Palcos & Letras

Constelações: Teatro Aberto leva-nos às estrelas até 30 de julho

O Teatro Aberto tem em cena até 30 de julho o espetáculo Constelações, de João Lourenço. Uma viagem às estrelas imperdível com uma encenação mais uma vez sublime.

Protagonizado por Joana Brandão e Pedro Laginha, Constelações fala-nos dos universos paralelos e dos vários níveis onde as nossas escolhas nos podem levar. Das várias escolhas que os personagens fazem surgem vários diversos cenários com os quais têm de lidar.

João Lourenço consegue mais uma vez ir mais além, e desta vez ao nível estelar. A encenação é  exímia neste espetáculo do Teatro Aberto, com uma linguagem atual e que traz uma dimensão muito profunda ao texto.

Um exigentíssimo espetáculo para qualquer ator será certamente a melhor forma de definir o texto de Nick Payne e a dramaturgia tão bem conseguida de Joao Lourenço e Vera San Payo de Lemos. O cenário reforça a ideia dos universos paralelos e todo o ambiente criado transporta-nos também para o tema. Desde a porta da sala que só abre depois de um aviso sonoro, como se de uma nave espacial se tratasse, tudo nos remete para esse universo.

Constelações_foto ensaio6

Joana Brandão é claramente a revelação deste espetáculo. Uma prestação muito bem conseguida que consegue as mutações perfeitas entre os diversos estados de euforia e depressão. Pedro Laginha consegue mais uma vez uma prestação consistente em consonância com o que nos tem habituado.

Constelações está em cena no Teatro Aberto até 30 de julho. Sessões de 4ª a Sábado às 21h30 e Domingo às 16h.

Fotografias: Teatro Aberto

Categorias
Palcos & Letras

Estudante de Farmácia, amante das ciências e das artes. Gosto particular por entretenimento em diversas áreas: televisão, cinema, teatro, música.

Comentários