Resumos de Novelas

Rainha das Flores: resumo de 22 a 28 de Agosto

Por  | 

Episódio 91

Marcelo confessa a Bárbara que se sente desconfortável por se envolver de vez em quando com ela quando na realidade gosta de Rosa. Bárbara tranquiliza-o e assegura que só quer passar bons momentos com ele, realçando que não o está a pedir em casamento.

Piedade censura Beatriz por ter traído a sua confiança e assegura-lhe que o romance com Fialho acabou para sempre.

Fialho desabafa com Rui e confessa-lhe que não consegue viver sem Piedade, acrescentando que agora tem mais um problema porque Rute quer ir fazer um cruzeiro no Douro e ele não tem dinheiro. Rui fica apreensivo quando Fialho lhe pede dinheiro emprestado.

Rute fica radiante ao constatar a evolução de Rafael na técnica da pintura a óleo e ele fica feliz com o elogio, mostrando-se orgulhoso por estar à beira de expor os seus trabalhos.

Lia percebe que Joana e Rafael estão muito próximos e sente alguma inveja da amiga, censurando-a por estar interessada num miúdo. Joana afirma indignada que são apenas amigos mas Lia não se deixa convencer.

Depois de chegar ao hospital com Rosa para ela falar com Corália, Narcisa envia desesperada uma mensagem a César e pede-lhe que ligue a Rosa e a entretenha. César cumpre as instruções e permite a Narcisa que chegue sozinha ao quarto de Corália. Como ela não está ali naquele momento, Narcisa troca a ficha clínica pela de outra doente que divide a o quarto com ela e quando Rosa chega para falar com Corália, Narcisa engana-a e remete-a para uma outra paciente. Rosa fica convencida de que vai esclarecer de vez a morte do pai mas, na verdade, é mais uma vez enganada pela irmã e depara-se com uma mulher que está moribunda.

Episódio 92

Narcisa, muito enervada, consegue levar Rosa do hospital em Santarém sem que ela consiga falar com Corália para tentar perceber o que é que provocou a morte do pai, fazendo-a acreditar que a mulher está moribunda. Rosa não se conforma por não conseguir esclarecer as suas dúvidas e começa a acreditar que uma força estranha a impede de chegar à verdade. Narcisa, dissimulada, avança que talvez seja Deus a querer poupá-la a mais uma desilusão.

Desiludida, Rosa regressa à Floriz acompanhada por Narcisa e começa logo a trabalhar, avaliando o projecto de César para o projecto da Comporta. No final, dá os parabéns ao arquitecto e saúda o seu empenho ao saber que ele está prestes a angariar mais um cliente importante.

Sandro descobre a plantação clandestina de Gabriela e Hugo e avisa Maria. A encarregada, por sua vez, participa o facto insólito a Narcisa e Rosa que ficam incrédulas com a descoberta e incentivam a que se apure com foi responsável por aquele abuso. Gabriela fica em pânico mas Hugo, com uma grande calma, diz que já tinha visto aquelas plantas e que não disse nada por pensar tratar-se de um projecto secreto. A história pega e Narcisa avisa que têm de investigar o que se passou. A sós com Hugo, Gabriela lamenta por terem ficado sem as suas plantas e constata que não lhes resta outra alternativa senão arranjarem depressa o dinheiro para comprarem ou alugarem um terreno, recordando que não vão conseguir satisfazer as encomendas que têm.

O assunto da plantação clandestina da Floriz é comentado em casa de Rafael e ele confirma aos pais que Hugo já lhe tinha falado dela como um projeto que podia ser secreto. Moisés mostra-se desconfiado e acha que Hugo sabe mais sobre o assunto de que disse, acreditando que Sandro possa estar envolvido por ser um ex-drogado. Maria fica irritada e defende o rapaz, aproveitando para lembrar ao marido que continua à espera do fim-de-semana que hão-de passar juntos.

Hugo chega a casa de Marisa e pede desculpa pelo atraso. Ela não quer perder mais tempo e arrasta-o para o quarto entre beijos e abraços.

Renata e Artur recebem Samuel para jantar, sem a companhia de Rui que foi jantar com Beatriz. Artur revela que ficou impressionado com a história de vida de Celeste, a mulher que esteve presa por ter matado o marido em legítima defesa. Depois de o padre os deixar por momentos a sós, Renata incentiva Artur a partilhar com Samuel o segredo que guarda sobre um assunto do passado mas o namorado assume que não está preparado.

Rui janta com Beatriz e enfrenta a obstinação da namorada com o caso entre Fialho e Piedade. Beatriz insiste que lhe faz muita confusão que Rute esteja a ser traído durante anos a fio e não saiba de nada e mostra-se curiosa para tirar a limpo se Tiago é filho Fialho. Rui acha que ela já se meteu demais no assunto e que é melhor deixar tudo como está.

Fialho conta a Rute que já marcou o cruzeiro no Douro e a mulher fica muito feliz. Marcelo sai para jantar com Bárbara e César não perde a oportunidade de provocar o irmão dizendo que as amigas coloridas são as mulheres ideais.

Marisa fica furiosa com Hugo porque ele volta a falhar o seu desempenho sexual, queixando-se do cansaço que o trabalho na Floriz lhe anda a provocar.

Sofia confessa a Bruno o seu desalento por ainda não ter obtido resposta à carta que escreveu à mãe. O namorado esforça-se por animá-la e aposta que se trata de um atraso dos correios.

Rosa revela-se desalentada por não ter conseguido falar com Corália para esclarecer a morte do pai. Daniel faz-lhe ver que o importante é continuar a ter algumas memórias do passado, acreditando que ela está perto de conseguir respostas para as suas dúvidas.

Narcisa protesta com o cheiro a incenso que Cármen provoca na casa toda. Rosa prepara-se para acompanhar Sofia à consulta de obstetrícia para avaliar o estado da gravidez da enteada e comenta com Narcisa que não vai desistir de falar com Corália e que vai procurar a sua empregada. A irmã disfarça o incómodo da conversa e insiste em demovê-la da ideia.

Daniel não esconde da mãe que lhe desagrada que Rosa vá com Sofia ao hospital onde Marcelo trabalha mas tenta desvalorizar a sua própria angústia.

César procura saber como correu a noite de Marcelo com Bárbara e o irmão esclarece que ficou claro para ambos que são apenas amigos.

Narcisa comenta com a Maria que têm de descobrir quem andou a plantar ervas nas estufas sem autorização. Gabriela sussurra a Hugo que reze para que não sejam apanhados.

Episódio 93

Narcisa chama César ao gabinete e oferece-lhe um relógio como agradecimento por tudo o que tem feito por ela. César aproveita para seduzir Narcisa e consegue convencê-la a aceitar encontrar-se com ele mais tarde. Narcisa fica ofegante com a proximidade de César ao seu corpo.

Rosa felicita Lia e Joana pelo sucesso do concerto no café e elas começam de imediato a dar ideias para o evento de poesia que querem organizar. Lia gaba-se de ser poeta e Rosa deixa-a participar com os seus textos.

Tomás regressa da Alemanha e diz-se feliz, pois doou o dinheiro que tinha ganho com a venda do apartamento de Londres, sentindo se libertou agora da morte da mulher. Daniel partilha, por seu lado, que Rosa voltou a ter uma memória do pai e que Sofia ainda não recebeu notícias da mãe.

Rosa acompanha Sofia ao hospital para a consulta de obstetrícia e quando vai à casa de banho acaba por escutar a conversa de Marcelo com Bárbara sobre a saída da noite anterior. Quando pretende afastar-se, Marcelo vê-a e chama-a apresentando-lhe Bárbara como amiga. A médica retira-se deixando-os a sós e Marcelo esforça-se por justificar que se trata apenas de uma amiga. Rosa dispara que não tem nada a ver com a vida dele e faz menção de se ir embora. Marcelo puxa-a por um braço e acaba por beijá-la.

Rosa esbofeteia Marcelo e faz-lhe ver com determinação que não podem andar aos beijos de cada vez que se encontram e reafirma que o quer esquecer, apesar de ele continuar a insistir em que vai esperar por ela. Sofia passa no corredor e escuta parte da conversa, ficando muito perturbada. É nesse estado de ansiedade que vai para a consulta com Bárbara, enervando-se ainda mais quando Rosa entra no gabinete médico desculpando-se com a ida à casa de banho para chegar atrasada. Sofia está muito tensa durante toda a consulta e trata Rosa com frieza e agressividade, atitude que Bruno estranha, embora conte à médica que a namorada tem estado sujeita a muito stress por causa dos problemas familiares que ela própria explica. Bárbara escuta com atenção e reforça que Sofia tem de continuar em repouso absoluto.

Paula nota que César tem um relógio novo e Narcisa faz de conta que é a primeira vez que o está a ver, escondendo que foi ela quem lho ofereceu.

Júlia tenta fazer as pazes com Nuno na colónia de férias mas ele prefere ir fazer escalada com o amigo que acabou de conhecer, deixando-a muito magoada.

Piedade observa dois jovens atletas na companhia de Tiago escolhe um deles para representar o Aliança. Marisa fica animada quando a presidente do clube confirma que o rapaz é muito bonito e ela suspira, ainda recordada do fracasso de Hugo na cama. Rute aparece vinda dos balneários e faz graça com o facto d agora ser a atleta lá de casa, pois Fialho anda cheio de consultas e raramente consegue ir ao ginásio. Piedade troca olhares comprometidos com Beatriz e vai embora com a desculpa de que tem trabalho urgente para fazer. Já Beatriz fica constrangida com a conversa de Rute e limita-se a confirmar o que ela diz a respeito do marido.

Fialho desabafa com Samuel e confessa que o chão lhe fugiu por ter ficado sem Piedade, confessando ao mesmo tempo que a amou tanto como à mulher e que ambas se completavam. O padre tenta animar o amigo e aconselha-o a aproveitar a viagem ao Douro que vai fazer com a mulher para normalizar a sua vida, acrescentando que ele deve acabar com as mentiras. O padre conta a Fialho que agora também tem um problema para resolver por ter de devolver a sala que ocupava com a sede da Nova Vaga. Quando sai de casa, Fialho esquece-se do telemóvel em cima da mesa.

Episódio 94

Artur comenta com Renata que o caso de Celeste mexeu com ele, pois sabe o que é ter estado preso e depois de sair em liberdade não conseguir prosseguir a sua vida. Renata é de opinião que ele devia desabafar com alguém sobre o seu passado mas Artur não quer que se saiba que um dia esteve na cadeia. Rui junta-se-lhes naquele instante e Renata pede-lhe que invista num espaço para a sede do Aliança como forma de a ajudar e a Artur. O pai fica escandalizado e a conversa rapidamente se transforma numa discussão, com a filha a acusá-lo de falta de solidariedade. Artur fica preocupado e põe termo à discussão.

Joana tenta ler o poema que Lia está a escrever mas ela não deixa e esconde a sua criatividade.

Rafael confessa a Hugo que está ansioso mas entusiasmado com a exposição em que vai participar. Bruno, pede desculpa ao amigo por não poder estar presente devido ao estado de Sofia mas confidencia que a gravidez dela está a correr bem. Gabriela e Hugo ficam muito nervosos quando percebem que vão ser chamados a qualquer momento para serem interrogados sobre a plantação clandestina que foi descoberta nas estufas.

Sofia queixa-se à avó por ter de continuar em repouso e vai arrumando com nostalgia o seu equipamento de natação. Cármen faz-lhe ver que a gravidez não vai durar sempre e adivinha que algo mais se passou para ela estar assim tão aborrecida. Sofia limita-se a revelar que viu Marcelo quando foi à consulta.

Narcisa procura saber como correu a ida de Rosa ao hospital com Sofia e a irmã esconde-lhe que esteve com Marcelo bem como o incidente do beijo que ele lhe deu. No entanto, não consegue disfarçar o nervosismo que a conversa lhe provoca.

Paula continua curiosa para saber quem ofereceu a César o relógio que ele tem no pulso e chega a perguntar-lhe se foi Narcisa quem lhe deu o presente para o levar para a cama. César finge alguma indignação e nega, acabando com a conversa a pretexto de que tem de trabalhar. Entretanto, recebe uma chamada da mãe que lhe pede para ligar ao pai para o centro de saúde porque ele se esqueceu do telemóvel em casa e precisa que ele leve polpa de tomate para fazer o jantar. César faz o que Rute lhe pediu e fica a saber que, afinal, o pai só tem um paciente e que mentiu à família. Depois de chegar a casa, confronta o pai com a sua descoberta e ele mente, explicando que ficou com vergonha por não conseguir pôr tanto dinheiro em casa como eles e que por isso escondeu que tinha pouco trabalho. César não fica muito convencido mas aceita aquela explicação, prometendo não contar à mãe.

Gabriela e Hugo enfrentam o interrogatório de Narcisa e Rosa, que querem descobrir quem plantou clandestinamente as ervas nas estufas. Tanto um como outro convencem as patroas de que não sabem de nada e suspiram de alívio, concordando que têm de encontrar um terreno para continuarem a cultivar as plantas.

Rute confessa a Marcelo o seu entusiasmo por causa do passeio que vai dar com Fialho pelo Douro. Já o filho fala com desalento do encontro que teve com Rosa no hospital e acaba por contar à mãe que voltou a não resistir a beijá-la, apanhando uma bofetada por isso. A mãe fica apreensiva e acha que ele deve esquecer Rosa mas ele não concorda.

Sofia conta a Bruno a conversa que ouviu entre Rosa e Marcelo e considera a possibilidade de contar ao pai que a ouviu dizer ao médico que enquanto ele estiver presente na sua vida não vai conseguir esquecê-lo. Bruno acha melhor que ela não se meta no assunto e Sofia fica muito dividida sem saber o que fazer.

Rosa continua absorvida pelos seus pensamentos e nem consegue prestar atenção ao que Cármen diz. Daniel regressa a casa e inteira-se da forma como correu a consulta de Sofia, propondo-se ir animar a filha ao saber que ela ficou desiludida por ter de continuar em repouso. Entretanto Daniel conta que Tomás já doou o dinheiro que ganhou com a venda do apartamento mas pede a Rosa que não comente com Marisa porque ela é contra a decisão do irmão e se souber vai discutir com ele.

Marisa discute com Tomás quando descobre que ele lhe mentiu e que doou o dinheiro que tinha a uma investigação científica na Alemanha.

Sofia não segue o conselho de Bruno e quando Daniel a vai ver ao quarto conta ao pai que Rosa esteve com Marcelo no hospital. Daniel fica muito tenso e vai ao seu quarto pedindo a Narcisa que o deixe a sós com Rosa. Assim que a cunhada sai, exige a Rosa que lhe explique o que se passou entre ela e Marcelo no hospital, deixando-a muito nervosa.

Episódio 95

Daniel discute violentamente com Rosa e dá um murro na porta da casa de banho depois de ela reconhecer em lágrimas que apesar de ter tentado tudo para esquecer Marcelo, não conseguiu.
Sofia e Bruno escutam com apreensão a discussão entre Daniel e Rosa e ela confessa ao namorado que não conseguiria esconder do pai a conversa que ouviu no hospital entre a madrasta e o médico.

Daniel acusa Rosa de lhe mentir e não o amar e sai de casa furioso sem que ninguém o consiga deter. Sofia fica em choque e chora, culpando-se pela discussão entre o pai e Rosa, querendo ir falar com ela para a ajudar a fazer as pazes com o pai. Bruno e Cármen tentam acalmá-la e Narcisa vai falar com a irmã para perceber o que se passou, ficando radiante quando ela lhe conta que na origem da discussão com o marido esteve o facto de ela ter confessado a Marcelo que não o consegue esquecer. Narcisa consola a irmã, disfarçando a sua felicidade.

Bárbara faz conversa com Marcelo sobre o encontro que ele teve com Rosa mas ele desvaloriza o assunto, dando apenas indícios de estar desconcentrado, pois falha a entrega de um relatório que Neves lhe tinha pedido.

César procura Rui para que este o ajude a perceber porque é que o pai mentiu ao dizer que tinha muitos pacientes no centro de saúde, nada convencido com as explicações que ele deu. Rui esconde a sua apreensão e apoia a versão de Fialho, convencendo César a não fazer filmes onde eles não existem.

Rute faz as malas com entusiasmo e sugere a Fialho que desmarque algumas consultas para seguirem mais cedo para o Douro. No entanto o marido faz-lhe notar que não fica bem desmarcar consultas em cima da hora e vai fazer a sua própria mala.

Rafael telefona a Rute e confessa-lhe o seu nervosismo por causa da inauguração da exposição em que vai participar. Rute promete ir dar-lhe um beijo antes de seguir para o Douro.

Moisés surpreende Maria e oferece-lhe uma viajem à Madeira. Rafael fica de boca aberta com a generosidade do pai e Maria fica nas nuvens, beijando Moisés.

Sofia conversa com Rosa e pede-lhe desculpa por ter contado ao pai a conversa que ela teve com Marcelo, justificando que só quis proteger o pai. Rosa faz-lhe ver que não se devia ter metido porque não escutou a conversa toda, tão pouco que ela também disse ao médico que quer ficar com o marido.

Daniel vai ao hospital à procura de Marcelo mas Bárbara evita o encontro entre ambos dizendo que o colega está ocupado com uma urgência, depois de saber que o assunto é Rosa. Daniel promete voltar mais tarde e troca um aperto de Bárbara depois de ela revelar que é a médica que segue a gravidez de Sofia.

Daniel pede a Tomás para que o deixe dormir em sua casa e conta que discutiu com Rosa por causa de Marcelo. Muito irritado, dispõe-se a ir de novo à procura do médico para lhe dar uma tareia mas o amigo recomenda-lhe que de acalme e que durma sobre o assunto.

Rosa tenta telefonar a Daniel e como ele não atende chora desesperada, percebendo que ele vai passar a noite fora.

Narcisa, maquiavélica, começa a antecipar o futuro, prevendo que Rosa e Daniel se separem em breve e que a irmã fique com Marcelo. No entanto partilha com César que o contabilista da Floriz pode vir a ser um problema caso Daniel queira aproveitar-se dele para criar dificuldades financeiras a Rosa durante o divórcio, uma vez que também é sócio da empresa. César oferece-se para arranjar um contabilista da sua inteira confiança.

Daniel promete a Tomás que não vai pedir satisfações a Marcelo e o amigo incentiva-o a ir fazer as pazes com Rosa e a continuar a lutar pelo seu casamento.

Rosa fica surpreendida pela lucidez de Cármen quando a sogra assume que apesar de gostar dela como uma filha, compreenderia se ela decidisse separar-se de Daniel, pois também não gostaria de ver o filho refém de um amor do passado.

Marcelo fica tenso quando Bárbara lhe conta que Daniel o procurou no hospital e que assumiu que o tema da conversa era Rosa.

Piedade fica constrangida quando recebe uma caixa com livros de poesia e repleta de pétalas de Rosa quando está em reunião com Tiago e Samuel. O filho adivinha que se trata do namorado que pediu a Deus para ela e o padre troca olhares com Piedade percebendo que o presente é de Fialho.

Rui conta a Beatriz que César descobriu que Fialho mentiu ao dizer que dava consultas no centro de saúde quando afinal só tinha um paciente. Beatriz continua a achar que, mais tarde ou mais cedo, Rute vai descobrir que o marido a traiu com Piedade. Renata interrompe a conversa quando aparece para ir ao ginásio e volta a queixar-se de já não conseguir suportar o chefe. Quando a filha se vai embora, Rui conta a Beatriz que não se anda a dar bem com ela e já voltaram a discutir por causa de Artur e o seu projecto social.

Rafael fica deslumbrado com a exposição dos seus trabalhos e agradece a Rute todo o apoio que lhe deu. Mais radiante fica quando o galerista o informa que já ouviu elogios aos seus desenhos e que vai vender todos por duzentos euros, dando-lhe metade.

Por coincidência, quando Neves vai à oficina buscar a mesa que encomendou a Tomás, trava conhecimento com Daniel e ficam ambos a saber que ele é médico de Rosa.

Marcelo comenta intrigado com Rute o facto de Marcelo o ter procurado, transtornado, no hospital.

Mara vai à oficina e Tomás fica surpreendido ao vê-la ali, pois Daniel acabou de sair dizendo que ia ter com ela. Rapidamente percebe que o amigo pode ter ido à procura de Marcelo e tenta ligar-lhe, sem sucesso.

Daniel invade a casa de Marcelo e exige a Rute falar com ele. Ela ainda tenta que ele se vá embora dizendo que o filho foi para o hospital mas Marcelo entra na sala naquele momento e Daniel cai-lhe em cima dando-lhe um soco e dizendo que como ele lhe deu cabo da vida, agora lhe acabará com a carreira.

Episódio 96

Daniel discute com Marcelo e quase o agride pela segunda vez. Rute assiste à briga com grande nervosismo e Fialho, que entretanto chega a casa, fica igualmente perturbado com o cenário que encontra. Daniel acusa mais uma vez Marcelo de ter abusado de Rosa e deixa claro que se vai queixar dele à Ordem dos Médicos. Depois de Daniel se ir embora furioso. Rute e Fialho equacionam a possibilidade de adiarem a viagem ao Douro mas o filho insiste em que devem manter o passeio.

Tomás confessa a Mara a sua apreensão por Daniel não atender as suas chamadas e receia que ele tenha feito algo de que se possa arrepender. No entanto, afiança que ele terá o candeeiro pronto para a mostra de design.

Marisa questiona Rosa sobre se vale a pena continuar a ser infeliz ao lado do marido mas ela reafirma a sua vontade em lutar pelo casamento com Daniel.

Bruno vai pedir a Narcisa para que convença Rosa a não desistir de Daniel mas a mãe, matreira, responde que não pode mudar o que a irmã sente por Marcelo, insistindo que é inevitável que eles fiquem juntos.

Moisés apressa Maria para irem à exposição de Rafael mas ela faz desesperar o marido porque diz que ainda tem de trocar de roupa. Bruno desculpa-se por não poder ir, justificando que tem de estar ao lado de Sofia. Maria fica curiosa ao saber que as coisas em casa de Rosa não estão muito bem, adivinhando um problema. O marido censura-a por se estar a meter na vida dos patrões.

Gabriela insiste com Hugo para irem ver um terreno para as estufas que querem criar mas fica desiludida com o negócio que lhe é apresentado, resignando-se a ter de comprar as plantas de que precisam para não deixarem falir a pequena empresa que têm. Hugo esforça-se por animá-la e a transmitir-lhe a confiança de que vão conseguir um terreno
Tomás acalma Daniel, depois do confronto que ele teve com Marcelo e incentiva-o a lutar por Rosa, fazendo as pazes com ela. No entanto, Daniel mostra-se demasiado magoado para se reconciliar com a mulher.

César regressa a casa e conta a Marcelo que o pai mentiu à mãe e a eles ao dizer que tinha mais pacientes do que na realidade tem e que ele pagou a viagem ao Douro com o dinheiro que pediu emprestado a Rui. O irmão estranha a situação e César coloca a hipótese de o pai estar doente. Entretanto, Marcelo conta a César que a marca que tem na cara resultou da agressão de Daniel e o irmão apressa-se a telefonar a Narcisa para lhe contar a briga entre o irmão e o marido de Rosa. Narcisa fica naturalmente satisfeita com a novidade e reafirma que se vai empenhar para que a irmã se separe de Daniel.

Narcisa intriga Rosa contra Daniel e conta à irmã em tom de reprovação que o marido perdeu a cabeça e espancou Marcelo. Rosa fica em choque e muito agastada com a atitude de Daniel. Narcisa aproveita para denegrir a imagem do cunhado e censurá-lo por ter agredido o homem que salvou a vida de Rosa. Esta fica ainda mais revoltada com o marido.

A exposição de Rafael é um sucesso e ele fica radiante quando o galerista lhe confidencia que os seus desenhos foram todos vendidos e também porque Maria e Moisés compareceram e gostaram dos seus trabalhos. O pai chega mesmo a dizer que os seus desenhos são os melhores, ao contrário dos canapés que não prestam para nada.

Tomás vai fora de horas ao café da Floriz para jantar e Lia convida-o para estar presente na noite de poesia que estão a organizar, depois de lhe declamar um dos seus poemas. Ele, algo atrapalhado, promete aparecer de puder.

Artur fica agradecido a Rui quando ele lhe disponibiliza a sua garagem para que ele coloque as mobílias que vai ter de retirar do espaço que serve de sede à Nova Vaga. Renata chega a casa irritada com o chefe, com quem discutiu e protesta chamando-lhe Hitler. Depois, a pretexto de se acalmar, puxa Artur e leva-o para tomarem um banho de imersão antes do jantar. Rui fica incomodado com o à-vontade da filha.

Beatriz faz uma visita a Piedade para a avisar de que César está desconfiado com Fialho depois de ter descoberto que o pai mentiu à família sobre o número de pacientes que tinha e que pediu dinheiro emprestado a Rui para pagar a viagem ao Douro com Rute. Beatriz avisa que Tiago pode vir a descobrir que ela teve um caso com Fialho durante vinte anos e pensar que pode ser filho dele. Piedade fica muito enervada com a conversa.

Moisés faz um escândalo à saída da exposição e agride o galerista com um murro, depois de lhe chamar ladrão por querer metade do dinheiro da venda dos desenhos de Rafael. O filho quase morre de vergonha pela situação desagradável que o pai criou e fica destroçado porque o galerista não aceita as suas desculpas. Já em casa, Rafael acusa o pai de continuar a ser um bruto, apesar de ele reafirmar que só fez o que fez para o proteger. Maria concorda com o filho e Moisés sente-se injustiçado e dispara que já nem sequer lhe apetece viajar para a Madeira. Maria fica alarmada mas o marido acabe por dizer que têm de ir na mesma porque não conseguem reaver o dinheiro que gastaram.

Sofia discute com Bruno, pois quer ir a Lisboa à procura do pai e o namorado prefere que ela de acalme e acautele a gravidez.

Rosa telefona a Marcelo e pede-lhe desculpa pelo comportamento de Daniel, assegurando que vai tentar convencer o marido a não apresentar queixa contra ele na ordem dos médicos. Marcelo releva o assunto e reafirma que está à espera dela. Cármen vai ao quarto de Rosa e diz que tem uma proposta para lhe fazer.

Marisa desafia Tomás para ir à praia mas ele diz que tem de trabalhar, ignorando onde se meteu Daniel. A irmã opina que ele não pode continuar eternamente a dormir ali em casa e que mais tarde ou mais cedo terá de regressar a Tomar parta resolver os seus problemas com Rosa.

Daniel regressa a casa depois de ter dormido em casa de Tomás e Marisa e pergunta por Rosa, com quem quer falar. Assim que entra no quarto fica surpreendido ao encontrar a mulher ao pé de uma mala de viagem e pergunta-lhe se vai embora. Rosa olha-o com ar grave e sem responder.