 28, às 13h00

HUMBERTO DELGADO: OBVIAMENTE, DEMITO-O!

 

Um documentário que evoca não só os tempos do Estado Novo e da ditadura de Oliveira Salazar, como a personalidade vulcânica do “General sem Medo”, nome pelo qual ficou conhecido, através de depoimentos e imagens de arquivo que revivem os antecedentes das eleições presidenciais de 1958.

Categorias
Televisão

Estudante de Geografia (FLUP). Apaixonado por televisão e pelas ciências sociais. Ingressou no mundo dos blogues em 2011 e conta com a participação em vários projetos.

Comentários