Resumos de Novelas

A Impostora: resumo de 12 a 17 de Setembro

Episódio 6

Daniel está em pânico, quer saber como Verónica arranjou as fotografias. Verónica não conta, mas diz que se ele lhe contar tudo o que sabe do negócio do chinês e arranjar na empresa provas sobre os negócios escuros de Frederico com Samuel lhe devolve as fotos. Gonçalo tenta arrancar um sorriso a Luísa, mas esta está mais interessada em observar Afonso e Miss Ann.

Luísa procura Afonso e fazendo-se passar por filha e mulher de importantes homens de negócios pede-lhe o contato de Carlos.

Daniel infiltra-se na empresa durante a noite e tem de se esconder de dois funcionários que passam a conversar. Os pés de um homem caminham em direção à zona da administração.

Daniel fica em pânico ao ouvir a voz de Samuel na empresa àquela hora.

Carlos recebe um telefonema de Luísa, que lhe quer pedir desculpa por um mal-entendido. Carlos não sabe quem ela é e despacha-a. Samuel recebe um empresário. Daniel ouve tudo na sala de reuniões, com medo que eles ali entrem. Carolina engata um jovem executivo no bar, enquanto bebe gin. Carolina e o jovem empresário beijam-se e caem na cama. Quando ele lhe diz que se chama Rodrigo, ela expulsa-o do quarto.

Edmundo visita Jacinto e fica preocupado por ele estar sozinho. Pergunta-lhe se já falou com a filha. Jacinto chora. Lucrécia vê fotos antigas de Vitória e Verónica. Lázaro fica surpreendido por ela as conseguir distinguir, pois as gémeas a ele parecem absolutamente iguais. Dinis desabafa com Guta sobre o desaparecimento do pai quando esta atende um telefonema de Lázaro. Os dois falam com alguma cumplicidade. Dinis fica enciumado.

Daniel entrega a Verónica os documentos que roubou da empresa, mas avisa-a que se algum dia ela contar a verdade a Samuel ou a Yara, ele dá cabo dela. Íris pergunta a Rodrigo se já pensou na ideia de convidar Guta para o casamento deles. Rodrigo diz que já lhe disse que não a vai convidar, ela está longe, a estudar. Íris acha que já é altura de conhecer algumas pessoas da família dele, mas Rodrigo diz que não quer saber de Portugal. Íris fica aborrecida e vai-se embora. Lígia ficou a fazer companhia a Diana, porque esta diz que fecha os olhos e só vê a imagem de Frederico. Lígia pergunta-lhe se ela era mesmo assim tão apaixonada pelo marido ou se ainda sente alguma coisa por Rodrigo. Diana fica desagradada com a conversa.

Verónica fica pasmada com os dados que Daniel conseguiu para ela e dá-lhe o envelope com as fotos e a pen com as cópias destas.  Verónica pede ao padre Francisco para tomar conta de Jaiminho e entrega-lhe um envelope grosso, para ele entregar às autoridades no caso de lhe acontecer alguma coisa. Verónica procura Samuel e diz à secretária que não se vai embora enquanto não conseguir falar com ele. Samuel fica irritado ao saber por Daniel que a empresa foi alvo de um ataque informático, depois do ataque do chinês. Samuel pede-lhe que descubra quem é que entrou na empresa.

Rodrigo espera Íris à entrada do teatro com um ramo de flores. Carolina interrompe o pequeno-almoço em casa de Diana, onde também está Felipa, para levar Guta para o Porto. Guta recusa-se a ir e a conversa entre Diana, Felipa e Carolina azeda…

Em casa de Diana, a discussão entre Carolina e Diana sobe de tom. Carolina fala da relação antiga de Diana e Rodrigo e da traição que deu origem ao nascimento de Guta…

Gustavo fotografa uma criança pequena com um ar abandonado. Aparece uma mulher árabe e pede-lhe que salve a criança levando-a consigo. Lázaro termina o seu graffiti. Acabou de pintar um mural com rosto de Guta.

Marta mete-se com Carlos, que traz uma pequena mala sua, mas mais uma vez é desagradável. Ele responde-lhe à letra e diz-lhe que ela não faz o género dele. Carolina conduz nervosa enquanto dá uma reprimenda em Guta. Pela janela do carro, esta descobre o graffiti que Lazer pintou para ela. Verónica interpela Samuel à saída da empresa e pronuncia um nome chinês. Samuel fica assombrado.

Episódio 7

Verónica e Samuel conversam. Ele pergunta-lhe o nome e o preço que ela exige para não divulgar aqueles documentos. Verónica diz que não é só dinheiro que quer.  Samuel pede a alguém que lhe arranje informações sobre aquela mulher. Edmundo e Lucrécia conversam sobre a viagem e sobre Moçambique. Falam também numa outra viagem, de Moçambique para Portugal, que resultou na morte da filha de Lucrécia nos braços de Edmundo.

Pureza aconselha Guta a fingir que obedece à mãe mas a fazer o que quiser, para assim evitar discussões. Felipa liga a Gustavo e consegue que ele atenda. Fica emocionada ao ouvir a voz dele e conta-lhe que o cunhado, Frederico, ia a bordo do voo que desapareceu.

O padre Francisco tenta saber pormenores das confusões em que Verónica anda metida, mas ela não lhe conta para o proteger. Samuel e Yara estão na cama depois de terem feito amor. Ele diz-lhe que ela é a mulher da vida dele e que agora é um homem livre. Yara diz que isso são palavras que eles sabem que não levam a lado nenhum. Ricardo deixa uma mensagem no telemóvel de Yara, lembrando que está à espera dela há meia hora. Yara acaba de retocar a maquilhagem e diz a Samuel que não vai permitir que ele a atrase mais, há por aí muitas mulheres livres interessadas em casar com ele.

Rodrigo está sozinho em casa quando Íris regressa e diz que ele tinha razão, ela estava só nervosa com o casamento. Os dois beijam-se.

Diana está de regresso ao trabalho, no laboratório, quando Lígia vem ter com ela e diz que ela tem uma chamada do estrangeiro, da companhia aérea. Rodrigo e Íris anunciam a data do casamento a Celso. Este comenta que essa é a data da cerimónia para as famílias que iam no voo em que Frederico morreu.

Íris sugere mudar a data do casamento, mas Rodrigo diz que não quer mudar nada. Dá tempo para ir à cerimónia antes do casamento. Sofia fica preocupada porque chegou no correio uma carta do tribunal: ou pagam mais uma dívida ou penhoram-lhes os bens.

Marta apercebe-se do interesse de Luísa por Carlos. Marta vai falar com a rececionista para saber quem é aquele casal.

Yara e Ricardo têm uma conversa tensa por ela ter faltado ao passeio de barco. No mesmo local, Samuel despede-se de Daniel. Este, ao sair, cruza-se com Verónica e conta-lhe que acabou de entregar a Samuel um dossier sobre ela. Jaiminho diz a Muzima que tem saudades da tia e só distinguia a tia da mãe pela comida, porque a tia cozinhava melhor. Mas agora a mãe está a cozinhar tão bem como a tia. Muzima diz-lhe que se calhar ele confundia a comida das duas. Verónica pede duzentos mil euros a Samuel. Quando ele recusa, ela levanta-se para falar com Yara, chamando-a. Samuel pede desculpa e Verónica disfarça, dizendo a Yara que a admira muito e a queria cumprimentar. Samuel fica aliviado e concorda em dar-lhe o dinheiro. Verónica diz que precisa também do contato de um bom falsificador. Guigui chega a casa entusiasmada com a ideia de viajar acompanhando Diana, mas Sofia diz-lhe que a empresa só paga a viagem aos familiares diretos dos passageiros e ela não tem dinheiro para pagar a sua viagem. Luísa observa Gonçalo a mergulhar no mar quando Marta vem ter com ela e diz-lhe que tem uma proposta para lhe fazer.

Rodrigo telefona a Carolina, conta-lhe que se vai casar e quer que Guta esteja presente. Carolina fica sem fala com as novidades. Verónica diz a Jaiminho que ele já está crescido e está na hora de saber a verdade sobre o pai. O menino estranha a conversa porque a mãe nunca quis falar sobre esse assunto.

Episódio 8

Verónica diz a Jaiminho que o pai dele chamava-se Frederico Varela, que sempre o adorou mas acabou de morrer no mesmo voo em que seguia a tia.

Carolina diz a Rodrigo que não quer que Guta vá ao casamento dele e desliga-lhe o telefone na cara. Marta diz a Luísa que tem de decidir se quer um marido lindo e tacanho ou um preto vulgar que pode transformar os seus sonhos em realidade. Beatriz não reage bem à notícia da homenagem aos desaparecidos e diz à mãe e a Dinis que aquilo é uma fantochada. O pai não morreu e ela não o vai abandonar!

Verónica instrui Jaiminho sobre tudo o que tem de dizer sobre o pai Frederico para a outra família do pai acreditar nele e dar-lhe o dinheiro que é dele por direito. Para Jaiminho aquilo é uma espécie de jogo. Diana conversa com Beatriz, que não consegue ultrapassar o desaparecimento do pai. Beatriz chora nos braços da mãe.

Verónica entra numa agência de modelos e pede para falar com Kiki. Verónica entrega um grosso envelope a Kiki e esta comenta que o Dr. Samuel Matshine disse que ela a ia procurar. Paulinho está a falar ao telemóvel quando Salomé e Verónica passam. Ele mete conversa com elas. Verónica recebe um telefonema.

Kiki entrega a Verónica o envelope que esta lhe tinha dado dizendo que o cliente não ficou interessado, mas as despesas ficam por conta de Samuel. Verónica sorri.

Samuel encontra-se com Verónica e entrega-lhe um envelope com dinheiro, mas avisa-a que quando a sorte dela mudar ela vai ter de correr pela vida. Joaquim António pede a Jacinto que lhe alugue novamente o quarto. A ucraniana que parecia ser a mulher dos seus sonhos deixou-o cheio de dívidas e ele agora não tem nada nem sítio para ficar. Jacinto recebe-o com simpatia. O padre Francisco ouve Verónica em confissão e fica tão furioso que lhe dá uma penitência pesada. Já na sacristia, o padre pede-lhe que desista do plano de vingança.

O padre acusa Verónica de estar a fazer aquilo tudo para tentar diminuir a sua culpa, uma vez que foi ela que aceitou a proposta e empurrou Vitória para aquela viagem. Verónica desfaz-se em lágrimas e sai, zangada com ele.

Luísa aborda Carlos e tenta desculpar-se. Ele trata-a com distanciamento. Luísa justifica o seu comportamento por estar stressada e estar com problemas no casamento. Carlos corta a conversa e vai-se embora.

Luísa discute com Gonçalo por coisa nenhuma e ele estranha o seu comportamento. Um empregado bate à porta e diz a Gonçalo que Yara Manhiça quer vê-lo, no dia seguinte.

Diana está preocupada com Beatriz, mas Dinis promete tomar conta da irmã na ausência da mãe.

Íris está radiante com os preparativos do casamento. Rodrigo diz que tem de ligar a Diana, por causa da cerimónia de homenagem aos desaparecidos. Íris fica insegura, mas Rodrigo quer que ela fique ali durante o telefonema. Diana e Rodrigo falam ao telefone. Diana diz que ele não precisa de ir à cerimónia, até porque estava de relações cortadas com o irmão, mas Rodrigo quer estar presente. Yara e Carlos conversam sobre a morte da mãe dele e sobre Marta. O padre procura Verónica porque não quer estar zangado com ela. Ela pede-lhe que tome conta de Jaiminho enquanto vai à cerimónia de homenagem. Lucrécia faz muitas recomendações a Lázaro antes de partir com Edmundo.

Patrícia pede a Adelaide que não volte a falar de Frederico. Verónica, a caminho do aeroporto, pensa em Jaiminho. Lucrécia e Edmundo chegam a Moçambique. Lucrécia recorda, com tristeza, um momento do seu passado. Verónica chega ao aeroporto nesse momento.

Diana está a colocar a mala no carro quando Beatriz aparece histérica, de telemóvel na mão, a afirmar que o pai não morreu.

Lucrécia vai a sair do aeroporto quando vê, ao longe Verónica.

Episódio 9

Lucrécia entra no aeroporto, atrás de Verónica. Lucrécia não encontra Verónica em lado nenhum. Edmundo acha que ela imaginou aquilo por estar ansiosa por ver Vitória.

Beatriz está convencida de que o pai está vivo porque o telemóvel dele está a tocar. Edmundo e Lucrécia observam a paisagem enquanto andam de táxi e recordam Maputo como era quando de lá saíram.

Diana chega ao hotel em Santiago do Chile.

Verónica experimenta algumas peças do seu novo guarda-roupa, mais caro e sofisticado e assume, perante o espelho, a identidade de Vitória, colocando no dedo uma aliança de casada.

Salomé surpreende o pai tapando-lhe os olhos. Lucrécia quer ver Vitória, mas Salomé conta da viagem desta.

No teatro, Rodrigo bate com os olhos em Diana e parece que o resto do mundo desaparece. Íris observa-os, ansiosa. Percebendo o nervosismo dela, Celso leva-a dali.

Diana e Rodrigo embarcam com outros familiares e psicólogos, num navio. Há jornalistas no local.

Samuel também está a bordo. Faz um aceno de cabeça respeitoso a Diana.  Beatriz faz zapping à procura de novidades sobre o voo desaparecido. O irmão tenta acalmá-la, mas Beatriz tem um ataque de pânico. Verónica chega atrasada e já não consegue embarcar com os restantes familiares no navio da cerimónia.

Chino tenta vender o colar de Carolina numa loja manhosa. Chino está ansioso porque Gomes demora a fazer um preço para a joia. É então que Carolina entra na loja e pergunta a Gomes se é aquele o idiota que está a tentar vender o colar que lhe roubou.

A cerimónia já decorre quando Verónica chega de lancha. Rodrigo reconhece-a como a mulher com quem Frederico estava no restaurante de Santiago do Chile e confronta-a, dizendo que aquela cerimónia é só para familiares das vítimas. Verónica diz que é mulher de Frederico Varela, afirmação que deixa Diana pasmada.

Verónica alega que era casada com Frederico há oito anos e Samuel confirma a história. Fora de si, Diana empurra Verónica em direção à amurada, ela agarra-a e as duas caem ao mar. Rodrigo mergulha para as salvar.

Gomes deixa Carolina sozinha com Chino e esta aponta-lhe uma arma. Faz-lhe algumas perguntas e depois fica com o seu colar e o cartão de cidadão dele dizendo a Chino que tem dez horas para lhe entregar o resto das joias e o comparsa.

Yara diz a Gonçalo que Marta é o seu calcanhar de Aquiles e reconhece que Gonçalo é um homem íntegro. Por causa disso, oferece-lhe mais uma semana de férias no resort. Rodrigo faz respiração boca a boca a Diana, numa lancha. Verónica observa, enrolada num cobertor. Diana finalmente tosse e recupera os sentidos. Diana está furiosa com Verónica e Rodrigo leva esta para longe dela. Depois diz a Verónica para o procurar no Teatro Municipal de Santiago. Samuel conversa, à parte, com Verónica. Diana sente que a sua vida é uma mentira. Rodrigo sente-se impotente para a consolar.

Já todos os familiares saíram do barco menos Diana, que está encolhida num canto, a chorar. Rodrigo tenta convencê-la a sair com ele.

No banco de trás de um táxi e ainda embrulhada num cobertor, Verónica recorda a maneira como foi maltratada por Diana. Dentro de si cresce o desejo de vingança. Íris está nervosa porque Rodrigo ainda não chegou.

Rodrigo ajuda Diana a entrar no quarto e a ligar aos filhos. Depois de desligar, Diana diz a Rodrigo que não sabe como lhes vai contar que o pai tinha outra mulher. A investigadora tem um ataque de fúria e começa a partir tudo. Rodrigo telefona para a receção e pede um médico. Íris está muito stressada com o enorme atraso do noivo e teme que Rodrigo a tenha deixado pendurada, mas Celso garante-lhe que isso não aconteceu. Guta fica surpreendida ao saber, pela mãe, que o pai casava nesse dia.

Diana já foi medicada, mas o médico diz a Rodrigo que é melhor ela não ficar sozinha. Drogada pelos medicamentos, Diana diz que toda a sua vida foi um erro e pede a Rodrigo para não a deixar novamente sozinha…

Episódio 10

Rodrigo diz a Diana para dormir e beija-a na testa, carinhoso. Enquanto ela dorme, Rodrigo observa-a com uma expressão apaixonada.

Íris está desfeita em lágrimas e Celso confirma que a cerimónia de homenagem acabou há muito. Todos os familiares regressaram. Íris diz que Rodrigo mudou de ideias e pede a Celso para falar com os convidados.

Guta diz à mãe que tinha o direito de tomar por ela mesma a decisão de ir ou não ao casamento do pai. Assunção e Pureza criticam Carolina por não ter contado nada a Guta. Íris diz a Celso que no fundo sempre soube que Rodrigo não tinha esquecido a Diana. Celso diz que deve haver uma justificação para a ausência do amigo, mas Íris está destruída. Íris corre, rasgando o vestido de noiva.

Edmundo e Lucrécia tomam uma bebida no Clube Naval e recordam o espaço como era no passado.

Rodrigo deixa Diana, que dorme, vigiada por uma empregada do hotel e sai apressado. Rodrigo chega ao local da cerimónia de casamento, mas Íris e os convidados já não estão. Encontra o pedaço rasgado do vestido de Íris.

Íris faz as malas. Celso tenta consolá-la. Rodrigo tenta explicar o que aconteceu a Diana, mas só ouvir o nome desta faz Íris sair disparada. Celso dá um murro a Rodrigo e sai atrás de Íris, deixando a mala da soprano para trás.

Íris corre pela rua, desnorteada e Celso corre atrás dela. Íris quase é atropelada, mas Celso salva-a no último instante e os dois caem no chão. Bruno vê Carolina com o colar roubado e fica tão perturbado que deixa cair a joia que está a polir. Ela repreende-o.

Bruno liga a Chino para saber o que se passou, mas este diz-lhe que agora não pode falar. Rodrigo regressa ao quarto de hotel onde Diana dorme. Dispensa a empregada e descalça Diana, deitando-se ao seu lado na cama, mas fora dos lençóis.

Diana acorda e toca no rosto de Rodrigo. Ele desperta. Os dois beijam-se levemente, mas o beijo cresce de intensidade. Íris regressa com Celso ao apartamento de Rodrigo para ir buscar a mala e fica furiosa ao perceber que ele não dormiu em casa.

Rodrigo e Diana fazem amor de forma apaixonada. Diana e Rodrigo acabam de fazer amor e ela tem dificuldade em acreditar que aquilo aconteceu mesmo. Rodrigo atende um telefonema de Guta, triste por não ter ido ao casamento. Rodrigo diz-lhe que não houve casamento porque ele teve um contratempo. Diana fica dececionada com o que ouve. Diana e Rodrigo conversam e ela diz-lhe que ele não devia ter deixado aquilo acontecer entre eles. Foi um erro. Rodrigo não concorda, mas Diana aconselha-o a tentar recuperar a noiva dizendo que a relação deles acabou há 18 anos.

Verónica cruza-se com Rodrigo no hotel e percebe que ele está a usar a mesma roupa que tinha na véspera. Pergunta-lhe diretamente se ele e Diana estão juntos.

Bruno pressiona Chino para lhe contar tudo o que sabe. Os dois estranham Gomes relacionar-se com uma pessoa como Carolina e Bruno desconfia que os dois devem estar metidos em alguma marosca.

No antiquário fechado, Assunção e Pureza desenroscam um castiçal para mostrar o seu interior a uma cliente, que fica satisfeita com o que vê.

No hotel, Diana espera pelo elevador na companhia de Samuel. Começa por tentar ignorá-lo, mas como o elevador demora, ela confronta-o com tantos anos de amizade sem que ele lhe tivesse dito uma palavra que fosse sobre a traição de Frederico. Samuel mantém a mentira. Diana dá-lhe um estalo. Adelaide procura Paulinho na oficina e conta-lhe que o amigo da alfândega avisou que as mercadorias já chegaram.

Carolina vai ao encontro de Chino e do comparsa armada e surpreende-se ao reconhecer o seu empregado, Bruno. Joaquim António instala-se em casa de Jacinto.

Diana pede a Samuel que a ajude a encontrar-se com Vitória. Samuel procura Verónica e diz-lhe que Diana quer um encontro com ela. Carolina aponta a arma a Bruno, mas Chino aponta-lhe outra arma a ela.

Diana e Verónica encontram-se.

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários